Por D. M. Lloyd Jones Desejar justiça significa desejo de ser livre do pecado, porque o pecado nos separa de Deus. Positivamente, pois, significa desejo de ser reto para com Deus.  Toda a dificuldade do mundo de hoje se deve ao fato de que o homem não é reto para com Deus, pois é porque ele não é reto para com Deus que anda por caminhos errados em tudo mais. Aquele que tem fome e sede de justiça percebe que o pecado e a rebelião o separaram da face de Deus e anela retornar àquele antigo relacionamento.  Mas também significa, necessariamente, o desejo de ficar livre do poder do pecado. O homem a quem estamos considerando chegou a perceber que o mundo em que ele vive é controlado pelo pecado e por Satanás. Ele entende que “o deus deste mundo” o vem cegando. Quer libertar-se desse poder que o arrasta para baixo, a despeito dos esforços dele (ver Romanos 7). Quer ficar livre do poder, da tirania e da servidão do pecado.  Mas a coisa vai mais longe ainda. Significa o desejo de ficar livre do próprio desejo do pecado, pois vemos que aquele que verdadeiramente se examina a si próprio, à luz das Escrituras, não só descobre que está na escravidão do pecado; ainda mais horrível é o fato de que ele gosta do pecado, ele o deseja. Mesmo depois de ter entendido que é errado, ele o quer. Mas agora, o homem que tem fome e sede de justiça é aquele que quer desfazer-se daquele desejo do pecado, não somente exterior, mas também interiormente. O pecado é algo que polui a própria essência do nosso ser e da nossa natureza. Quem é cristão quer ficar livre disso tudo. Ter fome e sede de justiça é desejar libertar-se do ego, em todas as suas horríveis manifestações, em todas as suas formas. Aquele que tem fome e sede de justiça quer emancipar-se da preocupação egocêntrica, em todas as suas formas e medidas. xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Nota do Pr Silvio Dutra: “Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos.” (Mateus 5.6) O ser farto, conforme a promessa para os que têm fome e sede de justiça, significa que eles poderão viver a justiça do evangelho  em plenitude, conforme lhes capacita a graça do Senhor Jesus Cristo. Ele tem feito a promessa de livrar os que nEle confiam da escravidão ao pecado, e tem sido totalmente fiel em cumpri-la nas vidas destes que anelam pela vida justa do Reino dos céus. O pecado poderá se apresentar na vida destes crentes, mas já não pode mais exercer um governo absoluto sobre os mesmos porque quem reina agora em seus corações é a graça, que sempre há de subjugar o pecado quando eles recorrem ao socorro que há em nosso Senhor Jesus Cristo.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxVeja tudo sobre as Escrituras do Velho Testamento no seguinte link:http://livrosbiblia.blogspot.com.br/Veja tudo sobre as Escrituras do Novo Testamento no seguinte link:http://livrono.blogspot.com.br/A Igreja tem testemunhado a redenção de Cristo juntamente com o Espírito Santo nestes 2.000 anos de Cristianismo.Veja várias mensagens sobre este testemunho nos seguintes links:http://retornoevangelho.blogspot.com.br/http://poesiasdoevangelho.blogspot.com.br/A Bíblia também revela as condições do tempo do fim quando Cristo inaugurará o Seu reino eterno de justiça ao retornar à Terra. Com isto se dará cumprimento ao propósito final relativo à nossa redenção.Veja a apresentação destas condições no seguinte link:http://aguardandovj.blogspot.com.br/