Apesar desta expressão restauração de famílias ser usualmente empregada com uma conotação mais restrita, referindo-se geralmente a reconciliações de cônjuges que haviam se separado ou desonrado de outras formas extremas a instituição do matrimônio, contra a ordenação bíblica de Hb 13.4; nós pretendemos enfocar o assunto em sua perspectiva bíblica mais ampla, por entendermos que restaurar, reformar, renovar, reconstruir, reavivar, aperfeiçoar, transformar nossas famílias consoante a vontade de Deus é uma necessidade sempre presente à qual todos deveriam se aplicar, para a glória de Deus.
Na verdade a família somente foi perfeita neste mundo quando Adão e Eva estavam sem pecado no Éden.
Desde que o pecado entrou no mundo, toda família necessita ser restaurada ao padrão inicial que Deus havia previsto para ela.
O que deve ser a família segundo Deus?
Primeiro, esta restauração segundo o padrão estabelecido por Deus para o casamento e a relação de pais e filhos, somente pode ser efetuada em Cristo e por Cristo.
Daí se dizer que se o Senhor não edificar a casa em vão trabalham os seus edificadores (Sl 127.1).
Mulheres que sejam submissas e respeitem e amem seus maridos.
Maridos que sejam providentes e que amem suas esposas no Senhor.
Pais que tragam seus filhos em obediência no Senhor.
Filhos que obedeçam e honrem a seus pais, no Senhor.
Como poderemos ter isto sem um trabalho de restauração da graça que esteja sendo operado em nós individualmente, e em nossos lares como um todo, por sermos achados todos aos pés do Senhor?
Dentre as muitas coisas que estão sendo restauradas por Jesus por causa do pecado original, nós temos a própria família.
Nós lemos em Atos 3.21:
“ao qual convém que o céu receba até os tempos da restauração de todas as coisas, das quais Deus falou pela boca dos seus santos profetas, desde o princípio.”.
E destas coisas restauradas que Deus falou pela boca dos profetas nós temos a família, como se vê por exemplo em Malaquias 4.6ª, quando profetizou acerca de parte do trabalho que seria realizado por Jesus quando ele viesse ao mundo:
“e ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais;”.
Lares restaurados são lares governados pelo amor de Cristo. Mas para ter o amor de Cristo é necessário segui-lO. Para segui-lO é necessário negar-se a si mesmo e carregar a nossa cruz diariamente.
Sem a crucificação e despojamento do velho homem, do ego, do viver pela alma, da natureza terrena, da carne, não é possível crescer na graça e no conhecimento de Jesus Cristo.
Não é possível andar no Espírito e discernir as coisas espirituais, que são discernidas espiritualmente. Em suma, não se pode estar fortalecido com poder no homem interior, ou nova criatura, onde se manifesta o fruto do Espírito, que é amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio (Gál 5.22,23), coisas sem as quais não se pode ter verdadeiramente restauração de vidas e de lares.
O aroma da presença da santidade de Cristo em nossas vidas deve permear o nosso matrimônio e família.
Onde Cristo reina nos corações há intercessão em favor dos membros da família, e choro de quebrantamento, e um desejo sincero de acertar em todas as coisas.
Mas como teremos todas estas coisas quando quem manda é a carnalidade?
Num lar no qual a presença de Cristo se afastou estas coisas nunca podem acontecer se a Sua presença não for desejada, buscada e cultivada.
Lares que perderam a presença de Cristo serão marcados por confusão, discórdia e desespero.
Como poderá haver a restauração da manifestação do poder da vida de Jesus nos lares, capacitando os seus membros a viverem em unidade e em amor, quando somos apenas ouvintes da Bíblia e não praticantes.
Como pode então se contar com a bênção de Deus restaurando os nossos lares quando gastamos o nosso tempo com coisas vis na TV, Internet, ou onde for, e dedicando-nos a atividades que são abomináveis aos olhos de Deus?
Deus não criou a família para a impureza. Não uniu o homem à mulher e não planejou trazer os filhos através do matrimônio, para que eles vivessem em disputas e discórdias, sem se respeitarem, amarem e se honrarem mutuamente.
