Estrela cadente ( Dias de reflexão)

04 de Junho de 2014 Edson veloso Cartas 648

O garoto havia passado a vida inteira olhando as estrelas, sussurrando um nome que ao menos sabia dizer qual era. Vendo um rosto tortuoso na lua, sem saber a quem pertencia. Sentia que em si, existia um vazio, mas também não sabia como o preencher. E como estrelas cadentes que de repente caem do céu, ela caiu em sua vida e instantaneamente ele fez um pedido; - Bem que dessa vez poderia dar certo, e se não der, a gente poderia tentar de novo e de novo até que desse. E exatamente como uma estrela cadente, que de um modo efêmero cruza nossa visão, ofusca nossos olhos e aquece algo dentro de nós, e depois vai sumindo até que não possamos mais vê-la, assim também ela está indo, sumindo, sumindo, enquanto ele ainda nem terminou de fazer o seu pedido. 

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
CIDADE DOS PATOS (cordel infantil) há 7 horas

Vivia na bela cidade dos patos Um velho pato que contava fatos De uma fam...
madalao Infantil 5


"Feliz...dia...de...São João" ... há 14 horas

Quem dera ir mais além, cantar mais alto Sobre esse chão salgado onde na...
joaodasneves Poesias 5


No Vento da Literatura há 15 horas

Gosto da poesia quando chega de surpresa... Pode não ter beleza, mas q...
a_j_cardiais Poesias 30


Bendito Amor Eterno há 2 dias

Quando pensamos que Jesus disse que todo aquele que lhe foi dado pelo Pai, ...
kuryos Artigos 13


"Vendo" há 2 dias

Hoje vendo um corpo sem alma, e um extrovertido coração partido, uma ...
joaodasneves Acrósticos 7


"Te amo vinho tinto" há 2 dias

Tu meu querido vinho tinto, és e serás a minha inspiração, Ter o cop...
joaodasneves Poesias 10