“Quem há entre vós que tema ao SENHOR e que ouça a voz do seu Servo? Aquele que andou em trevas, sem nenhuma luz, confie em o nome do SENHOR e se firme sobre o seu Deus.” (Isaías 50.10)

 Veja como o Senhor pergunta em relação ao Seu povo? Em cada congregação Ele faz esta pergunta: "Quem dentre vós teme ao Senhor?" Estes são o trigo sobre a eira. "Que tem a palha com o trigo? Diz o Senhor." O coração do Senhor se volta para os corações que O temem, e Ele inquire sobre eles, porque Ele os ama, se preocupa com eles e os ajuda em seus dias de tribulação.Observe quão claramente o Senhor descreve seu próprio povo. A descrição é breve, mas extremamente completa - "Quem entre vocês teme ao Senhor? Quem obedece a voz do Seu Servo?". Santa reverência no interior do coração e obediência cuidadosa manifestada na vida, estas são as duas marcas infalíveis do verdadeiro homem de Deus. Ele teme o seu Deus e, portanto, ele obedece Aquele mensageiro celestial que Deus enviou. Nenhum servo de Deus, exceto Um tem tanta autoridade sobre nós que somos obrigados a lhe obedecer em todas as coisas – este Servo dos servos - que também é Rei dos reis! Esta é a marca do filho de Deus, que tem um santo temor do Pai, e que tributa graciosa obediência ao Filho de Deus. O Senhor conhece os que são seus e com um conhecimento perfeito Ele apresenta esta curta, mas suficiente declaração sobre o caráter daqueles que lhe pertencem. Que nunca nos faltem santo temor e obediência constante!Note que o Senhor não somente faz uma inquirição sobre essas pessoas, mas Ele repara a sua condição. Ele não é indiferente ao seu estado. Quando andam em trevas, Ele está com eles. E quando eles não têm luz, Ele ainda os contempla. O Senhor é muito sensível aos sofrimentos de Seus amados e é muito rápido para ajudá-los. Quando ele os encontra andando nas trevas, Ele graciosamente lhes acompanha e aconselha, para que Ele possa mais efetivamente ajudá-los. Assim diz o gracioso Senhor ao que é ignorante - " confie em o nome do SENHOR e se firme sobre o seu Deus." Esse mesmo Deus que diz de Sua vinha, "Eu, o SENHOR, a vigio e a cada momento a regarei; para que ninguém lhe faça dano, de noite e de dia eu cuidarei dela.", Is 27.3. Também vigia os Seus filhos na escuridão e, olhando para eles com um olhar de terno amor, Ele dirige o seu caminhar. Esta é a Palavra de Sabedoria pela qual Ele dirige a cada um deles através da escuridão: "confie em o nome do SENHOR e se firme sobre o seu Deus." I. Que condição é essa EM QUE UM FILHO DE DEUS PODE VIR A SER ENCONTRADO? A pessoa descrita é aquela que teme o Senhor e obedece à voz de Seu servo, mas ainda "anda nas trevas, e não tem luz."Para muitos que nada conhecem da experiência cristã, esta condição pode parecer algo surpreendente. Pode o filho da luz caminhar na escuridão? A condição normal de um filho de Deus é a de andar na luz, como Deus está na luz, e ter comunhão com ele. Como ele vem, então, a não ter luz? Aquele que crê no Senhor Jesus Cristo passou das trevas para a luz e nunca entrará em condenação, como, então, vem a estar na escuridão? Na escuridão do pecado e da ignorância já não andará mais, mas, às vezes somos envolvidos com a escuridão da angústia e da perplexidade.O Senhor é a nossa Luz e a nossa Salvação e, portanto, não andamos naquela escuridão na qual o Príncipe das trevas governa supremamente. Mas, ainda assim, às vezes estamos na escuridão da tristeza e não vemos luz de consolação. Não é sempre assim. Muitas pessoas cristãs continuam ano após ano, em ininterrupta luz - e eu não vejo por que não deveríamos todos almejarmos uma alegria contínua no Senhor quanto nos seja possível. Por que não deveria o nosso fluxo de paz ser como um rio cada vez