Eu realmente odeio me sentir
fraca, nem que por meros segundos, e pra mim lágrimas é a maior rainha
das fraquezas, junto com o drama, e o silêncio contínuo. Um dia li um
autor dizer que os fortes também choravam, e que choravam até mais por
não terem vergonha de demonstrar suas fraquezas, e que aquilo
representava a verdadeira força, eu obviamente não concordo com esse
autor. Hoje eu chorei, chorei por não encontrar de outra forma um jeito
de expressar o que se passava dentro de mim, a não ser por lágrimas e
lamentações. Hoje a culpa das minhas lágrimas foi em maior parte minha,
por não saber administrar nem o que eu penso direito, e nem medir minha
forma de agir, por ser impulsiva, e concluir as coisas de forma prática,
sem ficar pensando nos poréns e significados claros de frases. Eu que
gosto tanto da forma direta, quando não a encontro, eu a deduzo. Chorar
por si mesmo é trágico, mas chorar por alguém é mais que isso, é um
nível elevado de dor. Chorar por perda, ou por briga, por desencontro,
por discordância, pelo motivo que for, se uma lágrima é derrubada por
tal pessoa, é um significado enorme. Chorar por você é algo enorme. Se
chorei hoje posso dizer a mim mesma, que por você mesmo que sem gostar,
eu fui fraca, e que me sentir fraca foi algo incomodo, mas ao mesmo
tempo aliviante, eu precisei livrar do meu peito, a dor que ele
segurava. Eu precisei me livrar do que me incomodava, e até esse exato
momento, me incomoda. Hoje eu chorei, chorei por você, chorei por mim, chorei por fraqueza, ou por força demais, não importa, apenas chorei.