Crescimento Silencioso e Invisível

23 de Junho de 2014 Silvio Dutra Artigos 750

O crescimento progressivo da graça em santidade pela santificação pode ser comparado com o crescimento gradual das árvores e plantas de um modo geral.

“5 Eu serei para Israel como o orvalho. Ele florescerá como o lírio e lançará as suas raízes como o Líbano.

6 Estender-se-ão os seus galhos, e a sua glória será como a da oliveira, e sua fragrância como a do Líbano.” (Os 14.5,6).

“3 Porque derramarei água sobre o sedento, e rios sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade, e a minha bênção sobre os teus descendentes.

4 E brotarão como a erva, como salgueiros junto aos ribeiros das águas.” (Is 44.3,4). 

Nós vemos isto em muitas outras passagens das Escrituras, a saber, Deus comparando o nosso crescimento espiritual aos das plantas.

Assim como as plantas possuem um princípio vital em si mesmas que as conduz ao crescimento, de igual modo a graça é a semente da vida eterna que contém um princípio vivente e crescente.

Por conseguinte, se o crescimento que alguém pensa estar tendo em santidade, se não vier de um princípio de vida espiritual no coração, não será de modo nenhum um fruto da santidade e nem é pertencente a ela.

A fonte da água da graça que jorra de Jesus Cristo é uma fonte para a vida eterna (João 4.14), e assim trabalhará no sentido de produzir a plenitude desta vida no cristão, e sabemos que a natureza desta vida é a santidade que procede de Deus. 

Então é da natureza da santidade prosperar e crescer, assim como é a natureza das árvores e plantas em geral.

E assim como o crescimento destas árvores e plantas é progressivo, até gerarem o fruto próprio a cada espécie, de igual modo a santificação cresce progressivamente, e este e um outro motivo do trabalho de Deus no cristão para o seu crescimento espiritual ser comparado ao crescimento das árvores. 

E este crescimento de árvores e plantas é secreto e imperceptível.

O olho mais alerta pode discernir pouco de seu movimento em crescimento.

E não é o mesmo que ocorre com o crescimento progressivo em santificação?

Isto não pode ser visto e medido pelo olho ou pelos demais sentidos naturais. E a única forma de se conhecer a medida do crescimento é pelo tipo de fruto que comprovará se árvore é boa ou má, e se está sadia ou não.

Mas há ainda um grande paralelo comparativo no crescimento das plantas e dos cristãos, porque este crescimento, tanto num quanto noutro, não é uniforme por todo o período de sua existência. Há saltos de crescimento em determinadas épocas em que se faz muito maior progresso do que em outros períodos.

E isto se vê particularmente no trabalho da graça nos cristãos que em certas ocasiões se intensifica em ações vigorosas, gerando grande aumento de fé, amor, humildade, abnegação, generosidade e nas demais virtudes que estão em Cristo. 

Todos os cristãos são árvores plantadas no jardim de Deus, e alguns prosperam mais do que outros neste crescimento em santificação, e há decadência de crescimento, mesmo nestes a que nos referimos em determinadas épocas, mas o maior crescimento que possa existir será ainda secreto.


Leia também
Bem Lá No Fundo há menos de 1 hora

Eu caio, levanto, choro, canto... Me aborreço, entristeço. Me estresso...
a_j_cardiais Poesias 21


"Só sei que nada sei" há 1 hora

Eu nada sei, Mas juro que te adorei, só sei que nada sei mas sei que t...
joaodasneves Mensagens 5


"Amiga virtual" há 1 hora

Ainda não sei porque te tenho como amiga... as tuas letras são iguais a ...
joaodasneves Pensamentos 4


Moça bonita há 3 horas

Todo mundo tem aquela moça bonita na sua vida..Eu tenho... Moça bonit...
anjoeros Poesias 4


Uma cama , várias interpretações... há 3 horas

Boa noite! Para hoje o que temos,como sempre,é o amor...Mas, nesse texto f...
anjoeros Artigos 6


"Amor proibido" há 3 horas

Porque será que aguentamos em silêncio a ferida? Dissimulamos frente a t...
joaodasneves Pensamentos 5