Espiritual ou Espiritualista?

28 de Março de 2017 Pr CJJacinto Artigos 159

Espiritual e não espiritualista?


O espiritualismo é um fato comum, uma experiência comum nas religiões, mesmo naquelas mais primitivas. Os xamãs siberianos, por exemplo, mesmo vivendo nas regiões mais inóspitas da Rússia ou os indígenas da America, todos possuem uma herança espiritualista. Os xamãs siberianos, por exemplo, possuem um método próprio de contato com o mundo espiritual, podemos dizer oposto ao espiritualismo ocidental, pois que os médiuns e canalizadores invocam os espíritos até nossa dimensão de existência, já os xamãs conseguem ir até outras dimensões e entrar em contato com entidades espirituais lá. O espiritualismo é a conexão da mente humana com dimensões ocultas ou desconhecidas, exclui as esferas onde se encontram outros planos de existência, o mundo caído e os espíritos imundos. Um espiritualista é alguém que explora e experimenta as múltiplas vertentes do ocultismo, desde o mesmerismo e ciência da mente até a magia e o satanismo. Como o mundo espiritual é complexo e extremamente enganoso e perigoso, as escrituras desde as datas mais primitivas já adverte e proíbe o contato com o mundo espiritual caído. A não observância desses mandamentos e advertências conduz os homens aos mais vis e extremos erros, pois o propósito principal do diabo é desviar o homem da completa verdade, para que luz do evangelho não resplandeça na sua mente.
O campo de espiritualismo é fértil, a expansão de seus fenômenos tem se multiplicado em nossos dias. Isso significa que estamos vivendo em tempos perigosos, onde um homem que deseja praticar a verdadeira religião sem ter discernimento propõe-se a andar em um verdadeiro campo minado. Aqui fica o alerta real. Viver em nossos dias abraçando a fé cristã, sem ter um mínimo de discernimento espiritual é como dançar cegamente dentro de um campo cheio de minas explosivas. O primeiro contato do natural com o sobrenatural deu-se no Jardim, a serpente, enigma das alimárias do campo, revestida de uma subtilidade e com uma conexão direta com o Diabo, engana Eva, esse é o começo do espiritualismo, de forma espontânea, sem evocação ou invocação, a serpente mantém um contato sobrenatural com a mulher e as sementes do engano foram jogadas no sulcos abertos da sua consciência. A queda da humanidade foi um projeto espiritualista, e o processo deu-se de forma sutil, como advertiu Paulo milênios depois, que satanás se transfigura em anjo de luz e seus ministros em ministros de justiça. Tal é o engano, é que os espíritos enganadores se transfiguram com imagens de espíritos puros, e conseguem também desenvolver uma linguagem refinada e rotulada com aparências da mais profunda forma de piedade e sabedoria e consegue enganar de forma fácil, aquelas almas desejosas de conhecerem o sobrenatural e as verdades capitais no que concerne o sentido da existência das coisas nesse mundo. Assim, pois que ao olharmos para a Eva, na pureza de sua consciência e com as capacidades de inteligência que tinha e seu grau desenvolvido de percepção, pois era seu ser formado de uma inteligência tal, que sobressaia com magnitude de superioridade a qualquer alma sabia de nosso tempo, foi enganada e seduzida pelo espírito enganador que ali transpareceu para ela, durante o tempo em que ainda permanecia dentro do Jardim do Éden. O espiritualismo não é em hipótese alguma um fenômeno novo, e por sempre tecer uma aparência inofensiva, consegue perpetuar seu engano.
Porquanto o espiritualismo sempre teve seus seguidores e sempre houve também quem experimentasse entrar por suas veredas, seja pelos mais variados motivos, adquirir sabedoria, poder espiritual, buscar respostas e ou por pura curiosidade, o fato é que um mundo sobrenatural infestado de espíritos muito próximo ao nosso mundo material é um fato que a bíblia não nega em nenhum momento, mas aferindo fato a essa verdade, adverte durante todas as épocas sobre esse perigo sobrenatural.
Definindo o espiritualismo
De modo geral o espiritualismo é definido da seguinte forma: “Um movimento religioso que pleiteava caráter cientifico, que surgiu nos EUA, no século 19, enfatizando basicamente a crença na vida após a morte, sem, contudo defender a doutrina da reencarnação. O espiritualismo defende o contínuo existir pessoal após a morte, por intermédio de um novo nascimento que se dá num corpo espiritual, em escala sempre evolutiva” (1)
