Marcas

01 de Dezembro de 2013 Pierre Souza e Lima Cartas 636

Tudo parecia normal, era uma tarde comum daquelas que foram feitas para matar aula. Estávamos todos nos divertindo, risos, e tudo que uma tarde dessa tem direito. Mas cá entre nós a nostalgia é o mais belo e mais doloroso sentimento, doi do fundo de minha alma me lembrar que tinha amigos, que tinha uma vida, um apoio que se eu tivesse cuidado direito estaria lá sempre que uma gota de loucura me dominasse. 

Hoje tudo não passa de lembranças, fotos e sentimentos que o tempo corroeu. Acho que de tão louco que estou ainda espero dias como esse. Como disse Ghandi '' - Tudo que fazemos nessa vida é insignificante, mas não devemos deixar de fazer.'' 

A sua presença é iminente em meu ser, nada mais faz sentido a não ser a vontade de viver aqueles dias passados e um dia poder contar pros meus filhos que a amizade verdadeira é não é só aquela que te marca, mas que sempre renova o espirito da amizade. 

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Mancha de Batom há 2 horas

Você se foi... Agora só resta a mancha de batom num copo, que me faz...
a_j_cardiais Poesias 42


Poesia Impura há 2 horas

Não deixe a poesia pura. Deixe um pouco de gordura e algum resquício de...
a_j_cardiais Poesias 37


REMEXENDO OS GUARDADOS há 15 horas

Entre as páginas amareladas Dum velho romance de amor Guardei a carta pe...
madalao Poesias 11


CLAMOR ( rondel) há 15 horas

Justiça! Vivo clamando aos quatro ventos. Silêncio! Porque resposta eu n...
madalao Rondel 6


OH HOMEM! (rondel) há 15 horas

Oh homem! Teus calores me agitam, E meu corpo fica em estado convulsivo. ...
madalao Poesias 7


E AGORA? (rondel) há 15 horas

E agora? Que podemos fazer? Remediar é coisa que não adianta. O mal f...
madalao Rondel 8