Eu sou sério, hilário.
Não eu sou bem mais. Eu sou o teu passado piso em teu presente e traço o teu futuro.
Você não é nada, suas palavras não valem nada diante de minhas atitudes.
Tua critica é minha propulsão, tua inveja é minha glória.
Eu entrarei em teus sonhos. Para ser mais cruel eu não te deixarei dormir.
Pois sou a chama que queimará a tua alma, e os teus pés serão amarrados com os meus cabelos.
Eu sou a lágrima de sangue que corre na face de um anjo.
Sou o grito de perdão que ecoa da boca de um demônio .
O rio na direção do mar!
Mar vazio, rio obscuro, abocanham-se um ao outro.
Se merecem.
Eu mereço mais, mereço os teus sonhos, e tuas desculpas não serão bem vindas.
Talvez eu chore!
Se eu chorar você vai sorrir, e se você sorrir eu ganho a tua alma.
Por isso eu vou chorar.
Mas onde estão minhas lágrimas?
Então eu vou sorrir. E se eu sorrir você vai chorar.
As tuas lágrimas matam minha sede, sede de amor, sede de vingança.
Chore! Chore e me peça perdão por ter me olhado nos olhos, olhos sagrados, olhos divinos,
demoníacos e obscenos.
Meus olhos lacrimejam.
Já posso chorar e o teu sorriso foi proibido.
Então, perdi a tua alma?
A estrada passa em frente ao meu castelo e você passará por ela.
Irei ao teu encontro e te ofertarei o meu passado.
Há! O meu passado, com milhares de anjos que te levarão para a perdição.
Eu sou a tua mãe e o teu pior inimigo.
Eu sou o teu deus e o demônio que te persegue.
Eu sou as pegadas na parede.
Sou o lamento de um ancião.
Pegue em minha mão, pois o teu futuro acaba agora e eu me apossei dos teus sonhos.
Viverás do meu passado.
Parabéns!