Descobertas Adolescentes-Cap-41:

11 de Julho de 2014 guilherme Contos 762

Parte 1:

Pedro estava no chão com a boca sangrando, seus olhos olhava os olhos de triunfo de Maicon. Pedro se arrumou para levantar, limpando o sangue tentou bater em Maicon que o freou e deu outro soco.

Maicon: acabou Pedro, eu venci, conseguir a midia, estou livre de suas maldades.

Pedro: a quanto tempo? Quanto tempo?

Maicon: sempre, voce não achou mesmo que eu era fiel a voce achou? Achei que fosse mais esperto quando aquele idiota do Plinio te contou o que eu falei a ele.

Pedro: ele, ele esta do seu lado?

Maicon: não, não me arrisquei mais com ele, fiz tudo na praia por tras dele, ele infelizmente é fiel a voce.

Pedro: isso não vai ficar assim Maicon, não vai mesmo.

Maicon: ah sim, não tente fazer nada com ninguem, ricardo, Tonia, Theo e principalmente Nando, ou coloco voce na cadeia. Sei tudo o que voce fez Pedro.

Pedro: não tem como provar, vai ser sua palavra contra a minha

Maicon: Ai que voce se engana priminho, sou esperto,  mais que voce, tenho tudo, gravações da missão K, dito pela propria Amanda, fotos e muito mais.

Pedro: não é verdade, é mentira. Por que voce não já me entregou então?

Maicon: voce entregaria a Midia a Policia, e eu iria preso tambem. Não sou idiota Pedro.

Pedro estava serio, branco, não podia acreditar que estava agora na mão de Maicon.

Maicon: é Pedro, é melhor andar  na linha e outra coisa, tem uma pessoa que quer falar com voce.

Fernando entrou na casa, olhando para Pedro, pedro queria voar em cima de Nando.

Pedro: seu desgraçado.

Fernando bateu em Pedro na barriga.

Fernando: Desgraçado? Voce é um mostro, por  anos te aturei Pedro, mas chega, CHEGA.

Pedro se assustou ao ver Fernando naquela forma. Os olhos de Fernando estavam vermelhos.

Pedro: eu te amei Nando, mais voce beijou Theo, Não pude suportar isso, mas continuei te amando, mas claro... não me entrego, nada vai me mudar, vou acabar com todos voces. TODOS VOCES.

Fernando segurou Pedro e começou a bater, mas foi segurado por Maicon.

Maicon: entendeu Pedro? Acho melhor ficar quietinho.

Maicon e Fernando sairam da casa. Pedro bateu a porta e gritou de furia.

---------------------

DIAS DEPOIS

-----------------------

Felipe e Gustavo estavam andando, voltavam da escola, quando passou por um jardim perto da casa. O menino que Gustavo virá rondando a redondeza ficou branco ao ver Felipe. Gustavo percebeu. O menino começou a  correr e Gustavo correu atras, dessa vez conseguiu o pegar, Felipe correu ate eles.

Felipe: Gustavo o que foi?

Gustavo: quem é voce?

O menino tremia de medo.

Felipe: Gustavo o que houve?

Gustavo: esse garoto ficava rondando por aqui desde que voce sumiu e agora ao te ver ficou branco, quem é voce?

Garoto: eu... eu... me chamo Amilton, eu... me descule cara, eu fui forçado.

Gustavo: do que esta falando?

Amilton: eu devia dinheiro a umas pessoas, e eles foram contratados por alguem para bater nele, estrupar e tudo mais... eu fui obrigado ou eles me bateriam, eu não queria.

Felipe: Por quem, por quem voce foi contratado?

Amilton: não sei o nome dele, só o vi no dia do ataque, ainda assim ele estava encapuzado já com a mascara. Eu não queria fazer aquilo, vim pra cá todo dia ver se te encontrava para ver se estava bem. Me desculpe.

Gustavo esta pronto para bater nele quando Felipe o segurou.

Felipe: não, solte ele eu te perdoou, ele não fez tudo aquilo por quer ele quis.

Gustavo soltou o garoto.

Gustavo: vamos ter quer descobrir quem fez isso com voce, e ele vai pra cadeia.

RESIDENCIA DE PEDRO.

Plinio chegou agora da suposta viajem a Sao Paulo.

Pedro: plinio, que bom que voce voltou?

Plinio:O que houve com voce?

Pedro ainda tinha as marcas da surra de Maicon e Fernando.

Pedro: Nada, nada não.

Pedro sabia que não podia contar a verdade a Plinio, estaria comprometendo um aliado. O celular de Plinio tocou e ele se retirou para fora da casa.

Plinio: o que foi?

Robson: Plinio estou ficando impaciente, Tonia precisa voltar, ela precisa voltar.

Plinio: eu sei, me der mais um tempo, as coisas estão meios complicadas aqui, tenho quer resolver uns problemas, mas irei levar Tonia para Saõ Paulo, me der mais duas semanas e ela estará ai, eu te garanto.

Robson: esta bem, posso prender as coisas aqui. Mas é necessário a Tonia aqui logo. Se der trazer antes melhor.

Plinio: ok, agora pare de me ligar ou podem notar.

Robson desligou, Plinio ficou pensativo e voltou para casa.

