Descobertas Adolescentes-Cap-49:

20 de Julho de 2014 guilherme Contos 789

Parte 1:

Léo puxou Pedro pelo braço o levando para fora de casa e o colocou dentro de um carro.

Pedro: o que você vai fazer? Pra onde esta me levando?

Léo: vamos nos divertir um pouquinho, amigo, não precisa ter medo.

Leo amarrou os braços a as pernas de Pedro, a viagem seguiu ate uma casa no mato que era um refugio do trafico para quem se escondesse caso a Policia surgisse.

Pedro: que lugar é esse, leó o que você esta fazendo?

Léo tirou Pedro de dentro do carro e foi levando para dentro da casa o puxando. Ao entrar Pedro viu uma cadeira e uma corda pendurada.

Pedro: você vai me matar?

Leo sorriu e não respondeu a pergunta de Pedro

CIDADE

Carol e Blenda estavam passeando de mãos dadas pela ruas, estavam andando distraídas uma com a outra, no caminho se encontram com Mariana, que estava feliz e sorridente.

Mariana: oi amores.

Blenda: o que faz aqui Mariana?

Mariana: a rua é publica, eu estava passeando, e acabou nos se encontrarmos, o que tem de mais nisso?

Blenda: tem que você feriu a Carol, sua maluca.

Mariana: ai isso faz tempo, eu mudei, acredite.

Blenda: quem é ruim nunca muda, entenda, eu namoro a Carol agora.

Mariana: desencana, o mundo não gira em torno de vocês duas. Fui.

Carol e Blenda estranharam de fato o comportamento de Mariana, embora não engolissem. Continuaram a andar sem importância. No outro lado Mariana parou para olhá-las.

Mariana: espere só, Carol.

HOSPITAL

Theo iria receber alta já a noite, Fernando foi buscá-lo, ele ia para sua casa quando sair, os dois estavam conversando enquanto não saiam.

Theo: Notícias do Maicon?

Fernando: não,acho que ele foi embora mesmo e não quer olhar para trás.

Theo: Nando, vou te falar a verdade, você e o Maicon não tem a menor chance de darem certo

Fernando: eu sei, não estou preocupado com ele nesse sentido, é o Pedro. Maicon tinha tudo dele na mão. Tudo para ferrar aquele cara, e agora ele foi embora sem nos deixar nada.

Theo: você acha que Pedro tem algo a ver com isso?

Fernando:acho que não, Maicon disse que ia embora e as roupas dele sumiram. E Pedro veio me procurar para perguntar sobre as provas.

Theo: se você diz.

Theo olhou para o rosto de Fernando e ficou estudando.

Theo: você esta diferente. Esta apaixonado?

Fernando: apaixonado, por quem?

Theo: bem, isso você que tem quer me dizer.

Fernando: era só que faltava, virou psicólogo agora foi? Que eu saiba o apaixonando por um certo Dj não sou eu.

Theo sorriu para Fernando, Fernando deu um abraço em Theo.

LÉO E PEDRO.

Pedro estava colocado em cima da cadeira, a corda em seu pescoço, era só Leo retirar a cadeira e Pedro seria enforcado.

Pedro: Léo me tire daqui.

Léo: pra quer, pra você procurar se vingar de mim?

Pedro: eu nao vou, eu juro.

Léo: palavras de bichas pra mim não vale nada.

Léo deu um soco na barriga de Pedro, que quase cai. Pedro ficou nervoso.

Pedro: o que você quer de mim?

Léo: inforca-lo, é lógico.

Léo empurrou a cadeira devagar fazendo ir um pouco para trás.

Pedro: não, não, paraaaa.

Léo riu, Pedro estava quase chorando.

Pedro:desculpa, eu deveria ter dito que eu era Gay.

Leó: não se desculpe se eu soubesse que eu tinha ganhado aquele dinheiro para pagar minha divida de um merda eu naõ teria aceito, mas minha pior raiva é ter recebido ordens sua um dia.

Léo deu um soco nos ovos de Pedro que se contorceu.

Léo: cuidado, se abaixar de mais, vai morrer.

Pedro estava sentindo dor dilacerante, Léo deu mais um soco, agora nos eu rosto, a corda e a cadeira balançaram.

RESIDENCIA FAMILIA MATARAZZO

Ricardo estava em casa, escrevendo em seu diário como de costume, seus pensamentos embora mudados um pouco dos últimos dias.

“ Sabe, estou percebendo que não vale a pena sofrer por alguém que acho que nem se lembra mais, por que ela não telefonou ate hoje? Se ela deixou o celular para trás e não deixou numero algum é por que não quer que eu ligue, acho que esta mais do que na hora de eu esquecê-la também”

Ricardo releu suas palavras.

RESIDENCIA FAMILIA FERNANDES

Felipe, Gustavo e Cecília estavam em casa assistindo TV, quando Felipe percebeu um movimento no lado de fora, e ao olhar pela janela, havia alguém parado do lado de fora de capuz olhando para eles.

