JTorquato
REFIZ AS PERGUNTAS E SONHEI AS REPOSTAS, OS MEUS SONHOS FORAM BASEADOS nas conversas que tive com Meus estudantes Brasileiros em Alagoas VIDE

Pesquisa de temas relacionados
1)As violência na Sociedade Brasileira: Como Mudar as regras desse jogo?
R) – A Violência é um problema complexo que vai desde a capacitação dos pais, passando pela apologia ao consumo exacerbado, a vontade de ter sem esforço, a desregulamentação da família quando a mulher partiu para o campo do trabalho em disputa acirrada com os homens, deixando parte da matriz familiar desestruturada, a diminuição da fé, o abismo social cavado há séculos. A mídia publicitária mostrando o que não se pode e fazendo a família “necessitar” do supérfluo e do esnobismo. As regras são claras e evidente, desde que a humanidade iniciou sua peregrinação neste planeta que a Sociedade contém elementos do bem e elementos de mau caráter, para mudar as regras do jogo torna-se tarefa árdua, não se pode zerar a Violência histórico e bíblica, mas podemos amenizá-la desde que a Sociedade e os governos assim o queiram. Maior policiamento preventivo é lugar comum, O Rio de Janeiro acaba de demonstrar que isto é possível nos morros cariocas. Mas temos as nossas fronteiras abertas ao tráfico de seres, armamentos, munições e drogas, bens de consumo atravessam as fronteiras com muito poucas apreensões. Rotas de fuga são milhares nas fronteiras secas do Brasil. Um combate a isso sistemático, organizado e planejado. Por outro lado é necessário acabar com a industria de armamentos, com a liberação de porte de armas, se quisermos mesmo um desarmamento geral e não só dos cidadãos honestos. Ensinar a cultura da honestidade e ética nas escolas desde o pré ao invés de atrofiar as mentes juvenis com Kits Gay e Livros políticos a quisa de história e geografia, ensinar os Valores Familiares e patrióticos perdidos com a contra revolução ou Ditadura Militar, como se sendo Patriota fossemos Ideologicamente incorretos. Com uma maciça campanha pelo bom, honesto, ético, patriótico e a volta do respeito a família e as pessoas como já estão fazendo com a ecologia e a reciclagem, certamente a violência gratuita e sem Deus diminuiria.

2)– O Trabalho Infantil na Sociedade Brasileira.
R) - Lugar de criança é na escola, e é lá que ela vai se formar um cidadão culto, esportista, artista, educado.
É na escola que está o futuro do Brasil, torcemos para que possamos passar o dia todo na escola, mas com a sensação de gosto, queremos ter o prazer de acordar para ir a escola, não estas escolas insossas, anarquizadas, com gritos e correrias, brigas e palavrões como se falando besteira fossemos imitar algum herói bandido. Assim sendo não voltaríamos ao tempo em que nossos pais, para não matar a família toda de fome, punha as crianças todas no trabalho, ou mesmo nos punha no Trabalho vez que a Escola não nos ensinava a ser trabalhador e honesto, e o melhor lugar para aprender a ganhar a vida era no trabalho infantil. Com uma escola gostosa em tempo integral NUNCA mais haverá argumentos para o trabalho Infantil no Brasil.

3 – O trabalho na Construção da dignidade Humana.
R) - Já dizia nosso avós, um home msem trabalho não tem honra, e Dizia um Cantor, um homem sem honra, morre e mata, rouba e trapaceia, cria o vício da vivacidade, de enganar e atropelar os outros. Por outros lado o grande Luiz Gonzaga cantava em prosa e versos “QUEM DÁ ESMOLA ou envergonha ou vicia o Cidadão. Nós seres humanos queremos a dignidade do trabalho, de nossa própria renda, ganhando e gastando como auto determinado, e não cestas prontas, dinheiro do governo, pensão de mendigos, em que sabemos ser bancados pelos brasileiros que estão trabalhando. Queremos oportunidade de mostrar o que somos, nossa capacidade, nossa criatividade, nosso orgulho, nosso alegria, nosso lazer, e só o trabalho honesto gera o suor da dignidade.

REFLITAMOS POISTorquato
Publicado no Recanto das Letras em 05/05/2011
Código do texto: T2950765