maior? Aqueles de vocês que estão sempre brilhando, não precisam estar temerosos quanto à sua alegria. Ó Senhor, nós estamos vez por outra, na escuridão, mas não queremos que outros estejam assim! Escuridão espiritual de qualquer tipo deve ser evitada e não desejada e, ainda, por mais surpreendente que possa parecer, é um fato que alguns dos melhores do povo de Deus frequentemente andarão em trevas! Sim, alguns deles são envoltos em uma escuridão severa, por vezes, e, para eles, nem sol, nem lua, nem as estrelas aparecem.Como pastor de uma grande igreja, eu tenho observado uma grande variedade de experiências e noto que alguns a quem eu muito amo e estimo, estão, na minha opinião, entre os mais escolhidos do povo de Deus, e no entanto, viajam mais no caminho para o céu à noite. Eles não se regozijam na luz da face de Deus, apesar de confiarem na sombra de Suas asas. Eles estão no caminho para a luz eterna e ainda andam nas trevas! Herdeiros de uma propriedade imensurável de felicidade, eles estão agora sem a menor mudança e gastam o dinheiro do conforto que tornaria a sua existência presente agradável. É inútil tentar julgar o verdadeiro caráter de um homem diante de Deus por seu atual estado de sentimentos. Você pode estar cheio de alegria e ainda pode ser o crepitar dos espinhos debaixo de uma panela, que é barulhento no momento, mas que logo passa.Por outro lado, você pode ser inclinado para baixo com tristeza, e ainda isto pode ser aquela "leve tribulação que é apenas por um momento", que trabalha para você, "um eterno peso de glória." Nós poderíamos ter pensado, julgando à maneira dos homens, que seria melhor estar sempre feliz. Quando pela primeira vez chegamos à casa do nosso grande Pai, pensamos que, doravante, seria tudo música, dança e novilho cevado, para sempre! Mas não é assim - nós ouvimos a voz mesquinha do irmão mais velho, desde então, e descobrimos muitas coisas que  gostaríamos de poder esquecer. Pensamos que o ano seria de verão em todos os meses, o tempo do canto dos pássaros se foi - e reconhecemos isto ao longo de todo o ano. Lamentavelmente, as aves cessaram os seus cânticos! E em poucos dias estaremos caminhando entre as folhas que caem e preparando nossas roupas de inverno que nos permitam enfrentar as geadas cortantes. Não encontramos felicidade perfeita sob a lua.Se, em vez de julgar pela visão de nossos olhos, nos fixássemos nos  registros sobre a família de Deus, teríamos há muito sido informados sobre o nosso Céu ideal. Está escrito: "porque o Senhor corrige a quem ama e açoita a todo filho a quem recebe.", Hebreus 12.6. Entre o início  do caminho e a Cidade Celestial, a estrada é áspera e as noites são longas. Aqueles que vão em peregrinação nos falam das montanhas agradáveis  e das colinas brilhantes de glória que eles têm visto ao longe quando olham a partir do cume do Monte Claro, mas eles também nos advertem sobre o Monte da Dificuldade e, especialmente, sobre o Vale da Sombra da Morte - por meio dos quais devem forçar seu caminho todos aqueles que estão decididos a ir em peregrinação à Cidade de Deus. Não fique, portanto, surpreso, como se alguma coisa estranha estivesse  lhe acontecendo, caso se encontre na escuridão, porque este texto alerta sobre o que você pode esperar. Podemos temer a Deus e obedecer cuidadosamente Seu Servo, Jesus Cristo, e ainda assim podemos estar na escuridão diária das ruas enevoadas e escuras, tanto para nós como para os demais. Esta condição é uma provação severa da Graça. Agora é que veremos quanto a coragem do homem é a do tipo certo. A escuridão é um mal que a nossa alma não ama e, por isso, todas as nossas faculdades são provadas. Se você estiver em sua própria casa, na escuridão, não