Se você encontrou sua plena consciencia...

27 de Dezembro de 2013 Mostradanus-Gyn Artigos 739



SE VOCÊ ENCONTROU SUA PLENA CONSCIÊNCIA,

FUJA DELA, FEITO O CAPETA FOGE DA CRUZ !!!


::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::


Sempre que vou ao clube junto com um amigo meu aqui em
Goiânia, uma espécie de reunião das famílias para um bom churrasco, toma-se uma
cervejinha, e se o clima ajudar, um bom vinho ou um tequilla ouro, nada demais,
a gente faz o que todo mundo faz. Diverte-se à beça.


Mas antes disso subimos uma pequena ladeira através de um
bosque e numa quadra apropriada, num local arejado muito bonito, uma quadra bem
construída, disputamos uma partida de tênis enfim, um bom pretexto para alguns
exercícios leves, estimulando a sede e o apetite, para depois do almoço um bom
joguinho de truco, com direito a todos aqueles gritos e murros na mesa.


Mas...


Ao fundo, através da cerca de arame farpado se pode ver um
pequeno vale bem verde, com muita planta silvestre e um barraco simples de um
ou dois cômodos, quintal de terra batida, sei lá, talvez uma arvore grande, uma
mangueira com uma boa copa que proporciona uma sombra confortável. Uma bacia,
uma gamela e uma cruz pendurada na parede, um cachorro latindo e correndo atrás
de algumas galinhas caipiras ou em volta daquelas pessoas humildes que estão
ali dançando, cantando e rindo muito. Bem alto o som da musica de um rádio que
possivelmente estivesse tocando aquelas musicas do tchan, ou outros ritmos
parecidos, alegres, festivos, daqueles que hoje mais comumente vem do nordeste
Brasileiro. Uma cisterna ao lado e alguém tirando água e lavando roupa.Três
crianças entre 4 e 9 anos e dois casais de adultos.


Ali naquele terreiro humilde, o que impressiona mesmo é a
felicidade que eles irradiam, todos brincando, rindo e dançando. Eu fico
reflexivo e me perguntando como aquela família poderia se sustentar naquele
lugar e como poderiam ter tido a coragem de ter tantas crianças. Os tempos são
outros e não há lógica em procedimentos similares àqueles dos nossos pais e
avós.


E fico imaginando que para essas pessoas muito mais pobres
(digo assim, porque rico não sou) continua faltando educação e orientação, pois
apesar de viverem em tempos bem mais modernos, continuam como antes, não se
preocupando com quesitos importantes, como segurança, saúde e educação,
imprescindíveis para assegurar um futuro promissor.


Qual a diferença nesse comportamento? Ali naquele barracão
provavelmente estavam todos desligados. A rotina deles, talvez seja a de se
levantar cedo todos os dias, chegarem ao trabalho e pronto. Pessoas com mais
recursos financeiros como eu, jogando tênis e tomando um chopp gelado, como
muitos de nós, não conseguimos nos desvencilhar de compromissos agendados, de
clientes que estejam atrasando pagamento, de alguma conta pra pagar, de alguma
despesa inesperada que possa ter desarticulado seu orçamento. O Dóllar
despenca, venceu o seguro do carro, um bom negócio que não foi fechado, a rede
dos computadores pifou, enfim, tudo é motivo para elevar nosso grau de
“stress”.


Provavelmente, para aquela família a realidade era boa e,
como dificilmente ela teria condições de mudar, dava-se por satisfeita. Mas
como para alguns de nós o leque de possibilidades é maior, o sossego nunca
chega.


Ai eu fico me perguntando: Será que a ignorância traz mais
tranqüilidade? Pessoas mais instruídas se preocupam muito mais e querem sempre
se superar e nunca estão satisfeitas. Por que diabos fui inventar de conhecer o
que conheço da vida?


Quando se ampliam os horizontes, não dá mais para estagnar.
Será verdade então que quanto maior o poder aquisitivo, menor o grau de
felicidade?.



• Folheando algumas revistas antigas, vi uma pesquisa que
mostra que os brasileiros mais felizes têm renda familiar de até R$ 1.499.
Apenas 2% dos que ganham ao redor de R$ 9.000 estão satisfeitos.


O lema do bem viver consiste claro, sistematicamente em
nunca estar satisfeito, para quem quer progredir é claro. Dentro desse contexto
simples e eu diria natural, quem fica parado no tempo é "feliz", quem
vai em frente encontra a consciência. E a consciência plena tem cheiro de
infelicidade. Garanto-lhes que os 98% daqueles que ganham acima de R$9 mil, não
foram sinceros. Eles possuem uma consciência mais abrangente, e ao mesmo tempo
são inconscientemente solidários ou no mínimo conhecedores dos problemas
coletivos à sua volta e confundem isso com infelicidade. É uma felicidade
contida. A do pobre é subjetiva, é vazia.


Ninguém pode ser feliz tendo consciência de que o aluguel de
um barraco e mais 3 pacotes de arroz, um remédio, uma bermuda, podem levar o
seu salário de um mês inteiro. Portanto, as quatro crianças pobres podem
brincar "felizes", mas o horizonte delas é completamente diferente do
horizonte dos filhos cujos pais têm um poder aquisitivo melhor. Existe uma
maneira muito mais simples, muito mais eficiente para buscar ou definir a
felicidade. Resume-se simplesmente em nunca estar só. Já perceberam caros
leitores que as crianças pobres ou ricas nunca estão sós? Vivem sempre em bandos. Ou nos
Shoppings cercadas de conforto, de segurança e com carros de luxo para levar e
buscar, ou simplesmente nas ruas, soltas, jogando bola quando pobres. O perigo
ronda nos dois ambientes. Infelizes somos nós os adultos, pobres ou ricos, que
nunca sabemos exatamente quando a infelicidade se fará presente na vida de
nossas crianças o que obviamente nos atingirá em cheio. Quanto à
ignorância sem dúvida, não traz tranqüilidade. Ao contrário ela traz passividade
e dá uma sensação de impotência. A felicidade plena, constante, duradoura, não
existe. Ela se liberta por alguns segundos, ou alguns momentos e fecunda nossas
vidas e como um perfume maravilhoso, uma flagrância irresistível, aluga nossa
alma ou a nossa consciência, derruba algumas barreiras e nosso coração fica
leve e o nosso sorriso revela a todos o nosso deslumbramento. Mas é como uma
nuvem passageira


E como dizia o mestre Edison Joseph, (in memoriam) ex-colunista do Pontenet, site
da minha terra natal onde sou também um articulista.


*SAÚDE E PROSPERIDADE PARA TODOS!




Leia também
Deixe Esse Amor Crescer há 8 horas

Deixe esse amor crescer... Ele está brotando em um coração árido. De...
a_j_cardiais Sonetos 28


Ás palavras não são mais meu legado. há 9 horas

Fiz-me silenciar por que te perdi! Tu me revogara a licença concedida, D...
elisergio Sonetos 6


Não há o que comemorar. há 9 horas

Não há de fato o que comemorar! A virgem do sertão não é independente...
elisergio Sonetos 6


A vida depois daqui! há 9 horas

Ver que a morte não é o fim, é o início! Disse-me com amor chamando de...
elisergio Sonetos 6


Os sentimentos podem se quebrar. há 9 horas

Apesar de tudo havia um quê de saudade, Sufocando todos os gritos de desp...
elisergio Sonetos 6


Tantos dedos em riste e nenhuma mão para ajudar. há 9 horas

Havia em mim aquele alto silêncio, E o velho monge insistia em quebrar. ...
elisergio Sonetos 6