Felipe: mãe, Gustavo, tem alguém lá fora nos olhando.

Felipe estava ficando com medo, Gustavo e Cecília viram, Gustavo tomou coragem e pulou da sofá, abrindo a porta, mais o garoto havia saído correndo. Gustavo abraçou Felipe

LÉO E PEDRO

Pedro estava com vários hematomas pelo seu corpo, seu rosto estava inchado de vários socos de Léo.

Pedro: me mata logo, por favor, me mata logo.

Léo: esta bem

Léo colocou uma venda nos olhos de Pedro. Pedro estava pensando em tudo que fizera, esse seria seu fim, morto enforcado pelas mãos de Léo. Como ficaria o resto? Fred não saberia o que fazer. Pedro sentiu seu pescoço ficar leve e seus olhos clarear.

Parte 2:

Léo retirou sua venda.

Lóe: mudei de idéia, você não pode morrer agora, perderia a graça.

Pedro: do que esta falando?

Léo: quero continuar a brincar com voce, vamos ver quem vence no final.

Léo colocou Pedro no carro e dirigiu o soltando perto do Hospital.

Léo: é só o inicio.

-----------------

Dia

-----------------

Felipe, Gustavo estavam entrando na escola, quando viram Julia surgindo de maõs dadas com um garoto ruivo, olhos castanhos claros, moreno os dois se aproximaram.

Julia: Lipe, Gustavo. Quero apresentar o Nicolas a vocês, meu namorado.

Felipe e Gustavo: ola

Nicolas: oi, então, os famosos Felipe e Gustavo, a Julia fala o tempo todo de vocês, e a escola inteira né.

Felipe e Gustavo fez uma cara para Julia.

Nicolas: ah não, não. Não sou Homofobico, ainda mais vocês sendo amigos de minha vida.

Julia: pois é, fiquem tranqüilo, e eu tomei liberdade de contar a ele o que vocês estão passando.

Nicolas: e podem ficar tranqüilos que eu vou ajudar vocês.

Felipe: obrigado.

Em poucas horas já estavam todos simpatizados um com o outro, pareciam grandes amigos.

HOSPITAL

Fred tinha ficando sabendo do ocorrido pela manha e foi logo no Hospital ver Pedro.

Fred: Pedro, você esta bem cara, o que aconteceu?

Pedro: estou melhor

Fred: e o que houve?

Pedro: ouve que isso é o que acontece quando se comete erros. Era pra eu ter matado o Léo antes.

Fred: quem é Léo?

Pedro contou toda a historia.

Fred: fez mal mesmo.

CENTRO DE APOIO

Rafael estava ocupado deixando Gabriel e Augusto juntos, Gabriel estava triste e Augusto tentou anima-lo.

Augusto: voce ama muito esse Miguel, não é?

Gabriel: muito cara, já passamos por tantas coisas, não é justo passarmos por isso, será que nessa vida o mal sempre vence?

Augusto; depois do furacão, vem a calmaria, mais o furacão deixa muito estragos.

Gabriel: mas a nossa calmaria nunca chega.

Augusto: tive uma idéia para vocês se encontrarem. Eu te ajudo.

Gabriel: como?

Augusto: simples, vamos seguir, uma hora ele vai sair de casa, eu distraio quem tiver levando ele e vocês dois conversam.

Gabriel: ótima idéia, obrigado Augusto.

Gabriel ficou mais sorridente.

RESIDENCIA DE CAROL

Carol estava na escola, A casa dela estava vazia, Mariana passou e viu que não havia ninguém por perto, com um esforço conseguiu abrir a casa de Carol com um grampo.

Mariana: vamos ver o que eu descubro.

Mariana foi ate o quarto de Carol e remexeu tudo, percebeu que Carol Havía deixado o celular e começou a mexer, quando achou uma mensagem antiga.

“ oi amor, estou com saudades. Deise”

Mariana: quem é essa Deise?

Mariana anotou o numero e saiu da casa.

BOATE

Theo e Matt estavam na boate, Matt revisando seus equipamentos e Theo ensaiando novo passo de dança. Apesar do braço engessado.

Theo: Matt, vou La dentro beber um pouco de água e volto.

Matt: esta bem

Theo foi beber água, e viu uma mala de Matt, não deveria fazer o que pensou, mas sabia que Matt escondia algum segredo, ele pegou a mala e ia abrindo quando Matt entrou.

Matt: o que esta fazendo?

Parte 3:

Matt tomou a mala.

Theo: não fiz nada, ela caiu e vim pegar.

Matt: tudo bem, mas não toque mais nessa mala ok?

Matt saiu chateado e Theo mais intrigado ainda.

HOSPITAL.

Fred e Pedro continuaram no hospital, Pedro estava pensando em como faria para derrubar Léo.

