Conversas rápidas à distância já não são suficientes para abolir minha saudade. Preciso da tua presença, do teu olhar, do teu perfume, da tua voz… A rotina maçante e cansativa ganha valor incalculável só por estares presente nela. És a minha recompensa pelo dia de luta, minha luz neste mundo que jaz no breu.

Torno-me outra pessoa ao teu redor, um homem sem preocupações e anseios nasce. Porém, minha força se desfaz em fragmentos solúveis na despedida. Minha motivação se vai, ao mesmo tempo em que a ansiedade para o próximo dia surge com força total. É impossível abster-me mentalmente da tua figura por mais de dez minutos. É um vício e não é saudável.

Esta paixão se transformou em doença e tu és a medicação, mas, infelizmente, ainda a recebo em doses insuficientes. Por mais que tenha aumentado o nosso tempo de convívio diário, ainda quero mais. Quero viver mais próximo a ti, quero ir a lugares e fazer coisas apenas contigo. Por favor, não me troque por ninguém. Ciúmes são mais letais do que esse próprio amor obsessivo.

És o meu tesouro e é meu dever zelar por bem tão precioso. Perco o sono pensando em teus problemas, que absorvi e agora também são meus. Tua ausência por dias seguidos me enlouquece. Não sei se o que sinto é recíproco ou se é fruto da minha imaginação, uma voz otimista diz que também não tens coragem de se abrir. Queria eu ter ousadia para dizer-te tudo isso, mas não posso pôr em risco nossa amizade. Se o universo quiser que se concretize, estarei em eterna espera.