O nada no tudo

11 de Agosto de 2011 AmandaBomfim Cartas 1042

Faz tempo que não vejo o ‘além’… Faz tempo que não consigo mais visualizar possibilidades… Não sei o que me mantém aqui, não sei mesmo, talvez seja porque eu não quero decepcionar meus pais (mais ainda), nem meus amigos… Seria fraqueza demais… Mas nada que me rodeia me dá esperanças; nem a escola, nem a família, nem os amigos… Nada, não vejo mais graça em nada. Até vejo, mas é tão momentâneo..
Estou com um nó na garganta, como se alguém me apertasse.. As lágrimas escorrem, mas sem levar a dor que sinto, e ainda sim descem tão pesadas… Eu tenho tanta coisa pra fazer, muitas por obrigação, outras por capricho, e tantas outras obrigações caprichosas… Tantos sonhos, tantas promessas e eu sem nem saber pra quê tudo isso, sem nem saber como começar… E quando sei, nada me motiva, nem mesmo a conclusão do trabalho. Nada.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Amor de Primavera há 2 horas

Morena, quando tu flores, o verbo em ti, primavera, seguirá o caminho do...
a_j_cardiais Poesias 31


CICATRIZES há 7 horas

CICATRIZES Não se vive essa vida impunemente... Todo mundo, mais dia m...
ricardoc Sonetos 4


" Amar é" há 17 horas

Amar e como voar, no mais azul dos céus. É sentir a sensaçao de estar n...
joaodasneves Poesias 10


PAU DE FITAS há 22 horas

PAU DE FITAS Dançam as raparigas cá em roda D'um mastro d'onde fitas ...
ricardoc Sonetos 8


Falta de Amor ao Próximo há 1 dia

A razão de viver é amar... Mas a maioria das pessoas vive o amor ao din...
a_j_cardiais Poesias 45


Amor a Deus x Amor ao Mundo há 1 dia

Nos dias do autor não havia automóveis como os luxuosos que existem em no...
kuryos Artigos 8