Descobertas Adolescentes-Cap-52:

21 de Julho de 2014 guilherme Contos 672

Parte 1:

Léo: Olha só, o viciado, lamento, mais agora não tenho, só amanha;

Mauricio: por favor leó.

Léo: agora não tenho cara, e acho melhor ficar quietinho, ou quer que seu macho descubra?

Mauricio olhou para a escada e foi para o quarto.

SUPERMERCADO

Carol e Blenda estavam a fazer compras no mercado, quando sem Carol perceber, Deise estava do outro lado observando.

Deise: então essa é a garota que Mariana fala.

Deise observava Carol e Blenda conversando, sorrindo, rindo. Deise ficou triste.

RESIDENCIA FAMILIA SOARES

Fernando estava em seu quarto com Theo que havia acabado de chegar.

Fernando: faz um bom tempo que não conversamos aqui, como antes né?

Theo: pois é, ta tudo muito estranho pra mim, Leonardo me recebendo bem, não é normal.

Fernando: mais é bom, e me diz ai, voce e o Matt, já chegaram nos finalentes?

Theo: ihhh, começou, você e a Blenda não quer largar do meu pé né? Não to namorando ninguém nem vou.

Fernando: por que não, ele é lindo, gostoso, se joga.

Theo: kkkk, isso ele é mesmo, mas também muito estranho e cheio de segredos.

Fernando: e você como Mistério S.A da vida real vai desvendar.

Theo: é, mas não tenho nenhum scooby doo pra me ajudar.

Fernando: humm

Fernando ficou pensativo por um tempo, levantou e fechou a porta do quarto.

Theo: que foi?

Fernando: preciso te contar uma coisa.

Theo: o que? Tem a ver com Pedro?

Fernando: não, quer dizer, não sei. O que você acha que ele faria se eu namorasse alguém?

Theo: bem ele... pera ai, você esta namorando?

Fernando: não não, mas acho que estou me apaixonando por um carinha ai.

Theo: quem é? Eu conheço?

Fernando: sim, mas acho que não esta na hora de saber.

Theo: qual é Nando, sou seu melhor amigo, e não quer me contar?

Fernando: é que, seria uma relação complicada da parte dele. É melhor eu não der muitas informações, mas no momento certo você ficara sabendo quem é.

Theo: esta bem, não vou forçar nada, vou continuar contando tudo de mim e não saber de você.

Theo fez bico e riu, Fernando também.

------------------------------

Noite

------------------------------

Ricardo conheceu marcia numa festinhaMarcia: vamos pra minha casa? Um banho de piscina, só nos dois, peladinhos.

Marcia falava no ouvido de Ricardo e mordia sensualmente.

Ricardo: ta esperando o que?

Marcia deu a mão a Ricardo que foi puxando, na saída Ricardo se bateu com Theo e Fernando que iam entrando.

Fernando: Ricardo, quem é essa?

Marcia: oi, me chamo Marcia, prazer.

Fernando puxou Ricardo pro canto.

Fernando: o que você esta fazendo?

Ricardo: o que você deveria fazer de vez em quando, transar.

Marcia: Gato,vamos?

Ricardo:vamos linda.

Ricardo saiu e entrou no carro de Marcia.

BOCA DE LÉO.

Léo e os outros estavam se preparando pra mais uma noite de terror contra o Centro. Quando Fred foi ate Léo

Fred: Léo, eu estive pensando, do que vale a pena esses ataques, sem um seguro para ser sempre lembrando?

Lóe: do que esta falando?

Fred puxou uma câmera do bolso.

Fred: em gravar antes cada ataque, imagine, daqui ha  50 anos, alguém encontrar as filmagens e conhecer aquele que ajudou a limpar o mundo da doença.

Léo pensou um pouco.

Léo: você em razão, seria como os cientistas que anotaram suas descobertas, eu guardaria como foi que curei a humanidade.

Fred: então vamos começar?

Fred ligou a câmera. E Léo começou a falar o que iria fazer naquela noite.

RESIDENCIA DE MARCiA

O carro estacionou na garagem, com Ricardo e Marcia saindo já aos beijos e amassos, entraram pela casa, já pelados

Marcia: vem, vamos

Marcia puxou Ricardo ate uma Hidromassagem enorme, entraram, os dois mergulharam em direções opostas, Marcia se posicionou na beirada, e Ricardo foi se aproximando e os dois transaram loucamentesMAICON E JP

Maicon estava deitado na grade, estava com muita sede, JP, estava mexendo no celular com os pés em cima da mesa.

Maicon: por... por favor... água.

JP: voce vai dizer onde esta as provas?

Maicon: não... mas...se ... eu.., morrer...de...sede... vocês...nunca...vão....saber.

JP estudou Maicon e resolveu dar agua, pegou uma garrafa e jogou para dentro a grade.

Maicon bebeu a garrafa inteira como se fosse um copo, a água caindo por ele.

Maicon: por que, esta ajudando... o Pedro?

JP: não é da sua conta, acho melhor ficar quietinho, senão, vai apanhar mais.

Maicon deitou no papelão.

RESIDENCIA FAMILIA FERNANDES.

Felipe estava no quarto estudando, quando reparou na janela do quarto, havia um desenho formado, parecia uma pessoa sangrando. Felipe correu ate a janela e abriu para ver se via alguem mais não via ninguem, ele apagou o desenho rapidamente, quando Gustavo entrou.

Gustavo: amor, vamos comer?

Felipe: estou indo.

Felipe estava nervoso e com medo.

Gustavo: Lipe, tem certeza e que esta tudo bem com voce?

Felipe: esta sim, vamos estou morrendo de fome.

Felipe deu uma ultima olhada para a Janela.