Na minha perspectiva seguindo a lógica do fenômeno espiritualista desde as eras mais primitivas do mundo, dou essa definição: “O espiritualismo é um fenômeno universal e religioso ocultista que existe desde a queda do homem e que compreende experiências relacionadas ao mundo espiritual caído em suas múltiplas formas. Envolve também as crenças e praticas místicas conseqüentes desse contato com outras dimensões e entidades espirituais, como exemplo, citamos algumas dessas experiências e praticas: Hipnose, viagem astral, psicografia, canalização, mediunidade, artes divinatórias, abduções,transes e êxtases, xamanismo, idolatria, todas as formas e meios de contatos com seres de outras dimensões tais como Aliéns, Duendes, fadas, seres elementais, supostos seres intraterrenos, intra-oceânicos etc. . A pratica da astrologia, superstições, magia, feitiçaria bruxaria, estados alterados de consciência provocado por consumo de drogas ou sob efeito de batidas rítmicas de tambores.”
A nova era popularizou tudo isso, mas parte dos fenômenos espiritualistas e suas múltiplas vertentes e praticas, de alguma forma vem se infiltrando dentro da igreja, de forma sutil, através de sinais e prodígios, pois Paulo mesmo admitiu que nunca ignorava os ardis de satanás, (II Coríntios 2:11) o grande erro da igreja moderna, é não ter discernimento e não estar capacitada para provar os espíritos como ensina as escrituras (I João 4:1 a 3).
Assim vimos como as narrativas de experiência místicas dentro do cristianismo são contraditórias, além de criar tanta confusão. Por exemplo, que narrativa de experiência de arrebatamento até o céu concorda plenamente com as outras? Quase sempre as “idas” até o inferno parece manter os mesmo padrões de contradições. Com freqüência ouvimos as mais bizarras praticas no meio da cristandade, principalmente entre neopentecostais e carismáticos. Benny Hinn por exemplo idolatra de tal forma, as figuras mais proeminentes do neopentecostalismo norteamericano de tal forma, que chega a visitar a sepulturas de Kathryn Khulmen e Aimee Semple MacPherson, porque afirma ele, dos ossos delas, emana a unção que elas tinham” (2)
Muitas idéias e praticas do espiritualismo se infiltraram para dentro da cristandade e afeta a maior parte da teologia atual. Phineas Quimby que pode ser considerado como um dos principais percussores da metafísica do novo pensamento, é um exemplo clássico disso. Os promotores da nova fé, a fé da teologia da prosperidade nada mais é do que o pensamento positivo revestido de uma fina camada de cristianismo. Como no espiritualismo, o mágico tem o poder de criar a coisas pela força do pensamento, essa idéia foi inserida dentro da teologia moderna. Assim a fé passou a ser uma força mental que manipula a natureza e o destino, criaram uma divindade que se prostra diante da vontade e da ordem humana, desenvolveram técnicas de hipnose para manipular pessoas, usando técnicas de psicologia de rebanho, desenvolveram técnicas de visualização criativa e incubação de pensamento, introduziram as técnicas mais bizarras como risos santos, experiências de efeito kundalini, viagens astrais, e sob efeito desse espiritualismo esotérico, uns se comportam urrando como leões, e até andam “de quatro” como um quadrúpede, porque estão sob o efeito de uma “unção”. Nos meios mais acadêmicos, como já presenciei durante todos esses anos de fé, falsos profetas corre solto pelos púlpitos, visionários apocalípticos recebem revelações que nunca se cumprem, experiências de gente que é arrebatada dentro da igreja, mas lá fora era sempre arrebatada pela pratica do pecado, desde então, o que nunca presenciei, exceto em raríssimas exceções, foi o teste supremo: Provai se os espíritos são de Deus. O padrão sempre é esse: todo fenômeno sobrenatural no contexto litúrgico e cristão, é divino e procede de Deus. Se o anjo brilha é divino, se o pregador profetiza, então é inspirado pelo Espírito Santo. A questão é que uma infestação de falso profetas e pseudo pregadores ganharam espaço e são financiados por uma igreja cega, alheia ao discernimento espiritual. A REGRA SEMPRE É O FOGO, NÃO A PROCEDENCIA DO FOGO, como Nadabe e Abiú, apresentaram fogo estranho e foram condenados, hoje toda uma geração de pseudo cristãos podem naufragar na fé dando ouvido a espíritos enganadores e doutrinas de demônios.

