Marcaste presença,
Vieste como um tufão,
Devastaste meu coração,
Para depois, nele te instalares.

E te instalaste, de fato.
Mas, também é fato,
Que, da mesma forma que chegaste,
Desapareceste.

Só no meu coração permaneceste.
O que houve, afinal?
Estavas testando tua força de sedução?
Autoafirmação?

Isso não foi legal!


Jeronimo Madureira
14/11/2013.