importa, embora as crianças não gostem de ser colocadas na cama no escuro mesmo em seu próprio quarto. Mas se você estiver em uma viagem e chegar a um pântano selvagem, ou a uma vasta floresta, ou às montanhas terríveis, isto o assustará caso veja o sol declinando. A escuridão tem um terrível poder de causar medo, o seu mistério é uma influência para a criação de pavor. Não é o que vemos que tememos tanto como aquilo que não vemos e, portanto, desesperamos!Quando a escuridão deprime a mente do crente, é uma grande prova para o seu coração. Ele clama: "Onde estou? Como cheguei aqui? Se eu sou um filho de Deus, por que eu estou assim? Eu realmente me arrependi e obtive luz, de modo a escapar da escuridão do pecado? Se assim for, por que eu estou consciente destas densas trevas? Teria eu me alegrado realmente em Cristo e crido que eu recebi de fato a Expiação? Por que, então, tem o dom da minha alegria descido tão desesperadamente? Onde estão, agora, as benignidades do Senhor?" O bom homem começa a se questionar a respeito de todos os pontos de sua profissão, pois no escuro ele não pode sequer julgar a si mesmo. O que é pior, às vezes ele questiona a verdade de Deus, que ele recebeu e duvida do próprio terreno em que seus pés estão descansando! Satanás entrará com insinuações torpes questionando tudo, até mesmo como ele questionou a Palavra de Deus, quando ele arruinou a nossa raça no Jardim.É possível, em tais ocasiões, até mesmo questionar a existência do Deus que amamos, embora ainda nos apeguemos a Ele com determinação desesperada! Passamos por uma luta de morte, enquanto nos seguramos às verdades divinas. Somos, às vezes, colocados nestas condições extremadas e pouco sabemos o que fazer. Oh, que possamos ter a certeza de que somos do Senhor! Oh, que possamos apreender as promessas de certeza do Senhor e da nossa porção nelas! Por um tempo, a escuridão é tudo o que nos rodeia e não percebemos nenhuma vela do Senhor, ou centelha de luz real com que quebrar a escuridão. Esta escuridão é muito tentadora para a fé, porque ela tenta o  amor, tenta a esperança, a paciência, e todas as graças do homem espiritual. Bem-aventurado é o homem que pode suportar esta tentação!Enquanto isto está nos tentando assim, também é muito doloroso. É uma coisa agradável para os olhos ver o sol e uma coisa dolorosa ficar sem ele. Estamos em peso em tais ocasiões. A escuridão que é citada no texto inclui provação Providencial de muitos tipos. No presente momento, muitos do povo de Deus estão no escuro em relação às suas circunstâncias temporais. Os negócios prosperavam em outra ocasião, mas não agora. Eles não eram ambiciosos para acumular grandes riquezas, eles estavam perfeitamente satisfeitos caso tivessem pão para comer e vestes para vestir, mas agora até isso parece ser-lhes negado. Eles estão desempregados, ou o negócio está gradualmente desaparecendo e os seus meios de provisão irão desaparecer em breve. Isto é uma nova provação para aqueles que tiveram abundância e, naturalmente, os faz andar na escuridão. Oh, vocês que têm um excesso de bens deste mundo, vocês pouco conhecem a escuridão que vem sobre os corações dos servos de Deus quando não são capazes de prover as coisas honestas, perante todos os homens e têm medo de que o nome do Senhor seja mal falado, porque eles não podem cumprir os seus compromissos! Quando os pais olham para os seus filhos queridos e querem saber quando virá a próxima refeição, os tempos são escuros, de fato! Ainda assim, marque isto, esta não é a escuridão que pode ser sentida. Muitos do povo de Deus, em virtude de uma fé forte, são mais felizes em sua adversidade do que eram em sua prosperidade. Eu os tenho conhecido andando na crista da onda que