06 casos bizarros –imperdivel

1 – Necrofilia

Carl Van Cosel era um técnico de radiologia solitário que se tornou obcecado por Elena Hoyos,

uma paciente no hospital onde ele trabalhava. Elena sofria de tuberculose e Carl prometeu a ela que sua saúde melhoraria com a sua máquina de raio x.

Secretamente, ele sabia que ela estava morrendo.

Quando a moça morreu, em 25 de outubro de 1931, Van Cosel convenceu a família a levá-la a um mausoléu — o que eles não sabiam era que ele tinha a única chave do local e iria visitá-la todas as noites.

Depois de alguns anos, ele levou o corpo para sua casa, onde a vestia com roupas de noiva e às vezes dançava (e, ate sexo com ela.

Ele cobriu a carne em decomposição com cera e gesso e encharcou-a com perfume.
Ele foi finalmente capturado e julgado por seus atos hediondos, mas a essa altura todas as loucuras já haviam passado do limite. Van Cosel sofria de necrofilia, a atração sexual por um cadáver.

2 – Casal incomum


A francesa Blanche Dumas nasceu no final do século 19, tendo três pernas, quatro seios e duas vaginas.

E você pensa que isso a impediu de ter uma vida amorosa agitada quando se tornou adulta? Nada disso. Na verdade, foi justamente o contrário — ela se tornou uma cortesã famosa em Paris.

Um dia, Blanche ouviu falar sobre Juan Baptista dos Santos, um português que também tinha três pernas e dois pênis. Pensando em todas as possibilidades, ela insistiu em conhecê-lo e o resto você já imagina.

Ambos sofriam de tripedalismo (três pernas) causado por um gêmeo parasita, o que gerou a existência de mais órgãos genitais. Além disso, era relatado que os dois também tinham um apetite sexual insaciável.

3 – Cega de amor

Em 1959, o nova-iorquino Burt Pugach estava tendo um caso com Linda Riss. Quando ela descobriu que ele tinha esposa e filho, ela terminou tudo e não queria mais vê-lo. Enfurecido, ele contratou três homens para “assustá-la”, como afirmou Burt posteriormente, mas eles a atacaram com ácido no rosto, o que a cegou mais gravemente em um olho. Porém, o mais estranho é o que aconteceu depois.
No julgamento, ele alegou ter agido por amor, mas foi condenado a 15 anos de prisão. Ainda assim, os dois se corresponderam enquanto ele estava na cadeia e ela era totalmente dedicada a ele.

Quando Burt foi libertado, ele se casou com Linda, em 1974. Ela morreu no ano passado. Os dois escreveram um livro e apareceram em um documentário intitulado “Crazy Love”.

4 – Amante de carros


Edward Smith, de 57 anos de idade, não ama um carro como as pessoas comuns, que não nutrem sensações como excitação sexual pelos veículos. Ao contrário,

Smith não só tem uma ligação afetiva forte com seus carros como também tem prazer sexual com eles.

Ele acaricia a lataria e os faróis, beija com sentimento e até conversa com os veículos.

Em toda a sua vida ele só teve um relacionamento com uma mulher, que não durou por motivos óbvios. Já quando o assunto são os automóveis, Smith afirma que já fez sexo com mais de mil,

mas “sossegou o facho” em uma relação monogâmica com um fusca branco chamado Vanilla.
Smith pode sofrer de uma condição chamada Objectum sexualis, em que a pessoa se apaixona por um objeto inanimado.

5 – Gamer apaixonado

Atenção, gamers: cuidado para não se envolverem tanto com personagens de jogos a ponto de querer se casar com algum deles.

Você acha impossível isso acontecer? Pois essa é a história da vida de um homem de 27 anos de idade que atende pelo apelido de “Sal 9000”.
Ele transmitiu ao vivo por um site o que ele considerou um casamento "semissério" com Nene Anegasaki, uma personagem bidimensional de desenho animado que existe no jogo Nintendo DS Love Plus.
Os votos foram trocados, houve até um DJ e a cerimônia terminou com um beijo.
A condição de Sal pode ser a Schediaphilia, quando há excitação sexual a partir de um personagem de desenho ou jogo
.
6– Ela e o golfinho


Essa moça da foto é Sharon Tendler. A imagem é da sua cerimônia de casamento com um inocente golfinho chamado Cindy!

Esse foi o primeiro casamento “interespécies” já registrado, mostrando apenas um pouco de absurdo a que um humano pode chegar.
Tendler é uma milionária excêntrica e se uniu a Cindy em um resort israelense em 2005, depois de ter cortejado o mamífero aquático por alguns anos.
Porém, Cindy morreu em junho do ano seguinte — e felizmente não há registro nenhum de que a mulher tenha tentado fazer algo de cunho sexual com o bichinho.