Não vejo de que forma a crítica à opção religiosa, sexual, musical, política... Enfim, das opções alheias, dissonantes às suas, fará com que cresça em algum aspecto.A crítica pela crítica nada mais é que um ataque gratuito às crenças do outro, que dificilmente mudará de opinião por conta de ''perseguições'' de qualquer tipo. Quando nos referimos à expressão de determinadas crenças e/ou opiniões, não existe certo ou errado, mas sim escolhas feitas através de um livre arbítrio legal, amplamente amparado graças ao ,HOJE clichê, Estado democrático de direitos, de um país tão lindo por suas diferenças.
Ao invés de criticar ao outro, confundindo a diferença com um defeito, por que não fazer uma crítica construtiva quanto às suas atitudes?Tentando rever alguns conceitos estando certo de que não somos, nem nunca seremos perfeitos.
O descontentamento com o outro, ao meu ver, nasce do descontentamento consigo mesmo.
Então, se buscarmos nos encontrar antes de tentarmos encontrar ao outro, as críticas críticas se tornarão uma compreensão das diferenças, possibilitando uma coexistência sadia,numa sociadade mais justa, num mundo mais humano.