Criatividade ridícula: o novo bem para organizaçõe

22 de Outubro de 2013 Adriano Meirinho Artigos 905


Foi-se o tempo onde vários anos como empregado em uma mesma
organização era sinônimo de estabilidade. Haviam planos de carreira para
mais de 20 anos, e encontravam-se pais, filhos, primos e amigos todos
no mesmo ambiente profissional. Era diferencial para um candidato a uma
vaga, conhecer alguém que trabalhasse na organização.


Hoje os princípios mudaram radicalmente. Já não vale anos de casa, ou
ter pais amigos íntimos de presidentes de grandes organizações. Hoje
estamos na era do conhecimento, dos bens intangíveis.


Tangível é algo palpável, que podemos tocar e ver. Intangível é
aquilo que não conseguimos ver nem tocar, mas podemos sentir. Intangível
é nosso conhecimento, é o que as organizações precisam e admiram.


Nosso mercado de trabalho está saturado, há diversos analistas,
supervisores, coordenadores e gerentes, mas o que diferencia os
profissionais de sucesso e aqueles que caminham com passos lentos? É o
conhecimento e a capacidade de ter idéias atrás de idéias para contornar
problemas, com soluções criativas e inovadoras.


Já perceberam como as crianças são mais criativas que os adultos? As
crianças não sentem vergonha de dizer o que pensam e isto que as tornam
mais criativas. Se te perguntassem pra que serve um livro, certamente
você responderia que serve para ler, para agregar conhecimento. Uma
criança poderia responder que serve para pegar pó na estante, para
pintar, para colocar fogo, e por aí vai.


Quantos de nós ficamos reprimidos em expor nossas idéias aos nossos superiores, com receio de cairmos no ridículo?


A concorrência entre empresas está cada vez mais elevada, produtos
criados e inovados a cada dia e às vezes idéias ridículas ? ou
inteligentes demais, fazem empresas aumentar grandes cifras em seu
faturamento.


Sei do um caso de uma empresa de pasta de dentes, que precisava
aumentar faturamento. Fizeram um concurso interno e quem ganhou foi um
profissional do chão de fábrica. O problema apresentado pela organização
era: Como iremos aumentar nosso faturamento? A idéia do profissional
foi de aumentar o diâmetro do dispensador da pasta de dentes, pois
quando o cliente iria colocar na escova de dentes, iria sair mais pasta
pelo dispensador. Idéia ridícula? Acredito que inteligente demais!


É hora de não termos medo de apresentar nossas idéias que julgamos
ridículas, pois as grandes organizações precisam de nosso lado
intangível e do nosso lado criança de ser, ou seja, sem vergonha de
dizer o que pensa.




Leia também
GRECO-ROMANO - Des-História Universal há 1 hora

GRECO-ROMANO Os deuses se confundem nas histórias Dos povos que se fun...
ricardoc Sonetos 7


John Owen - Hebreus 1 – Versos 1 e 2 – P4 há 4 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 5


John Owen - Hebreus 1 – Versos 1 e 2 – P3 há 4 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 6


John Owen - Hebreus 1 – Versos 1 e 2 – P2 há 4 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 5


John Owen - Hebreus 1 – Versos 1 e 2 – P1 há 4 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 7


"Ontem a noite" há 17 horas

Ontem pela noite Sentei-me no sofa A saudade batia-me no rosto A solidã...
joaodasneves Pensamentos 21