Exercita-te na Piedade

18 de Maio de 2017 Pr CJJacinto Artigos 126



O que significa exercitar-se na piedade?

O apostolo Paulo em I Timóteo 4:7 e 8, aconselha Timóteo a não se envolver com fabulas judaicas e a centralizar a vida em exercício físicos (talvez seja uma alusão aos esportistas que treinavam com muito rigor para conquistar uma coroa nos jogos olímpicos) mas deveria exercitar-se na piedade.
Bem, um exercício é uma serie de treinos e ações para um determinado fim. Nesse caso, o exercício da piedade também seria uma serie de atitudes e ações voltadas para o progresso de uma vida santa e madura. Nesse caso, o que seriam esses exercícios de piedade?
A base com que esse preceito foi escrito, tem como o contexto imediato, a advertência de que nos últimos tempos, haveria uma manifestação de espíritos enganadores. (I Timoteo 4:1) o exercício da piedade seria uma salvaguarda, um meio de ficarmos seguros diante de tanto engano espiritual que se manifestaria nos últimos tempos. Por isso, Paulo também aconselha: “Medita nessas coisas” (I Timóteo 4:15) nosso coração deve estar voltado para as coisas de Deus. Se o mundo por sua vez será dominado e influenciado por um espiritualismo enganoso, o cristão prudente por sua vez, andará nos caminhos da piedade e da vida vigilante, tendo seus olhos e seu coração completamente voltado para as praticas de uma vida piedosa.
Quero citar aqui, uma série de exercícios de piedade, talvez não faça uma enumeração completa, mas as essenciais, para que de uma forma pratica, tenham uma idéia solida do que significa isso.
Primeiro, Paulo diz em Romanos 12:12 que devemos nos alegrar na esperança, devemos ser pacientes na tribulação e devemos perseverar na oração. A alegria cristã tem sua fonte nas promessas de Deus, por isso é independente das circunstâncias terrenas. Podemos passar por momentos difíceis aqui na terra, mas nossa esperança celestial não é rompida no seu fluxo eterno, quando coisas ruins acontecem com os cristãos que vem nesse mundo. Por isso Paulo fala sobre a paciência. Creio que a leitura de Hebreus 11, pode lapidar muito a nossa maneira de crer. Estamos vivendo no estagio da vida transformada em um mundo caído. Precisamos de paciência. Assim Paulo prossegue no conselho de que precisamos perseverar na oração. O orai sem cessar é uma forma de vivermos em comunhão ininterrupta com o Senhor. Enoque andou com Deus, e isso é um estilo de piedade, um exercício de santidade e comunhão.
Segundo, Paulo fala que o senhor não nos chamou para a imundície, mas para a santificação. (I Tessalonicenses 4:7) isto é um caminho oposto ao mundo. Um andar na contramão, um andar na oposição aos valores do mundo. Sem seguirmos nessa direção, o exercitar-se na piedade não terá qualquer efeito sobre nós. A mesa do Senhor não pode ser compartilhada com a mesa dos demônios, não podem andar dois em uma mesma direção, se não estiverem em um comum acordo.
Terceiro, Amamos os seus mandamentos, de maneira que tudo o que relaciona-se a princípios e preceitos é digno da mais sagrada estima. Sim amemos todas as coisas e todos os ensinos que nos levam para uma vida mais santa. Estamos dispostos a praticar aquilo que agrada a Deus e evitar aquilo que o ofende. Todo o Salmo 119 envolve esse amor e essa meditação que devemos ter pela Palavra de Deus e seus mandamentos e preceitos. Nossa vida está moldada por uma paixão e um amor intenso por tudo o que se relaciona com a vontade de Deus, por isso mesmo, exercer-se em piedade é estudar as escrituras e ser criterioso quanto ao tipo de ensino e sermões que devemos ouvir.
