Querida,

Sinto muito não poder voltar para casa depois desta última guerra que estive trabalhando com os meus colegas para a união do nosso país. Quero que nunca se esqueça que eu te amo, te amo, te amo muito mesmo, e que dia após dia, sinto um aperto em meu coração, tentei saber o que significa e descobri que se chama saudade. Não sei como explicar a saudade em que sinto, ela está presente em todos os momentos de minha vida, até quando estou na luta. Mesmo que seja tarde demais para ler está carta ou não, mesmo se eu estiver vivo ainda ou não, quero que leia sempre com carinho, e que lembre se de mim, mesmo que as nossas memórias sejam apagadas pela a armadilha da vida em que ás vezes nos derruba, mesmo que eu esteja embaixo da terra morto, que nossas memórias sejam únicas e para sempre; para sempre que nem a nossa alma de quando nos conhecemos quando eramos crianças, que formamos um só.. Que o destino ainda esteja conosco mesmo distante, sinto o cheiro do seu corpo nu junto ao meu, sinto os seus lábios junto aos meus.. Lembranças que eu guardarei comigo, essas lembranças sempre me fez de mim alguém que sou hoje, alguém que sou hoje graças a você. Obrigado por me tornar alguém no meio de uma sociedade hipócrita, obrigado por me fazer feliz todo esses anos.. Obrigado por me tornar único. "Adeus, que nossas vidas se encontrem de novo em um novo começo de vida, e que se torne único como se tornou o nosso amor."


Um beijo, do seu grande amor.
Te amo.