Em forma de carpinteiro
Meu universo terreiro
E o planeta terra
A minha quase perfeição.

Pois se não fosse à desigualdade
As relações de não paridade
Seria uma escultura
Mas não.

Ainda moldo, a talho
Para que nesta poesia
Eu como carpinteiro
Possa com meu ofício
Lhe desejar um ótimo dia.