BE BOP NO SAMBA

16 de Maio de 2012 A.J. Cardiais Artigos 1101

"Só ponho be bop no meu samba quando Tio Sam pegar no tamborim. Quando ele pegar no pandeiro e no zabumba, quando ele entender que o samba não é rumba, aí eu vou misturar Miami com Copacabana" (¹). Eu tenho a impressão que os compositores Gordurinha e Almira Castilho, fizeram esta musica por causa da invasão de musicas norte americanas no Brasil. Mas o fato é que ela se encaixa bem com essa tal de "globalização". Que globalização é essa, que um lado só tem que "absorver" a cultura do outro? A "globalização" é fazer o mundo todo falar inglês, é?

Segundo o meu pouco conhecimento, os países que falam inglês (como segunda lingua) têm algum "motivo" para tal. O Japão foi ocupado pelos Estados Unidos, durante a segunda guerra. Outros foram colônias e etc. Então eles tiveram um "motivo" para aprenderem o inglês. Nós, brasileiros, não temos "motivo" nenhum. A não ser alguma pessoas que sonham em ser "internacionais".

Uma vez eu fiquei sabendo que se um brasileiro montasse um restaurante lá, nos Estados Unidos, ele não podia colocar o nome do prato em português. Ele tinha que fazer uma "tradução" do que era o prato. Se foi verdade eu não sei. Mas supondo que tenha sido verdade (e é bem provável), isso é o quê? É uma valorização do seu idioma, é uma defesa. Já aqui nós engolimos hot dog, hamburger e etc, sem ninguém se preocupar. Se não estou enganado, foi Camões quem disse: Minha pátria, minha lingua. E é isso mesmo. Vocês reparem na História, que todos os povos dominados foram obrigados a falarem a lingua do dominador. Com isso, eles perdem a identidade, a origem, a cultura... E só vão perdendo, até não saberem o que são e o que significam no cenário mundial.

O pouco que eu sei do inglês, foi por ser disciplina obrigatória no currículo escolar. Fora isto, nunca procurei aprender por conta propria. Procuro descobrir alguma coisa porque, infelizmente, os aparelhos eletrodomésticos daqui, são fabricados com os nomes em inglês. Por quê isto? Será que estamos exportando eletrodomésticos? Eu acho uma vergonha nós ficarmos usando termos estrangeiros para "valorizar" as coisas. Por quê utilizar as palavras deles, se nós temos uma similar? O certo é em Portugal. Lá eles chamam o mouse, de ratinho. Aí nós ficamos aqui, feito uns abestalhados, abusando dos "playgraunds" (é assim mesmo que se escreve?) e dos room, room da vida. Pois é, eu só valorizo o inglês deles, quando eles valorizarem o meu português. A maioria deles nem sabe onde fica o Brasil! E nós somos americanos, hem!

Disse Olavo Bilac: "O Brasil será uma das maiores, uma das mais formidáveis nações do mundo, quando todos os Brasileiros tiverem a consciência de ser Brasileiros".

"Chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor" * ²

(¹) Chiclete Com Banana - Gordurinha e Almira Castilho
(²) Brasil Pandeiro - Assis Valente

A. J. Cardiais

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
CIDADE DOS PATOS (cordel infantil) há 9 horas

Vivia na bela cidade dos patos Um velho pato que contava fatos De uma fam...
madalao Infantil 5


"Feliz...dia...de...São João" ... há 16 horas

Quem dera ir mais além, cantar mais alto Sobre esse chão salgado onde na...
joaodasneves Poesias 5


No Vento da Literatura há 17 horas

Gosto da poesia quando chega de surpresa... Pode não ter beleza, mas q...
a_j_cardiais Poesias 30


Bendito Amor Eterno há 2 dias

Quando pensamos que Jesus disse que todo aquele que lhe foi dado pelo Pai, ...
kuryos Artigos 13


"Vendo" há 2 dias

Hoje vendo um corpo sem alma, e um extrovertido coração partido, uma ...
joaodasneves Acrósticos 9


"Te amo vinho tinto" há 2 dias

Tu meu querido vinho tinto, és e serás a minha inspiração, Ter o cop...
joaodasneves Poesias 10