RESIDENCIA FAMILIA FERNADES

Amilton foi com Felipe e Gustavo para a casa deles, teriam que conversar.

Gustavo: ok, conte-nos tudo que sabe.

Amilton: Eu havia pedido dinheiro emprestado a uma gangue, e não tinha mais com o que pagar, então eles me ofereceram um serviço chefiado por uma garoto.

Felipe: o lider, é esse que quis se vingar de mim.

Amilton: provavelmente, no inicio só iriamos te bater, era oque me disseram, mas tudo desandou e se tornou pior, minha consciencia pesou, contratei a gangue para me dizer quem foi o garoto, mais não disseram e me bateram para parar de tentar descobrir.

Gustavo: descobriu algo?

Amilton: ele conhecia o Felipe, só isso.

Felipe: ele me conhecia, ok. Só sabe isso?

Amilton: sim. Me desculpe mesmo cara. Ah... se eu escutar a voz dele eu reconheço.

Felipe: deixe contato, se descobrirmos quem é, voce serve de testemunha para prender ele.

Amilton: sim.

--------------------------------

Ricardo finalmente assume tonia para zelia.

RESIDENCIA DE PEDRO.

Pedro estava olhando de um lado para outro, tinha que aranjar uma forma de se defender.

Pedro: não posso continuar assim, agora é guerra, ou mato ou me ferro. Missão K tem quer continuar. Tenho quer recuperar essa midia e pegar essas gravações de algum modo.

--------------------

NOITE

----------------------

Estavam todos reunidos na casa de Maicon, seguiriam mais o passo do Plano, iriam invadir a casa de Pedro, iriam conseguir mais coisas. Ricardo só se improtava em finalmente descobrir o que tem em comum com Pedro.

Maicon: voces estão certos disso?

Todos: sim.

Ricardo: queremos entrar lá com voces, mas Pedro tem quer sair da casa.

Plinio: eu cuido disso, tiro ele de lá, e deixo a casa aberta e voces entram.

Fernando: o que espera descobrir lá?

Maicon: ele tem um diario, temos que pegar, se ele tiver escrito todos os crimes dele será a melhor arma para a policia,ele tem 18 anos agora, pode ser preso.

Theo: é o que queremos.

Maicon: Vamos para lá agora? Esperamos o Plinio sair com ele então entramos.

Plinio: ok.

BOCA DE MATOQUENTE.

Léo estava ao lado de Matoquente, iriam sair da boca junto com outro, iriam somente os tres.

Matoquente: esta preparado? É uma casa rica, deve ser cheia de segurança, temos que matar somente o rapaz.

Léo: vamos roubar algo?

Matoquente: não, é só para matar, o dinheiro receberemos do mandante.

Léo: ok, vamos.

Léo sorriu.

RESIDENCIA DE PEDRO.

Plinio entrou na casa, Pedro estava deitado assistindo TV.

Plinio: Pedro?

Pedro:o que foi?

Plinio: eu achei, sei onde Maicon escondeu as coisas?

Pedro levantou rapido do sofá.

Pedro: onde?

Plinio: voce precisa vim comigo, precisamos ser rapidos, ele pode remover do local, em pouco tempo deve saber que eu descobrir.

Pedro: mais é claro, vamos logo.

Pedro não pensou duas vezes antes de sair. No lado de fora Maicon e os outros os viram, quando deram uma boa distancia, passaram pelo portão.

Maicon: então é isso, vamos descobrir tudo agora.

Maicon girou a maçaneta e entrou. No lado de fora Leonardo observava espantado, saiu correndo. Havia seguido Fernando.

RESIDENCIA FAMILIA BRANDÃO.

Rafael estava em casa, fazia os folhetos de seu grupo de apoio aos gays, havia convidado Guilherme para ajuda-lo, estava esperando ele. Bateram na porta.

Rafael: que bom que voce veio. To sentindo algo, não queria ficar sozinho, meus pais foram ao cinema.

Guilherme: ok, nunca mais dormir na casa de um amigo, vai fazer bem, e quero ver o seu grupo de apoio.

Guilherme entrou...

... Atras de um poste, uma sombra olhava Guilherme entrar na casa de Rafael. Igor estava observando. Começou a andar em direção a casa.

Continua...

O próximo capitulo promete grandes revelações.Sera o fim de Pedro ou apenas o inicio de tudo?


Leia também
ETERNAL (rondó) há 11 horas

ETERNAL (rondó) Não o poeta, sim a poesia Em cada verso haveria- De ...
ricardoc Poesias 6


Sintomático há 16 horas

Divagando pela favela, penso nela olhando a aquarela do sol se pondo. ...
a_j_cardiais Sonetos 37


"Minha humilde casinha" há 2 dias

Tenho na minha casa Quatro cadeiras e um colchão Uma mesa, e roupas pelo...
joaodasneves Poesias 18


Se Poema For Oração há 3 dias

Senhor, este poeta perdido vem Vos fazer um pedido: dai-me Vossa paz. ...
a_j_cardiais Poesias 79


"Bailei com a solidão" há 3 dias

"Bailei com a solidão" A beira do mar espero a Solidão E escuto ja o ...
joaodasneves Acrósticos 16


Perseverar Até o Fim – Parte 1 há 3 dias

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892) Traduzido, Adaptado e Editado por Si...
kuryos Artigos 31