De que é a responsabilidade?

30 de Agosto de 2012 Danilo Acrósticos 3941

A tais desconcentrações de responsabilidades, muito comum no país e feita através de Secretários de Governo disso e daquilo, nada mais são que escudos que escondem e respaldam os Senhores chefes do executivo municipal e estadual.Temos visto seguidas declarações destes senhores, com aquele velho discurso dos políticos incompetentes: ''HERANÇA DE GESTÕES ANTERIORES'' em que falam, falam e não DIZEM NADA.É preciso abrir o olho para os verdadeiros culpados desse caos instalado na saúde, educação, transportes, entre tantos outros, pois bem sabemos que, se ''der merda'', basta exonerar o tal do secretário e substituí-lo por outro ''João'' incompetente. Povo de memória curta.E assim a ciranda gira.


Infelizmente, os efeitos de uma investigação de corrupção, no Brasil, são ''ex nunc''; Ou seja, depois de descoberto o ''esquema'', rompe-se com a empresa corrupta para que, teoricamente, não se repitam os casos de corrupção atribuídos à ela.Não há, contudo, uma investigação séria que vise anular os efeitos já produzidos, bem como responsabilização dos causadores, ou seja, o estrago que foi feito, geralmente, permanece feito.Tentam tapar o sol com a peneira, sem atentar para o iminente crepúsculo.


Leia também
Circunstâncias há 15 horas

Não quero me perder, procurando a perfeição... Ser perfeito em quê? ...
a_j_cardiais Sonetos 38


"A maldade" há 1 dia

De que me serve escrever, inventar, sonhar sem pensar No meu interior me a...
joaodasneves Poesias 8


"Não sei" há 1 dia

Hoje tenho vontade de rir Mas também tenho vontade de chorar Ja nem sei ...
joaodasneves Pensamentos 5


Domínio do Pecado ou da Graça há 2 dias

Se é impossível não pecar enquanto estivermos neste mundo, por que J...
kuryos Mensagens 19


Ventinho Delicado há 3 dias

Uma mulher passa com seu rebolado... Um ventinho delicado faz seu vestid...
a_j_cardiais Poesias 55


Mortos Vivos, Vivos Mortos há 3 dias

O que é viver? Tem gente que tem tudo, e não se sente feliz... Fica as...
a_j_cardiais Poesias 56