Quarto, a fé que vence o mundo é a fé que se opõe aos modelos profanos do mundanismo quanto a vida e regras. Aqui entramos num assunto um tanto difícil, visto que o mundo com suas filosofias e seus costumes e valores influencia hoje muita gente que professa cristo, é verdade que conseguem vencer o mundo, e então prostram –se diante de seus valores e estilos de vida. Um exercício contra o mundanismo em suas múltiplas formas é um exercício de piedade, visto que o amor do mundo é uma posição espiritual contra Deus, devemos permanecer na mesma visão, se quisermos andar em Comunhão com Deus.
Quinto, a vida vigilante. Sim! Vigiar e ser prudente são um exercício de piedade, e Cristo deu muita ênfase sobre a vigilância no que concerne a vivenciar os últimos dias. Um cuidado, conosco mesmo, pois se sou o templo do Espírito Santo, então o meu “santo dos santos” deve ser um lugar restrito e abençoado, nem tudo pode ser permitido nesse acesso, nesse recinto mais sagrado. Se Cristo habita pela fé em meu coração, então a entrada dele deve ser guardada.
Sexto, a piedade é comunhão com amor. Aqui falo do relacionamento que devemos ter com Deus, uma vida de comunhão permanente com Ele, uma consciência da sua onipresença e um respeito por Ele. O temor do Senhor é o princípio da sabedoria. A comunhão é o laço que une a alma devota com Deus, enquanto que o pecado é o que separa. Por isso devemos fugir do pecado e procurar vivermos uma vida de piedade em todo o momento. Há algo que aprendi lendo e pesquisando as escrituras e os escritos dos homens mais piedosos. A eternidade não é algo que vamos experimentar amanhã, mas algo que deve ser uma realidade agora. O conceito de eternidade para a maioria dos cristãos de hoje, é um seguro de vida espiritual. Vivem a vida e a fé em Cristo é apenas uma ponte que um dia nossa alma tem que cruzar para vivenciar a eternidade. Isso é falso. A eternidade é agora, se Cristo vive em nós e temos a sua presença, então temo a presença da eternidade e podemos experimentá-la em nossa comunhão e vida transformada. Isso de forma pratica e real. (Veja II Coríntios 6:17)
Sétimo, a vida de piedade é uma vida de adoração constante. Este senso de consciência de que Deus está presente em qualquer situação, que pode ser adorado em espírito e em verdade. Talvez uma definição bem correta obre isso seja Romanos 8, é o andar no Espírito. Significa uma jornada na esfera espiritual dentro da existência física. Isso não é extraordinário? Nós temos que viver uma vida interior, sem, contudo perder a percepção das coisas exteriores. (Veja João 14:23). A vida de piedade é um caminho com muitas escolhas certas. É um estilo de vida, dedicado completamente as coisas santas, tais como orar, jejuar, meditar nas escrituras, evangelizar, vigiar, andar dignamente etc. Exercer-se em piedade é viver totalmente para o Senhor, dedicando a nossa vida completa a Ele.


Clavio J. Jacinto


Leia também
FANTASIA há 2 horas

FANTASIA Ando às voltas com quem eu nunca fui, Perdendo-me no qu'eu ja...
ricardoc Sonetos 8


DOCE DELEITE - Tauto em "D" há 6 horas

Doce deleite.. Dani dormia, Despertava-me... Delícia! Doce de leite....
juniorcampos Poesias 6


Eu, você e o mar... há 6 horas

Eu e você a observar o mar, e, o mar a nos observar... Admiramos nele a ...
juniorcampos Poesias 4


BRINDES há 6 horas

Eu quis o céu, eu quis a lua, ganhei de presente você toda nua... E...
juniorcampos Poesias 8


JUNDU há 1 dia

JUNDU Longe, o voo elegante da gaivota. Entre a floresta e o mar, erva ...
ricardoc Sonetos 11


Momentos há 6 dias

Se torna estranho quando vc está feliz e quer gritar ao mundo. É estranho...
dree Pensamentos 44