Homenagem a meu pai
André Bancalero Gomez (in memória 1909 a 1984)

Pai que saudades de você!

Pai faz tanto tempo que se foi...
Assim... Sem me avisar
Isso foi difícil pra mim

Quando mais precisava...
Um dia... Deus resolveu te levar
E deixou-me sozinho aqui

Sinto tanta falta de você pai
Alegre, rindo e me fazendo rir...
Um amigo mais que tudo
Digno do papel de pai
Amável companheiro...
Doador de um amor incondicional
E acima de tudo isso...
Sempre presente sempre disposto a ajudar!

Deus, eu tenho certeza...
Ele te reservou um bom lugar

Você foi muito importante
Ontem, hoje sempre será...
Certamente nunca te esquecerei
E eternamente pai... Eu vou te amar

Marcelo Bancalero