É verdade, nosso apóstolo nos diz que “pela lei vem o conhecimento do pecado”, isto é, do que é; mas o conhecimento do que ele merece na justiça de Deus é manifestado mais abertamente pelo evangelho. Se Deus tivesse cumprido a sentença da lei contra todos os ofensores, ele declararia que não perdoaria o pecado; mas no evangelho ele declara que não poderia fazê-lo, com a honra de sua santidade, sem um preço e satisfação equivalentes. Sua retidão e severidade contra o pecado são manifestadas mais plenamente no sofrimento e sacrifício de Cristo para fazer expiação pelo pecado, que são os fundamentos do evangelho, do que jamais poderiam ter sido na lei, Romanos 3:25. 8: 2, 3.