ameaçou destruí-los. Eles também se alegraram nas tribulações, achando nelas as bênçãos do Senhor com favor especial.A verdadeira escuridão tem vindo quando nossas evidências da Graça não são mais visíveis e a Consciência pronuncia um veredicto desfavorável. Como diz o Salmista: "Nós não vemos os nossos sinais." As marcas da Graça são ocultadas. O auto-exame não consegue revelar à consciência as marcas infalíveis do trabalho do Espírito Santo dentro da alma e, então, o filho de Deus sente que ele se encontra numa condição ruim. Enquanto eu sei que sou filho de Deus, sou inabalável - mas quando a minha filiação está em dúvida, fico angustiado, de fato. Se uma noção clara do amor de Deus também é retirada da alma, a escuridão se segue. Aquele que costumava se alegrar naquele amor que  excede todo entendimento agora sente o seu coração como sendo tão duro como uma pedra, sem mover de emoção e quase sem desejo de viver. Ser tedioso e morto  - estúpido e insensível - é triste, de fato, para aquele que, antes, podia dançar de alegria.Ter a vida e energia da Graça declinando é uma grave questão - melhor ver o rebanho fora do aprisco do que a a graça fora do coração! Nesses momentos o Espírito Santo parece suspender Suas reconfortantes e renovadoras operações e, nesse caso, os meios exteriores são de pouca ajuda. Nós lemos a Bíblia e não somos contemplados pelas promessas. Atendemos aos cultos públicos e os sinos de prata do santuário parecem ter perdido sua música. A chuva não enche os potes e quando as cisternas estão vazias, qual é o bem que há nelas? O Espírito Santo está nos deixando um pouco para que possamos conhecer quão pobres somos sem ele e quão inúteis são as ordenanças sem a Sua Presença Divina nelas. Nessas ocasiões é certo que Satanás, covarde como ele é, se valerá da oportunidade. Quando ele nos encontrar na senda escura, ele cai em cima de nós como um assassino. Quando o Senhor é manifestamente conosco, ele fica de folga, mas quando ele vê que a escuridão nos envolve, ele procura nos afastar da nossa fé."Esta é a sua hora", disse Cristo, "e do poder das trevas" - e teremos que dizer o mesmo. Satanás faz uso sério da sua hora e não é por nenhuma falha dele que nós não morremos no escuro e perecemos no caminho. Que seja bem sabido que alguns de nós que podem, hoje, falar com plena certeza e confiança, foram, em tempos passados, duramente abalados e tiveram que clamar ao Senhor para saírem da masmorra! Cada partícula da fé que eu tenho, hoje, no Senhor, meu Deus, passou pelo fogo e pela água. Esta tocha flamejante de confiança que queima diante de você neste dia foi acesa para mim quando eu estava na escuridão! Apesar da alegria diante do Senhor como a alegria da colheita, nós olhamos para trás, para o momento em que saímos chorando, levando a semente preciosa! Certamente, em algum momento ou outro, todos os filhos de Deus andarão em trevas!Talvez a pior característica desta escuridão é que ela é muito desconcertante. Você tem que andar embora o seu caminho esteja oculto aos seus olhos. Este é um trabalho árduo. Deus vai ajudar Seus filhos. Sim, Ele o fará, mas não podemos ver como! Nós olhamos para cima e não vemos qualquer estrela, e para baixo e não vemos sequer um vaga-lume. Certamente veremos uma vela em alguma janela! Mas não, estamos perdidos em uma floresta escura. Nós não vemos como Deus poderá nos dar um caminho de escape. Quão simplórios somos por imaginar que, como não vemos uma forma de libertação, que Deus não possa ver uma! Pior, ainda, é a confusão que vem sobre nós na escuridão, quanto ao  que nós mesmos devemos fazer. Homens de Deus sabem, como princípio geral, que devem fazer o certo, mas a questão é, o que é certo? Qual dos muitos