desvende-me

05 de Setembro de 2014 cromo Acrósticos 398

misturaram tudo que eu tinha,
eu ja nem sei oque faz sentido
pra mim aquilo tudo era o inferno, mais minha mãe disse que a vida era assim mesmo, eu apenas caminhava, sempre de cabeça erguida, e aquele cigarro entre meus dedos ja fazia parte de mim, veja o velho da barbearia, ele passou a vida se omitindo e agora entrega suas rugas a morte, e a dona da vendinha, só quero que saibam que aquela não é sua irmã, como ela mesma diz, e sim sua esposa, pelo menos elas estavam transando sobre a ponte, me pareciam tão livres, tão dispostas a viver,
Eu joguei dois gelos, e coloquei um wisky barato bebi e sai pelas ruas, vamos brindar? a todos os corações partidos, a todos os amores deixados de lado, a todos os momentos inesquecíveis que foram esquecidos.
e aos meus amores eu deixo minhas risadas, deixo nossas tolices, deixo você, vou ficar nu de tudo, vou me recriar.
A voce menino, apenas me aguarde, meu sorriso não sera tão doce.


Leia também
UM GATO NO ESPELHO há 6 horas

Um gato, parado diante do espelho do quarto de sua dona, discutia com...
madalao Infantil 14


Tudo junto e misturado há 13 horas

Tudo junto. Misturado. Animado. Apaixonado. Completamente dado e entreg...
anjoeros Poesias 14


Quando senti vontade de amar... há 13 horas

Prefiro ser acusado de amar demais do que ser reconhecido por ser aquele q...
anjoeros Poesias 10


Meu café há 1 dia

UM CAFÉ SEMPRE CAI BEM...ANTES DO ALMOÇO,DEPOIS DELE... TE FAÇO UM CA...
anjoeros Poesias 15


Ao pé do ouvido há 1 dia

Vem cá, menina... Deixa eu te falar, bem lá dentro do teu ouvido, tudo ...
anjoeros Poesias 16


Poesia viva há 1 dia

AMO VOCÊ,MINHA POESIA VIVA... TRAZES NO CORPO AS ESCRITAS DA VIDA OS MOM...
anjoeros Poesias 12