5 aspectos essenciais numa entrevista de emprego

19 de Julho de 2013 Rafael Otávio Modolo Artigos 2522

Numa era dinâmica e competitiva, é fundamental apresentar o que temos de melhor em qualquer ocasião, seja um encontro romântico ou uma apresentação de trabalho na escola ou faculdade. Em entrevistas de emprego, porém, mais do que ser o melhor, é preciso ser o mais equilibrado.
O amplo preparo que abrange as esferas educacional, intelectual e específica da área a qual está se candidatando, é prioritário para qualquer profissional e deve ser construído ao longo da vida. Esqueça mutirões de leitura passando noites a fio sem dormir para recitar enciclopédias ao entrevistador. No entanto, com aquilo que você sabe, seja muito ou pouco, é totalmente possível conseguir a tão sonhada vaga no mercado de trabalho.
As empresas não buscam somente conhecimento, altíssimos QI’s ou experts em línguas estrangeiras, apesar de tudo isso ser muito produtivo em qualquer área da sociedade. Tendo ou não essas virtudes, você poderá se valer dos 5 aspectos que elencamos, a seguir, para encarar a temida entrevista de emprego:
1. Aparência formal e sóbria: é evidente que sua vestimenta deve ser escolhida de acordo com a natureza do emprego desejado, contudo, a regra social básica determina que você se vista com roupas formais e sem cores chamativas, mostrando, à primeira vista, uma postura séria e digna de confiança (o ditado “a primeira impressão é a que fica” se encaixa muito bem à situação). Ponto de equilíbrio: cuidado com os exageros, pois terno e gravata não são sinônimos de excelência em formalidade, nem necessários em todas as entrevistas, a não ser que a vaga exija o traje. Ah, muita cautela com o perfume. O entrevistador pode ser alérgico à fragrância ou simplesmente ficar incomodado com o excesso.
2. O corpo fala: “falar com as mãos” é um costume dos brasileiros, sendo característica marcante na maneira de nos comunicarmos. Entretanto, para enfatizar uma fala não é necessário esbofetear quem está ao seu redor, assim como usar apenas a voz pode passar uma sensação de desinteresse. Mescle gestos pontuais (nem tão firmes, mas também não desleixados) com fisionomias que estejam condizendo com aquilo que você está falando, de modo a enfatizar os trechos da entrevista que deseja que o avaliador se lembre mais. Ponto de equilíbrio: além dos aspectos já citados sobre comunicação gestual, as formas como você anda e se senta também indicam características da sua personalidade. Um andar ereto com a cabeça erguida sinaliza autoconfiança e segurança nas próprias qualidades, bem como sentar com postura ereta mostra o interesse pelo que está sendo tratado na entrevista. Obs.: bocejos são (de) terminantemente proibidos!
3. As janelas da alma: este aspecto parece uma continuação do anterior, mas não é. O olhar pode falar ainda mais que o corpo. Quando você fixa os olhos em algo, quem está conversando com você automaticamente percebe o que está dominando sua atenção naquele momento. Ponto de equilíbrio: procure sempre olhar nos olhos de quem está te avaliando, abolindo o olhar vago para o canto da sala e a olhadela nas pernas da concorrente ao lado – ou nos músculos superiores do moçoilo da frente.
4. A famigerada retórica: Dizem que falar em público é dom. Até pode ser. Mas fato é que trata-se de uma qualidade que pode ser constantemente aprimorada, pois falar em público depende do quando você consegue dominar a si mesmo. Voz em um tom seguro e natural, com “volume” agradável (nem alto nem baixo), pausas que exprimem a pontuação das frases, boa dicção, pronunciando e articulando muito bem cada palavra, são pontos cruciais para ser convincente e, assim, passar boa impressão numa entrevista de emprego. Ponto de equilíbrio: seja objetivo e claro, construa seu raciocínio – com começo, meio e fim – somente sobre aquilo que você realmente sabe, sem se aprofundar em questões que fogem do seu repertório. Nunca (!) interrompa o entrevistador ou qualquer outra pessoa presente e jamais se esqueça da gentileza: “com licença”, ”por favor,” “obrigado”.
5. São tantas emoções: o último aspecto da nossa lista é também aquele que pode impulsionar ou arruinar os outros quatro. Uma característica primordial exigida pelo mercado de trabalho do século XXI é a inteligência emocional. Saber controlar impulsos, a timidez e o famoso nervosismo são garantia de sucesso em qualquer dimensão humana, incluindo a vida profissional. Ponto de equilíbrio: busque sempre o equilíbrio, evitando se prender às extremidades, como a passividade e a compulsão. Na entrevista, mostre-se aberto a discutir opiniões contrárias às suas sem perder as convicções próprias.
Acima de tudo, a proposta do texto é que você, leitor, busque a evolução pessoal, desenvolvendo as habilidades que já possui e adquirindo novas virtudes, que serão muito úteis no momento de expor quem você é diante do mercado de trabalho.
Não se esqueça, porém, de escolher bem a vaga que vai disputar, pois como disse o sábio chinês Confúcio: “Escolha um trabalho que você ame e não terás que trabalhar um único dia em sua vida.”

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Lembra? há 8 horas

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 9


Principio há 8 horas

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 8


Viandar há 8 horas

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 7


Fluxo do tempo. há 8 horas

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 10


Sou há 8 horas

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 8


Ame...! há 8 horas

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 6