cursos devo tomar? Rogamos ao Senhor para fazer o nosso caminho em linha reta, mas não podemos descobrir a estrada. Nós olhamos para um poste de sinalização que tínhamos visto há muito tempo, mas ele se foi! Nós nos apressamos a um amigo, mas ele está tão perplexo como nós. Este suspense é a parte mais difícil da prova. Não ver o nosso caminho - não, não ver um ponto de apoio para o próximo passo é uma posição especialmente provadora! Se soubéssemos o que fazer, ou sobre o que nos prepararmos para enfrentar, teríamos cingido os nossos lombos para a ocasião. Mas não sabemos nada, estamos calados e não podemos ir adiante.No entanto, você nota no texto que isso não nos exime do nosso dever diário. O texto diz: "Quem anda nas trevas e não tem luz." A caminhada tem que ser continuada, embora a luz tenha partido! Quando está bastante escuro, é seguro se sentar até que o dia amanheça. Se eu não consigo dormir, que eu possa descansar em silêncio até que o sol se levante. Esta foi uma grande palavra que o Senhor deu a Moisés: "Fique quieto e vede o livramento do Senhor." Mas e se você não pode ficar parado? E se você não pode permanecer onde está? Algo tem que ser feito, e feito de uma vez e, assim, você é obrigado a andar, mas não pode ver uma polegada adiante. O que senão uma fé divina pode fazer isso? Aqui reside o estresse da dificuldade – a inação pode ser simples, mas a atividade no escuro, isso deve vir da parte do Senhor e devemos clamar a Ele para realizar esta obra em nós!Eu lhes tenho dado um retrato que alguns de vocês vão reconhecer como um retrato de si mesmos. Pessoalmente, tenho muitas vezes passado por este vale escuro - há um pântano à direita e um abismo profundo à esquerda - e ao longo do caminho escuro, os uivos dos cães do inferno e o assobio de espíritos malignos nunca estão fora dos ouvidos! E, o pior de tudo, os sussurros do demônio faz você pensar que suas sugestões vis são seus próprios pensamentos. A espada na mão se torna inútil, pois no escuro, você não sabe onde atacar. Nenhuma arma permanece exceto a da oração. Andar toda a noite e não ver um passo adiante de você é uma aflição e ainda assim milhares de peregrinos de Deus, que agora estão ali entre os seres resplandecentes, louvando e bendizendo o Seu santo nome, percorreram este caminho terrível. Senhor, ajuda-nos quando nós, também, penetramos a sua negridão! II. Mas agora, em segundo lugar, eu vou voltar para a parte prática deste assunto - O QUE HÁ PARA CONFIAR QUANDO VOCÊ ESTÁ EM TAL CONDIÇÃO? O que há para confiar? Bem, o texto diz: "deixe que ele confie em o nome do Senhor", ou, como deveria ser lido, "em nome de Jeová."O que há para confiar no nome do Senhor? Este é, “Eu Sou”, e significa a sua existência! Esta é uma base excelente para a confiança! Seu amigo está morto, mas o Senhor ainda está vivendo como o "EU SOU". Aqueles que poderiam ter socorrido você o abandonaram, mas Ele diz: "Eu estou com você." Confiai nEle, pois Ele é e sempre será. Ele diz a você: "Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus ".O nome do Senhor, contém em si, imutabilidade. O Senhor chama a si mesmo: "Eu sou o que sou", o Deus imutável! Lembre-se como Ele disse: "Eu sou o Senhor, não mudo; portanto, filhos de Jacó, não sois consumidos". Quando você não pode ver uma polegada diante de você, confie nAquele, que é, que era e que há de vir. Ele é o nosso refúgio de geração em geração. Ele é o "mesmo ontem, hoje e sempre" e, portanto, a nossa confiança nele não deve diminuir. Aqui está uma rocha sob seus pés. Se você confia em um Deus imutável, cujo amor, fidelidade e poder não podem ser diminuídos, embora seja escuro o seu caminho, então você tem um objeto glorioso para a sua fé  descansar