Por Matthew Henry

O povo é convocado para que declare porque está cansado de adorar a Deus, e têm a tendência à idolatria, o pecado causa a controvérsia entre Deus e o homem. Deus argumenta conosco, e nos ensina a argumentarmos cada um consigo mesmo. Que eles se lembrem dos muitos favores que Deus concedeu tanto a eles quanto aos seus pais, e comparem-nos com a sua conduta indigna e ingrata para com Ele.
Estes versos parecem conter a essência da consulta de Balaque a Balaão, sobre como obter o favor do Deus de Israel, A convicção profunda da culpa e da ira colocará os homens a buscar cuidadosamente a paz e o perdão, e, então, começa a haver aí uma base para a sua esperança, Para que Deus se agrade de nós, devemos mostrar interesse pela expiação feita por nosso Senhor Jesus Cristo, e que o pecado pelo qual nós lhe desagradamos seja retirado, Como satisfazer a justiça de Deus? Em que nome devemos nos apresentar, uma vez que não temos nada a alegar a nosso favor? Com que justiça compareceremos diante dEle? As propostas revelam ignorância, ainda que demonstrem zelo.
Oferecem aquilo que é magnífico e querido, Aqueles que estão plenamente convencidos de seu pecado e miséria, e do perigo que correm por causa do pecado, dariam o mundo todo, se o tivessem, pela paz e pelo perdão.
Contudo, não ofertam bem, os sacrifícios tinham valor porque se referiam ao Senhor Jesus Cristo; era impossível que o sangue de touros e bodes retirasse o pecado. Todas as propostas de paz, exceto aquelas que concordam com o Evangelho, são absurdas. Não são capazes de satisfazer as exigências da justiça divina, nem o mal causado à honra de Deus pelo pecado, nem servirão para substituir a santidade de coração e a transformação da vida. Os homens deixarão qualquer coisa antes de deixarem os seus pecados; entretanto, não deixam nada para que possam ser aceitos por Deus, a menos que o façam com os seus pecados.
Os deveres morais foram ordenados porque são bons para o homem. Existem grandes recompensas para aqueles que obedecem os mandamentos de Deus, enquanto os estão obedecendo e também depois de terem-nos obedecido. Deus não somente os tornou conhecidos, mas também os tornou claros para os homens.
O bem que Deus requer de nós não é que paguemos um preço pelo perdão de nossos pecados, e pela aceitação de Deus, mas amá-lo. O que há de ilógico ou difícil nisto? Todo o nosso pensamento carnal deve ser derrubado, e levado à obediência a Deus se quisermos andar confortavelmente com Ele. Devemos fazê-lo como pecadores penitentes, dependentes do Redentor e de sua expiação.
Bendito seja o Senhor que está sempre pronto para dar a sua graça ao humilde penitente que o espera.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Comentário dos livros do Velho Testamento:
http://livrosbiblia.blogspot.com.br/

Comentário do Novo Testamento:
http://livrono.blogspot.com.br/

Mensagens:
http://retornoevangelho.blogspot.com.br/

Escatologia (tempo do fim):
http://aguardandovj.blogspot.com.br/