A moda hoje dentro das igrejas é pensar em riquezas materiais, e promover o potencial humano, é induzir as pessoas na fé humanista, é promover a auto-estima e a imaginação criativa, essas idéias tão promovidas durante as ultimas décadas, entraram na cosmovisão cristã moderna através de livros editados como “A Quarta Dimensão” de Paul (David) Yonggi Cho, que na década de 1990 ficou conhecido mundialmente por causa de sua mega Igreja na Coreia do Sul, por pregadores influenciados pelo novo pensamento e outros ramos do esoterismo global. Somos ensinados que há poder criativo nas nossas palavras, somos ensinados a decretar diante das circunstâncias de adversidades, pois o nosso “decreto” tem poder no mundo espiritual, para alguns, as palavras e a imaginação possuem um poder criativo muito grande, mas pesquisadores sérios, como o Falecido Dave Hunt, que foi na minha opinião uma das maiores autoridades sobre o assunto, afirmou: “A crença em leis que controlam forças espirituais, que por sua vez, controlam o mundo físico por meio de poder inerente na palavra falada é a essência da feitiçaria” (3)
Um dos maiores problemas que há hoje dentro das igrejas modernas é a passividade, assistir de forma passiva e aceitar sem nenhuma resistência os fenômenos espirituais, não é somente uma omissão perigosa, senão um pecado mortal. Atribui-se a Deus uma mentira, como exemplo, cito o que presenciei alguns anos atrás, quando certo irmão que trabalhava comigo ficou doente, e em um culto, o pregador revelou a sua enfermidade, e afirmava que o “Senhor” estava curando ele naquele momento. Sua esposa contou a vitoria no outro dia, quando fui buscá-lo ao trabalho, então os dias se passaram, e ele precisou fazer tratamento intenso para ser curado da enfermidade. Não houve cura, não houve milagres. Há outros exemplos, onde espíritos podem em certos casos, acertar a doença, mas errar no diagnostica da cura. O intento é fazer com que as pessoas sejam confusas e atribuam mentiras a Deus, para desacreditar o evangelho. Há desequilíbrio, erros e confusão em toda parte. Certo dia, uma dessas irmãs místicas chegou até minha casa e contou a minha esposa que teve um sonho ou visão do “senhor”, ela viu um caixão pequeno e branco dentro da nossa casa. Deixou minha esposa desesperada, pois nossos filhos eram pequenos. Veja bem, amigo leitor que querem me fazer acreditar que tais experiências são dado pelo Espírito Santo Consolador, e que consolo há nisso? Senão confusão e frustração. Há sempre um padrão que uso e ensino, e isso sempre se aplica a toda a circunstância, tudo aquilo que promove perturbação, promove confusão, que promove divisão no corpo de Cristo, que promove duvida e incertezas, que faz perder a nossa paz e desequilibra a harmonia da comunhão com Deus, não procede do Espírito Santo, não procede de Deus.
Assim podemos ver que muitos que se dizem espirituais na verdade são espiritualistas, são influenciados por espíritos enganadores e são manipulados por espíritos, ao invés de serem usados pelo Espírito Santo. Outro fator importante, o Espírito Santo é Deus, por isso não pode ser manipulado e usado. O contrario é verdadeiro, um homem cheio do Espírito de Cristo é um homem de caráter irrepreensível e que é usado por Ele com propósitos divinos. Quanto ao Espírito do Senhor, sua função é nos guiar a toda verdade, e por isso ele sempre estará apto a proceder de modo que seja Deus verdadeiro e mentiroso todo o homem. Um espírito que pode ser controlado por nossa vontade e usado por nossos caprichos, não é o Espírito Santo de forma alguma!