nele!Mas entendemos pelo nome, o caráter de Deus revelado. Quando você não pode ver o seu caminho, então, abra a Bíblia e tente descobrir que tipo de Deus é Aquele em que você confia. Veja o que Ele fez nas épocas passadas. Veja o que Ele prometeu fazer em todos os tempos presentes. Eis Seu infinito amor, no dom do seu Filho amado. Pense em todas as imensuráveis ??bênçãos que Ele tem preparado para aqueles que O amam, que ele tem estabelecido para os tempos dourados. Assim, quando você se lembra do que o Senhor é e como ele lida com o seu povo, você irá encontrar a luz surgindo no meio da escuridão! Que alegria deve ter sido para Moisés quando Deus proclamou diante dele o nome do Senhor! Moisés pediu para ver a glória de Deus e, lemos: "O Senhor passou diante dele e proclamou Senhor, Senhor Deus, misericordioso e piedoso, tardio em irar-se e abundante em bondade e verdade, que guarda a misericórdia em milhares, que perdoa a iniquidade a transgressão e o pecado." Ao estudar o glorioso caráter do Senhor Deus, cuja misericórdia dura para sempre, eu acho que você vai encontrar o seu espírito se elevando acima das inundações de seus problemas e flutuando alegremente sobre as águas, assim como a arca de Noé, no dia do dilúvio! O nome do Senhor é uma torre forte. "Os que conhecem o teu nome confiam em ti."Por "o nome do Senhor" se entende também Seu Filho amado, pois é em Jesus Cristo que o Senhor proclamou o seu nome. Jesus diz: "Aquele que me vê a mim, vê o Pai". Quando está escuro ao seu redor e dentro de você, então, se achegue ao seu Salvador e pense nele, e em todos os seus sofrimentos e vitória. Imagine-o diante de seus olhos sangrando Sua vida na cruz por você, oferecendo-se como um sacrifício glorioso pelo seu pecado. E, quando você ouvir seu clamor e perceber o fluir do Seu sangue, você achará conforto e alegria, e terá a sua escuridão transformada em dia!Também é bom, quando você estiver pensando em o nome do Senhor, lembrar-se que, isto significa para você, ter visto a Deus em sua própria experiência. Este é o memorial do seu nome para você. É uma grande coisa, quando no momento você não tiver consolo, lembrar do consolo que tinha experimentado em anos passados. Oh, os dias em que Ele nos ajudou! Você se lembra quando o Senhor lhe trouxe para fora da cova. Você disse: "Bendito seja o seu nome glorioso! Que libertação eu tive! Jamais duvide dele de novo!" Oh pobre insensato, você está duvidando dele agora! Mas por quê? Você não acha que, se você reviver aquelas músicas do Mar Vermelho, quando cantaram: "Cantai ao Senhor, porque Ele triunfou gloriosamente", não teria vergonha, hoje, de duvidar do Senhor? Israel  não atravessou o mar a pé enxuto, mesmo na escuridão da noite, quando o faraó não podia ver o seu caminho? O Senhor Deus, Ele próprio, na coluna de fogo era a luz do Seu povo! Mas, além disso, eles não tinham outra fonte de luz. E é assim com você, toda outra luz se foi, mas o Senhor está com você, por isso não tenha medo. III. Em terceiro lugar e com grande brevidade, POR QUE DEVERÍAMOS CONFIAR EM DEUS NESSES MOMENTOS? Se o Senhor tem tirado a luz e nos está tentando tão severamente, por que devemos confiar nele agora? Eu respondo: se você não confiar nele agora, você vai ter motivos para suspeitar que você nunca confiou nele afinal. Você é obrigado a confiar agora no Senhor, no tempo das trevas, porque suas promessas foram feitas para os tempos sombrios. Quando um engenheiro naval constrói um navio, ele o constrói para mantê-lo nos portos? Não. Ele o construiu para os mares e para as tempestades. Quando Deus lhe fez um crente, Ele pensou em prová-lo, e quando Ele lhe deu as promessas e mandou você confiar nelas, Ele deu promessas adequadas