6 cirurgias plásticas que você pode fazer pelo SUS

O Sistema Único de Saúde cobre alguns tipos de cirurgia plástica que são reparadoras, como implante de silicone para quem tratou o câncer de mama e redução em orelhas de abano. Confira!

Quem sofreu um acidente ou passou por alguma doença grave e deseja fazer uma cirurgia plástica pode procurar o Sistema Único de Saúde (SUS) e pedir esse procedimento de graça.

O SUS cobre apenas as plásticas reparadoras e isso significa que não dá para procurar o governo para fazer um implante de silicone e aumentar os seios se o motivo for estético. Por outro lado, dá para fazer essa mesma cirurgia nos casos em que a mulher teve câncer e precisou retirar a mama.

Veja abaixo as 6 principais plásticas reparadoras que o Sistema Único de Saúde cobre:

1. Fenda palatina. É um problema genético que causa uma deformação na região da boca e no nariz da pessoa.

2. Lábio leporino. Este caso se parece com o da fenda palatina e pode atingir até os dentes e a gengiva.

3. Mudança de sexo. Feita em mulheres que não se identificam com o corpo que têm. Nesse caso, a cirurgia modifica os órgãos genitais e os seios.

4. Orelhas de abano. Indicada para quem nasce com as orelhas muito afastadas do rosto e gostaria de mudar a aparência.

5. Gigantomastia. É o nome dado para o caso de mulheres que têm os seios muito grandes. A cirurgia de redução evita problemas na coluna por causa do excesso de peso dos seios.

“A cirurgia só pode ser feita quando a paciente passa por uma consulta com um médico ortopedista que avalia se a saúde dela está prejudicada pelo tamanho dos seios”, explica o médico Carlos Alberto Komatsu, diretor da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Saiba mais

6. Silicone mamário. Cirurgia feita apenas em mulheres que retiraram o seio ou parte dele por causa do câncer de mama.

Se a cirurgia for tranquila e a paciente estiver em condições para passar por um novo procedimento, o implante será feito logo após a retirada do tumor nos seios.

É a nova regra do projeto de lei aprovado em 28 de abril de 2013.

Como fazer a plástica reparadora

Como são muitos os motivos que podem levar uma pessoa a procurar uma plástica reparadora, cada caso é tratado de uma forma diferente. Por isso, converse com o seu médico para saber se a sua cirurgia será aprovada pelo SUS.