De certa forma vimos como certos nomes são exaltados, é uma tendência dos cristãos modernos idolatrarem pastores, cantores, pregadores e apóstolos. A centralidade de muitos “eus” na religião cristã moderna é uma prova contundente de que o Espírito Santo não está promovendo tais ministérios, de outra forma, a bíblia estaria mentindo ao descrever de forma clara que o ministério do Espírito Santo é glorificar o nome de Cristo, tão somente de Cristo e não de homens (João 16: 13 e 14) Quando tal coisa acontece na vida de um ministro, pregador, cantor, que busca glória e aplausos para si, quando ele quer a fama e ser o centro das atenções o Espírito do Senhor se retira, como fez com Saul, o problema dessa saída é que um espírito enganador pode ocupar o lugar e se passar pelo Espírito Santo, enganando as multidões sem discernimento. Ora, quem usa a fé cristã para promover a si mesmo, aquele que deseja usar o Espírito Santo, aqueles que querem construir impérios à custa do ministério, que praticam visualizações, pensamento positivo, nada mais são do que espiritualistas.
Nas religiões tribais e no xamanismo, existem as beberagens com ervas e cipós, para efeitos de alteração de consciência e possibilitar a entrada da mente em outra dimensões, toda a ingestão de bebidas e narcóticos, bem como drogas de efeitos psicodélicos, tinha na antiguidade, o propósito de promover estados alterados de consciência. O espírito Santo não promove esse efeito: estados alterados de consciência. Ele nunca age a produzir efeitos parecidos com as drogas e a cachaça na vida de uma pessoa. Nunca! Há quem diga que sob efeito, uma pessoa pode ficar embriagada como se estivesse alcoolizada, o fenômeno da embriagues espiritual, foi promovida pelos defensores da benção de Toronto, mais tarde, um de seus lideres Paul Gowdy, saiu decepcionado do movimento de Toronto, e admitiu que os fenômenos não eram produzidos pelo Espírito Santo. Ser cheio do Espírito Santo é estar mais sóbrio, ele nos guia a toda verdade, não a passividade, Ele nos guia a toda verdade, não as novas revelações, ele nos guia a toda verdade, não aos estados alterados de consciência, que é a porta dimensional da mente, por onde entram os espíritos enganadores. Nunca que o Espírito Santo vai conduzir uma pessoa cheia da sua presença a agir de forma contraria ao caráter santo que ele tem! Por isso, uma pessoa cheia do Espírito Santo não pode agir como se fosse um bêbado ou um drogado, que espécie de santidade pode existir em tal conduta? Em Atos 2 a acusação de que os discípulos estavam embriagados, foram feitas pelos incrédulos, impossível seria fazer uma exegese correta do texto usando isoladamente a descrição para apoiar idéias contrarias ao ensino universal das escrituras. Isso também é espiritualismo.
A musica também tem sido usada como parte integrante no espiritualismo, tambores e batidas repetidas conduziam os xamãs a estado alterados de consciência, até mesmo o mundo usa a musica emocional, há mesmo na nova era a musica que é usada como terapia, para curar as emoções e ou feridas da alma. A musica também pode ser uma ferramenta motivacional, que promove a centralidade do ego. Na igreja, a musica só pode ter uma direção: a adoração. Na igreja a musica precisa ser espiritual e não comercial, emocional ou carnal, na igreja a musica precisa exaltar a Deus e não aos homens. Se ela estiver fora do foco que é levar a igreja a adorar ao Senhor, significa que Cristo não é mais o centro. Não pode haver um culto teocêntrico, se o homem é exaltado mais do que o Senhor. Assim como no espiritualismo, o objetivo da musica não é exaltar a Deus, mas as criaturas podemos nos desviar do objetivo principal da musica na igreja, por isso devemos tomar cuidado.