Fred: Pedro, se Léo detesta tanto assim os gays, acha que ele pode estar por tras dos ataques?

Pedro: Fred, você é um gênio, ele com certeza esta, se tiver como descobrir mando ele para cadeia. Mas como?

Fred se mostrou para Pedro.

Pedro: exato, você se influita na gangue dele e consegue as provas. Assim posso continuar trabalhando no Ricardo, Nando e os outros e Leo ao mesmo tempo.

Pedro: se é guerra que o Léo quer, é o que ele terá.

RESIDENCIA DE MIGUEL

Gabriel e Augusto que estavam Vigiando a casa de Miguel desde cedo, finalmente o viram sair com a irmã Rainara, Rainara empurrava Miguel passeando, quando Augusto foi ate ela já numa pracinha.

Augusto: moça, moça. Por favor me ajude, meu irmão, esta tendo uma convulsão e preciso que alguém o segure enquanto faço o procedimento.

Rainara. Tudo bem , onde ele esta?

Augusto: logo ali atrás.

Rainara: Miguel, eu já volto.

Miguel: tudo bem.

Rainara e Augusto saíram

Gabriel apareceu rapidamente diante de Miguel. Os dois tinham lagrimas nos olhos quando se abraçaram.

Gabriel: Não temos muito tempo, sua Irma pode voltar. Eu estava com tanta saudades meu amor.

Miguel: Gabriel eu...

Gabriel: não, não fala nada eu te entendo. Sei que é difícil assumir, mas eu espero, e ai vamos ficar juntos.

Miguel embora estivesse feliz ao vê-, tinha tomado uma decisão.

Miguel: Gabriel, por favor vai embora, eu acho que é melhor terminarmos.

Gabriel: do que esta falando?

Parte 4:

Miguel: eu pensei muito, acho melhor terminarmos, sofreremos menos, voce sofrerá menos. Me desculpa.

Gabriel se levantou chorando.

Gabriel: voce não pode estar falando a verdade.

Miguel: eu sinto muito.

Miguel forçava para não chorar, Gabriel saiu correndo.

Miguel: desculpe meu amor, mas assim sofrerá menos a minha falta, nunca vou sair dessa cadeira, não poderei te fazer feliz, sinto muito.

Lagrimas caíram do rosto de Miguel.

-----------------------------------------

1 semana depois

---------------------------------------------

Sergio estava em jantar com Zélia, ele precisava falar com a mulher rapidamente.

Zélia: muito bem, o que você quer?

Sergio: eu preciso voltar para sua casa, preciso voltar a morar La

Zélia: você esta ficando louco?

Sergio: eu te dou um motivo bom.

Sergio retirou um papel da sua mochila e entregou a Zélia.

Zélia: mas...

Sergio: agora entende, eu preciso, por favor.

Zélia pensou por um tempo e concordou

---------------------------------------

Sergio chegou na casa, Ricardo estava assistindo quando Sergio foi falar com ele.

Sergio: Ricardo, filho, preciso falar com voce.

Ricardo: já sei que voce vaif ficar aqui, infelismente, não sei como conseguiu convencer a mãe.

Ricardo ficou pensando.

Ricardo:Pai, acho que o Senhor esta tentando se aproximar, tudo bem, eu aceito e aceito a moto também.

Sergio não entendeu a mudança drástica de Ricardo.

Sergio: é verdade?

Ricardo: sim.

Ricardo subiu para o quarto e pegou seu diário

“ Diario, sei que preciso mudar, essa é a hora,a dor que tonia me deixou sentindo a raiva dos segredos que guardaram de mim, o ódio de meu pai, eu sei o que devo fazer”

“ Os dias passaram, estou na academia, malho agora toda a tarde, já estou mudando”

“ já se passaram meses, agora estou pronto, meu aniversario, esta chegando, agora que eu vou mostrar quem eu sou”

“ é amanha, meu aniversario, estão organizando uma festa para mim,essa festa promete”

O dia do aniversário chegou, a festa foi na rua, estava bombando de gente, Amigos, parentes e vizinhos de Ricardo estavam presentes só faltava o aniversariante.

Em alguns minutos Ricardo chegou, pilotava a moto e havia duas garotas atrás dele, Ricardo estava completamente diferente de seu normal, derrapou com a moto e os três retiraram o capacete, todos na festa o olharam. Sergio e Zélia nao estava acreditando.

Sergio: Ricardo, o que é esta havendo?

Ricardo desceu.

Ricardo: podem continuar a festa, eu e minhas amigas vamos subir e transar, transar e transar.

Ricardo sorriu, todos o olhavam chocados.

Ricardo beijou uma das garotas Sérgio e Zélia enlouqueceram.

Continua...


Leia também
Lembra? há 8 horas

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 9


Principio há 8 horas

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 8


Viandar há 8 horas

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 7


Fluxo do tempo. há 8 horas

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 10


Sou há 8 horas

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 8


Ame...! há 8 horas

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 6