AO SANFONEIRO AMIGO, GIULLIAN

04 de Fevereiro de 2012 Celso Cruz (Brocoió) Cordel 977

Eu enxergo sua sanfona
Como seu peito rasgando
É o seu coração mostrando
A grande diversidade
De sentimentos de bondade
Um arco íris de cores
De folhas, frutos e flores
De acordes, de arpejos
De esperança, desejos
Atributos e valores

É a sanfona chorando
É a sanfona gemendo
É a sanfona cantando
É o coração dizendo
Deixe a sanfona chorar
Deixe a sanfona gemer
Deixe a sanfona cantar
O seu alegre viver

São sentimentos eclodindo
Em bemóis e sustenidos
Como se o coração comprimido
Ganhasse a liberdade
E gritasse sua verdade
Bradasse sua conquista
Pra que o mundo todo assista
De forma melodiosa
A grandeza fervorosa
Da alma de um grande artista

É a sanfona chorando
É a sanfona gemendo
É a sanfona cantando
É o coração dizendo
Deixe a sanfona chorar
Deixe a sanfona gemer
Deixe a sanfona cantar
O seu alegre viver

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Amor ou guerra?Ultimas Semanas-Cap-79: há 7 horas

Para voçes nao esquecerem do que esta acontecendo em "Amor ou guerra"Vo...
guilhermes Contos 13


Sexo depois do futebol há 7 horas

Meu nome é PE, todos os sábados vou com meu namorado à umaquad...
safasex Contos 140


Descobertas Adolescentes:Cap-4: há 10 horas

Ricardo fica assustado e sem pensar duas vezes coloca o celular para gra...
guilhermes Contos 116


Sapo ou Borboleta? há 16 horas

Dizem por ai que é bom desabafar com alguém de vez em quando, quando s...
sauloofalcao Pensamentos 60


Descompliquem o amor há 16 horas

Pra mim, no amor, não deveria existir rodeios, palavras complicadas, pa...
sauloofalcao Pensamentos 24


Metáforas de um mundo melhor há 16 horas

Vontade de entrar no primeiro bar que eu encontrar pelo caminho e me embria...
sauloofalcao Poesias 30