O que significa ser espiritual?
Ser espiritual significa ser controlado pelo Espírito Santo, parte de Romanos 8 trata do homem espiritual, Paulo também fala do homem espiritual que discerne bem todas as coisas(I Coríntios 2:11). Em outra passagem o apostolo fala que o homem novo é criado em verdadeira justiça e santidade (Efésios 4:24) Cristo afirma que o cristão verdadeiro é sal e luz do mundo(Mateus 5:13 a 16). O cristão espiritual é o cristão cuidadoso e vigilante, que discerne bem o fim dos tempos, e sabe que estamos vivendo dias difíceis, de engano em grande escala. Porém ele cultiva o cuidado o zelo e a sobriedade, ama ao Senhor, vive em santa comunhão diária com Ele. Prega e testemunha com ousadia, vive de tal maneira com cuidado, pois deseja ser irrepreensível em meio a uma geração perversa e corrompida (Filipenses 2:15). Produz o fruto do Espírito Santo(Gálatas 5:16 a 24) e tem um relacionamento profundo com Cristo, tem vida interior, Deus Pai e Deus Filho habitam dentro dele(João 14:23), e acima de tudo, dessa comunhão tão maravilhosa O Espírito do Senhor se une ao Espírito do homem piedoso(I Coríntios 6:17). A qualidade do homem, espiritual é refletida pelo seu testemunho cristão, ele segue os passos do Cordeiro, por onde quer que Ele vá(Apocalipse 14:4). O homem espiritual é firme em suas convicções, não é egocêntrico, mas cristocentrico. É peregrino, vive nesse mundo, mas não se apega aos bens desse mundo, porque a sua pátria está nos céus(I Pedro 2:11 e Filipenses 3:20). É coerente e sóbrio, possuem e cultiva o discernimento, alimenta-se de doutrina solida e ama os mandamentos, (Salmos 1:3 e Hebreus 5:13 e 14) pois é nos mandamentos do senhor que vem a sua alegria, pratica a palavra(Tiago 1:21 a 27) e tem a sua casa espiritual firmada sobre a rocha eterna e inabalável que é Cristo Jesus o Senhor.(Mateus 7:24 a 29
Notas finais:
(1) Dicionario de Religiões, Crenças e Ocultismo Geoge Mather e Larry Nichols Editora Vida Pag 154 e 155
(2) Cristianismo em Crise Hank Hanegraaf CPAD Pag 33
(3) A Sedução do Cristianismo Dave Hunt Chamada da Meia Noite.

Autor: Pr Clavio J. Jacinto

Outras apostilas e literatura cristã:

[email protected]
48-996228870
Cx postal 1
CEP 88490-000
PAULO LOPES SC

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
MAIS NOVÍSSIMAS TROVAS há 2 horas

QUADRAGÉSIMA QUINTA -- “Eis aqui um conto de réis! Ali, um milhar d...
ricardoc Trovas 10


AMANTES MORCEGOS - ECOSYS há 4 horas

PÁSSAROS voam na madrugada, MADRUGADA dos amantes, AMANTES, em êxtase, ...
juniorcampos Poesias 12


Não pode faltar Deus- ECOSYS há 4 horas

DEUS ouviu meu pedido, PEDIDO com muito amor, AMOR não pode faltar, FAL...
juniorcampos Poesias 13


QUASE INVERNO - ECOSYS há 4 horas

Sol onde estás? Estás escondido? Escondido traz-me frio, Frio não co...
juniorcampos Poesias 13


ALDRAVIA há 4 horas

cheiro de chuva cheia de charme!...
juniorcampos Poesias 11


Herança do Meu Pai há 4 horas

Meu pai deixou como herança além do amor à festança, o valor da hones...
a_j_cardiais Poesias 28