para momentos de tempestades. Então você deve estar feliz porque seu coração está tranquilo. Confie em seu Deus, porque Ele ordena que assim seja. Não se atreva a duvidar!Olhem, senhores, se vocês não confiam em Deus na escuridão, parece, afinal, que vocês não confiavam em Deus, mas estavam confiando na luz, ou estavam confiando em sua própria visão! Muitas vezes pensamos que cremos, mas ao mesmo tempo estamos a milhas de distância disto. A menos que confiemos somente em Deus, e em Deus totalmente, não confiamos nele afinal! A fé é o oposto da visão. Quando um homem vê, ele não tem necessidade de fé. Bem-aventurado aquele para quem o próprio Deus, é toda a luz que ele precisa.Lembre-se de mais uma coisa, que você e eu, em tempos de escuridão, podemos muito bem confiar em Deus que Ele não nos faltará, porque nosso bendito Senhor e Mestre não foi poupado na meia-noite mais negra que já caiu sobre a mente humana. Ele também clamou: "O que posso dizer?" Também ele esteve triste até a morte. Você espera que você deve ser tratado melhor do que o chefe da casa, o "primogênito entre muitos irmãos"? Se Ele confiou em Deus e foi livrado, faça o mesmo e você seguirá os Seus passos para o brilho da luz, mesmo que você tenha seguido os passos para a escuridão e as trevas! IV. Assim, eu termino com este último ponto -  O QUE VIRÁ SE NÓS CONFIARMOS EM DEUS NA ESCURIDÃO? Agora, se você é santo ou pecador, eu quero que você me empreste seus ouvidos por um minuto ou dois, enquanto eu tento mostrar o que virá da confiança em Deus quando você não tiver nada mais para confiar.Em primeiro lugar, essa fé vai glorificar a Deus. Não o glorificará por confiar nEle quando você tem milhares de outros tipos de ajuda. Não, nós glorificamos quando nós temos somente a ele. Honramos a Deus, quando, na escuridão, no desânimo e desespero, podemos corajosamente dizer: "Ainda assim eu creio nele. Eu tomo posse de Sua força no meio da minha fraqueza. Se eu perecer, pereci. Mas sei que ele não vai me deixar morrer confiando nele. "Os querubins e serafins glorificam a Deus com suas canções intermináveis, mas não mais do que uma pobre alma abatida pode fazer quando, em sua aflição, ela se lança  apenas em Deus. Veja o que você pode fazer! não vai esse argumento movê-lo a confiar, confiar mesmo agora, quando todas as coisas parecem dar errado? Alguns de vocês podem dizer sinceramente: "Nós de bom grado faremos ou sofreremos qualquer coisa para glorificar a Deus." Bem, façam isso - creiam no Senhor e em Jesus Cristo, a quem Ele enviou!No próximo lugar, é verdade que muito provavelmente através desta sua escuridão, você será humilhado. Andando na escuridão e não vendo a luz, você vai formar uma muito baixa opínião de si mesmo e isso vai ser uma abençoada escolha. Nós subestimamos a humildade, mas é uma das mais douradas das Graças. Talvez alguns de nós precisemos de mais humilhação do que qualquer outra operação do Espírito Santo. Acredito que aqueles que estão em desalento e desespero são mais abençoados quando a humildade tiver completado a sua obra perfeita neles. Somos tão grandes! Tão inchados! Talvez a nossa escuridão nos seja enviada  para derrubar o nosso orgulho pecaminoso. A libertação do orgulho será um ganho duradouro para nós! Ó meu amigo, você está ficando melhor pelo doloroso processo que lhe revela a sua pequenez! Não se preocupe, porque você vê agora a sua loucura, sua impotência, seu vazio, tudo isso será uma mina de riqueza para você.Junto a isso, se você pode confiar em Deus em sua provação, você irá experimentar e apreciar o poder da oração. O homem que nunca precisou orar não pode dizer se existe ou não alguma coisa na oração. Você que sempre teve o seu pão todas as manhãs mal