Matar

18 de Julho de 2014 Delírios Acrósticos 252

• Estive aqui pensando e cheguei a conclusão que não seria fácil eu me matar? Me enforcando, mas e se a corda arrebentar. Talvez seja mais fácil tomar vários comprimidos diferentes junto com uma dose de conhaque para descer melhor, mas e se alguém me encontrar e me levar para o hospital irão fazer lavagem estomacal. Já sei. Cortarei os meus pulsos e morrerei lentamente enquanto meus fluxos sanguíneos escorrem pelo piso branco do banheiro, mas e se eu cortar no local errado e se o corte não for o suficiente para se tirar a minha vida. Pensando bem é melhor me jogar de um prédio ou uma ponte, mas e se eu der muito trabalho, pois se me jogar do prédio e ficar todo esmagado no asfalto será difícil remover o meu corpo e ainda ia ser pior se me jogasse e sobrevivesse a queda e ficasse cheio de ossos quebrados. E se for de uma ponte/viaduto posso causar um acidente e tirarei além da minha vida a de outras pessoas que não queriam ter o mesmo fim. E se simplesmente não for o fim e se eu ressuscito ou reencarno novamente, não, não é tão fácil quanto parece por um ponto final em minha vida. E muita dor para causar, muitas lágrimas para derramar, muito trabalho iria dar, muito medo irei sentir, muita culpa.


Leia também
A dor fazia lembrar. há 9 horas

Eu lhe atribui tudo de muito vil... No mais absoluto reflexo e pensar. P...
elisergio Sonetos 15


Meu sonho de mulher há 11 horas

Você é o meu sonho de mulher meu pensamento que se tornou realidade.. C...
anjoeros Poesias 9


Um encontro,mil borboletas no estômago... há 11 horas

Te conheci um dia Sem grandes pretensões. Uma amizade,um momento E de r...
anjoeros Poesias 5


Morena,doce veneno há 11 horas

Morena,pequena. Doce veneno que não se pode guardar. Intensa e forte, ...
anjoeros Poesias 10


Amor na net há 18 horas

Hoje em dia,quem não está sempre ligado na net? Impossível não estar. N...
anjoeros Artigos 13


A mulher certa há 18 horas

ME RASGA TODO,ME MORDE, ME PÕE CONTRA A PAREDE E ME MOSTRA QUE EU ESCOLHI...
anjoeros Poesias 19