A Liberdade dos Que Odeiam a Deus

03 de Junho de 2014 Silvio Dutra Artigos 459

Voltaire, de tanto que odiava a religião, especialmente pelo seu caráter de impor limites ao homem quanto à prática do que é definido na Bíblia como pecado, proclamou, juntamente com muitos outros de igual pensamento, uma liberdade, que viria a fazer parte do slogan de liberdade, igualdade e fraternidade da Revolução Francesa.Nenhum Deus, nenhuma restrição... o homem é soberano, é livre para fazer o que quiser. Deve dar plenas asas ao exercício da sua vontade, sem se preocupar com qualquer tipo de juízo divino sobre seus pensamentos, palavras e ações.Hoje em dia, o que temos visto na maior parte das sociedades em todo o mundo, é um retorno a esta forma de pensar dos iluministas, e não é de se admirar porque muito do que tem sido ditado como forma de comportamento é protagonizado pelos modernos illuminatis.Agora. Há algo de novo nisto, mesmo quando foi defendido pelos primeiros iluministas a partir de meados do século XVIII?Obviamente que não!Isto foi proposto no céu por aquele que viria a se transformar em Satanás, o diabo, no que foi seguido por muitos anjos que se transformaram em demônios.Depois ele viria a oferecer esta libertação de Deus e de toda forma de virtude, para a prática de uma suposta liberdade para praticar tudo o que é pecaminoso, e por conseguinte reprovado por Deus e pelas Escrituras ao primeiro casal, quando este se encontrava no estado de inocência no Éden.É daí que decorre o ódio daqueles que desprezam a Deus, ao Cristianismo, a Jesus e aos Seus mandamentos.Porque enquanto vigorar na sociedade uma moral e costumes baseados na cultura judaico-cristã, eles não estarão plenamente à vontade para praticar aquela liberdade para pecar que Satanás e os demônios tanto apreciam, e cujo final é a morte espiritual eterna em razão do juízo de Deus sobre tal forma de viver.Ele não nos deu a vida como um dom para ser gasto na contramão da Sua vontade e caráter.Por isso todos terão que Lhe prestar contas do uso que fizeram da liberdade que receberam para pensar, falar e agir. Se para o bem ou para o mal. Se para a piedade ou para a impiedade. Se para a justiça ou para a injustiça. Se para o amor ou para o ódio. Se para a santidade ou para a iniquidade.


Leia também
ACONTECIMENTOS há 23 horas

ACONTECIMENTOS Em face das recentes desventuras, Que tenho atravessado...
ricardoc Sonetos 10


Cultivando Observações 2 há 1 dia

Vivo colhendo frutos, que a sociedade não se importa. Minha vida é uma ...
a_j_cardiais Poesias 33


Conflito Interno há 1 dia

Está tudo aí para eu escolher sobre o que escrever... Existe um vazio d...
a_j_cardiais Acrósticos 28


Grito Escandaloso há 1 dia

Tirem o martelo do meu caminho... Meu juízo é perfeito apesar do defeit...
a_j_cardiais Acrósticos 42


Bom dia! há 1 dia

"Um bom dia ajuda a motivar a vida das pessoas e acima de tudo, um bom dia ...
anjoeros Artigos 15


Tudo o que agora me desfaz. há 1 dia

Cheio de um pleno vazio sobrenatural! Uma saudade não tida em outros carn...
elisergio Sonetos 12