sabe o valor do pedido: "Dá-nos hoje o pão nosso de cada dia." Mas há pessoas pobres aqui a esta hora para as quais a petição é peculiarmente doce. Aquele que tem orado pelo seu café da manhã valoriza a Providência que o enviou. Se você nunca esteve em sua vida, em qualquer tipo de provação, o que você sabe sobre a oração? Por que, então, você fala tão superficialmente daquilo que você nunca entendeu? Aquele que tem apresentado a sua necessidade ao Senhor, uma grande e urgente necessidade que não lhe poderia ter sido provida por mais ninguém, além dele, e obteve uma resposta, eu digo, que é alguém que pode testemunhar que, em verdade, há um Deus que ouve a oração!Irmãos e irmãs, é a oração na escuridão que nos traz mais luz quando percebemos que ela é certamente ouvida! Se você nada tem pelo que orar, como pode comprovar a eficácia da oração? Se na sua escuridão você vai a Deus e confia nele, você vai se tornar um cristão confirmado. Você não será como o junco que é curvado pelo vento, mas será arraigado e alicerçado na segurança da fé. Estas suas provações ajudarão a lhe enraizar firmemente na boa terra da confiança em Deus. Nos dias que virão você bendirá a Deus pelas nuvens e pelas trevas, uma vez que através delas a sua fé provada se transformou em forte fé e sua forte fé amadureceu em plena certeza! Sem dúvida, a fé irá fazer com que nossas noites sejam as mães férteis de dias melhores.E deixe-me terminar dizendo, que vez por outra  e talvez, muito mais cedo do que pensemos, vamos sair para uma luz maior do que a que temos esperado. Talvez um meio quilômetro à frente você vai encontrar a luz surgindo, até mesmo a luz que tem sido há muito tempo semeada para o justo. Seu choro em breve acabará - a alegria vem pela manhã. Você deve se sentar e dizer: "Eu pensava que o dia iria terminar muito cedo, mas agora que o sol está surgindo eu percebo que mesmo na noite eu tenho sido preservado de mil perigos, e eu tenho passado de forma segura onde ninguém, senão somente o Senhor, poderia ter me segurado."Irmãos e irmãs, vamos agora mesmo cantar ao Senhor um cântico novo, porque Ele fez maravilhas! Ele levou os cegos por um caminho que não conheciam. Ele nos deu tesouros das trevas. Ele transformou o nosso pranto em dança. Ele nos fez felizes em Seu nome! Louvem-no para sempre, sim, para sempre louvem!Como em voz alta alguns de nós cantarão uma vez que tiverem chegado ao Céu! Como exaltaremos o Amor Onipotente, que nos guardou de 10.000 ondas devoradoras! Certamente, os seus coros celestiais atingirão as notas mais altas do que todos os outros, porque eles conhecem as alturas e profundidades do amor divino. Haverá uma plenitude e doçura nessas vozes que se tornarão notáveis ??entre as celestiais, assim como Hemã, Asafe e Etã foram notáveis ??entre os maviosos cantores de Israel no Templo antigo. Quem são estes e de onde eles vieram? Certamente a única resposta será: "Estes são os que vieram da grande tribulação, e lavaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro."Portanto tenha bom ânimo, ó povo de Deus que caminha nas trevas, para que você obtenha uma plena recompensa!E vocês, pobres atribulados que não têm, por enquanto, qualquer esperança, e têm medo de que Deus os lance fora para sempre, venham e descansem em Jesus Cristo! Confiem em Jesus e desafiem a escuridão e o diabo que governa sobre ela. E tão logo você ouse a confiar em Cristo Jesus, nosso Senhor, sua salvação é garantida! Faça, mas confie, e seu Salvador está compromissado em responder à sua confiança e lhe fazer o bem lhe salvando! O Senhor lhe abençoe por causa de Jesus! Amém. Sermão de número 1985, de Charles Haddon Spurgeon, em domínio publico, traduzido e adaptado pelo Pr Silvio Dutra.