Primeiro de Dezembro

01 de Dezembro de 2013 Crislambrecht Cartas 710

01 de Dezembro de 2013...Olá, queria dizer que já faz um tempo que perdi aquela velha obsessão de escrever compulsivamente, de encher linhas e páginas com meus pensamentos e minhas perturbações interiores, meus poemas, meus contos, meus quadrinhos. Só toquei neste lápis para escrever esta carta. Hoje em dia estou trabalhando com mais seriedade e tendo uma rotina equilibrada, fazendo um curso duas vezes por semana, praticando esportes esportivamente. Deixei de lado os livros que deixavam minha cabeça (inspirad..) inquieta e passei a assistir televisão, é legal, principalmente pra me (ceg..) acalmar, pois fico sem pensar em nada. Minha vida social melhorou, estou me adaptando aos (circ..) círculos sociais de diversos tipos de pessoas.
Acho que era realmente uma (elevaç..) ilusão ficar vivendo sossegado, bem, porém, com pouco dinheiro. Eu esperava poder continuar aquela (ótim..) vida solitária cada vez desenvolvendo mais meu (talen..) modo prejudicial de viver. Agora que estou ganhando mais dinheiro, posso comprar coisas (fút.. e idiot..) que me deixam feliz e realizado. Pois, o que era estar feliz e realizado antes? O que eu queria da minha vida?
Era estar em contato direto com a natureza

Observar a noite

As estrelas cintilantes
mostrando seu brilho
apesar de distantes

A lua refletindo sua energia
interferindo em quem sentia
sua presença como companhia

Os barulhos do mato
no escuro teatro
um infinito ato

O cheiro das plantas
pelo orvalho regadas
por mim apreciadas

Sentir logo cedo
o gosto do fruto
escolhido a dedo

Perceber o frio se afastar
a luz como um trem a chegar
e o sol enfim a brilhar

O som do pássaros
cantando nos galhos
inspirando meus passos

Doce de leite
pão caseiro
meu doce deleite

Chá de hortelã
olho pela janela
minha mente sã

Pego meu violão
sento na varanda
toco um nova canção

Com meu caderno
bem longe de todos
de tudo que é moderno
em meu carma eterno

....................................................
1 de Dezembro de 2013
Olá, só queria dizer que estou me mudando, vou morar em algum lugar onde meus sonhos estão me esperando, lá não tem quase ninguém, talvez não encontre alguém. Vou para onde eu estarei feliz, pois minha vida até agora não tinha mais tanto sentido, mas daqui para frente não quero mais me esquecer, daquilo que me faz feliz pra valer, um abraço..

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
A Origem e a Razão de Ser de Tudo há 1 hora

Deus não criou todas as coisas para depois intentar formar uma Igreja. Ao...
kuryos Artigos 6


ETERNAL (rondó) há 14 horas

ETERNAL (rondó) Não o poeta, sim a poesia Em cada verso haveria- De ...
ricardoc Poesias 6


Sintomático há 20 horas

Divagando pela favela, penso nela olhando a aquarela do sol se pondo. ...
a_j_cardiais Sonetos 40


"Minha humilde casinha" há 3 dias

Tenho na minha casa Quatro cadeiras e um colchão Uma mesa, e roupas pelo...
joaodasneves Poesias 20


Se Poema For Oração há 3 dias

Senhor, este poeta perdido vem Vos fazer um pedido: dai-me Vossa paz. ...
a_j_cardiais Poesias 81


"Bailei com a solidão" há 3 dias

"Bailei com a solidão" A beira do mar espero a Solidão E escuto ja o ...
joaodasneves Acrósticos 17