Há todo um trabalho do inferno para tentar impedir que o projeto de Deus para a família seja cumprido.
Aquele que busca ajuda em outros deve também se ajudar. Não basta pedir que orem pelos nossos lares. Nós também temos que prevalecer com Deus em oração e sermos achados fazendo aquelas coisas que são ordenadas por Ele em Sua Palavra, se pretendemos ser bem sucedidos.
O Pr David Wilkerson disse mui apropriadamente o seguinte:
“Satanás está tentando com toda a dissimulação do inferno, destruir os lares cristãos de qualquer maneira. As crianças estão sendo seduzidas e enganadas pelas tentações demoníacas.
Muitos casamentos enfrentam graves dificuldades, com o divórcio se tornando um câncer que se multiplica dentro da igreja.
Jamais os lares cristãos estiveram sob maior carga e pressão do que neste momento.
Os próprios fundamentos do lar cristão estão abalados - um resultado direto da decadência moral e espiritual da nossa sociedade.
Mas agora mesmo, creio que estamos exatamente no início do último reavivamento. Veremos famílias tiradas do cativeiro. Milhões de pessoas que se desviaram terão os seus véus removidos. E filhos e filhas desgarrados serão restaurados a seus pais.
Podemos salvar os nossos lares determinando que nossos corações obedeçam ao Senhor a qualquer custo. Enquanto outros vão a Ele só para serem abençoados, deve-se ir a Ele para escutar. Com os ouvidos abertos e um coração desejoso, Deus vai revelar Sua vontade, lhe mostrará o que é necessário da sua parte, e você poderá obedecer e desimpedir o caminho para restaurações e reavivamentos reais em seu lar.
Necessitamos recobrar a autoridade espiritual em nossos lares. Se o marido e a esposa cristãos não estão em unidade total, fluindo juntos no Espírito e no amor de Jesus, há perigo extremo pela frente. Um deles, ou ambos, não estão andando no Espírito. Quando ambos estão buscando a Deus na oração pessoal e na devoção a Deus, o Espírito opera as Suas maravilhas e os recolhe para o mesmo reino da ressurreição.
Nos últimos meses, o Espírito Santo tem despertado esposos, esposas e avós, e chamado os cristãos de volta a um andar mais profundo no Espírito.
Há uma purificação que caminha em todas as direções, com o Espírito estendendo-se sobre os lares, trazendo de volta lágrimas de arrependimento, e uma crescente fome pela verdade.
Deus está fazendo uma coisa nova na terra neste instante. Algo tão poderoso, tão sobrenatural, que está aterrorizando o inferno.
Tenho enxergado o interior do mundo espiritual, e vejo demônios fugindo; vejo poderes das trevas tremendo; vejo um diabo despojado - porque a verdadeira igreja de Deus, que anteriormente era um gigante adormecido, foi provocada pelo Espírito Santo a sacudir a si própria, se levantar e reivindicar seu posto de poder e autoridade espirituais.
Famílias inteiras, igrejas inteiras, ministérios inteiros estão sendo virados de cabeça para baixo. Deus está dizendo: "Levem a sério! Levem mortalmente a sério as coisas espirituais ou então sejam deixados de fora!". De todo o mundo ouço ministros dizendo: "Nunca estive com tanta fome de Deus, ou mais quebrantado ou necessitado! Estou buscando o Senhor para uma renovação total! Quero ser parte disto que Deus está fazendo!"
Conclamo a cada um dos filhos de Deus que lê esta mensagem - ORE! Ore pela purificação! Ore a favor de uma renovação do poder contra o pecado. Ore por uma nova unção do Espírito Santo sobre você. Ore por um derramamento do Espírito Santo sobre a sua casa. Ore por um grande e glorioso derramamento do Espírito de Deus sobre o seu pastor e sobre a sua igreja.
Se formos salvar os nossos lares, tem que ser agora! Deus está nos lançando um ultimato para que voltemos para o Seu altar, que voltemos à humildade e ao arrependimento. Somente podemos salvar os nossos lares pela oração, pela obediência, e um renovado derramamento do Espírito Santo.”.