CENTRO DE APOIO

Rafael e Augusto estavam se preparando para fechar, quando Léo e sua gangue atacaram os empurrando para dentro.

Rafael: o que, o que esta acontecendo?

Leó: esta acontecendo que hoje vocês vão morrer.

Fred estava gravando escondido, pegou o celular.

Fred: Alo, Pedro?

Pedro: então, o que foi?

Fred: conseguir gravações de Leo e do ataque. Vou continuar filmando.

Pedro: ótimo.

Pedro bateu o celular e sorriu.

Pedro: Seu fim chegou Leonardo.

Parte 2:

Rafael e Augusto estavam tremendos de medo ao ver Léo apontando a arma para seus rostos. Fred gravava tudo às escondidas.

Rafael: por favor, cara, não faça isso, não estrague a sua vida.

Léo: estragar a minha vida, acha mesmo que estou estragando, eu estou é ajudando a humanidade a se livrar de vocês.

Augusto: por favor, tenho um irmão pra criar.

Léo: ele estará melhor sem você, pode ter certeza, pelo menos não vai ser influenciado por você a virar gay também.

Léo destravou a arma.

Léo: diga adeus a essa vida.

Léo ia disparar quando ouviu o som do carro da policia.

Fred: é a Policia, vamos dar o fora daqui.

Léo correu atirando para Rafael e Augusto que se abaixaram a bala não pegaram. Léo e Fred dispararam no carro. Rafael e Augusto foram atendidos pelos policiais e estavam nervosos.

Policial: quais de vocês nos chamaram?

Rafael: nenhum de nós, não tinha como.

Policial: então quem nos chamou?

Augusto: eu não sei.

RESIDENCIA DE PEDRO.

Bem mais tarde daquela noite, Fred chegou na casa de Pedro, entregando-lhe a câmera com as gravações, que colocaria Léo atrás das grades. Pedro deu um intenso beijo em Fred.

Pedro: cara, você é foda, foda, foda.

Dando beijos em Fred enquanto falava.

Léo: o que vai fazer agora, vamos entregar a policia?

Pedro: sim, mas vamos deixar pra depois de amanha, vamos deixar ele passar um dia somente em liberdade, espero que aproveite , porque em seguida não verá a luz da liberdade, por muito, muito tempo. Só espero que os outros prisioneiros façam dele uma putinha.

Fred: com certeza. Damos um jeito nisso.

Pedro beijou Fred o pressionando contra a parede.

CENTRO DE APOIO

Após prestar a queixa, e todos os procedimentos, Rafael e Augusto estavam com Marta e Daniel.

Marta: meu Deus meu filho, graças a Deus não houve nada com vocês.

Augusto:nossa, fiquei com tanto medo, só pensavam em meu irmão, não vou conseguir dormir essa noite.

Rafael: realmente, foi algo traumatizante. Mãe, pai, posso dormir na casa do Augusto hoje?

Marta: claro filho, deve. Assim o Augusto pode dormir mais calmo.

Augusto: obrigado, rafa.

Augusto olhou para Rafael.

--------

Dia

--------

Gustavo e Cecília estavam acordados, Gustavo havia acordado mais cedo para poder falar com Cecília antes de Felipe acordar, os dois estavam sentados na mesa.

Cecília: acordou cedo hoje, hein.

Gustavo: sim preciso fazer uma coisa e precisarei da sua ajuda.

Cecília: claro, o que é?

Gustavo: preciso que você leve o Felipe para fora de casa o dia inteiro.

Cecília: mais por que?

Gustavo: hoje, comemoramos 3 anos de namoro, queria fazer uma surpresa para ele.

Cecília: humm, e o que esta pensando em fazer?

Cecília perguntou toda entusiasmada.

Gustavo: o típico e eficiente jantar a luz de velas.

Cecília: sabe cozinhar?

Gustavo parou pra pensar.

Gustavo: é, esqueci dessa parte.

Cecília: então fazermos assim, eu e você conzíaremos e pedimos pra Julia passar o dia com ele no shopping.

Gustavo:tem razão, mas a noite queria ficar a sós com ele.

Cecília: tudo bem, vou dormir na casa de minha mãe, faz um tempo que nao a vejo.

Gustavo: obrigado, cecília.

A mulher sorriu.

RESIDENCIA DE MIGUEL

Miguel estava deitado na cama, acordado, o resto da casa, sua mãe e sua irmã , ainda dormiam, Miguel tentou puxar a cadeira de rodas para mais perto, mas ela escorregou e foi pra mais longe, Miguel estaria preso na cama ate alguém acordar. Miguel começou a chorar e bater na perna.

Miguel: que droga de perna. Quando voltarei a andar meu Deus? Quando poderei voltar aos braços de Gabriel, se ele me aceitar de volta, quer dizer.

As lagrimas de Miguel desciam pelo seu rosto. Quando passou a mão para enxugar, se lembrou do dia da morte de seu pai, já estava namorando com Gabriel. E naquela noite a pois o enterro, dormirá na casa de Gabriel.

*** Miguel estava deitado na cama, chorando, seus olhos estavam inchados e vermelhos. Gabriel entrou no quarto com uma bandeja de comida.

Gabriel: você tem que se alimentar amor.

Miguel: eu não quero, não quero nada.

Gabriel colocou a bandeja na mesa, e se deitou ao lado de Miguel, o abraçando e fazendo caricias.. Miguel começou a chorar ainda mais.

Gabriel: enxuga essas lagrimas amor, eu sei que é muito difícil, mais você ainda tem a mim. Nunca vou te deixar.

Gabriel passou suas mãos no rosto de Miguel , enxugando as lagrimas. ***

Miguel: Gabi, queria poder esta contigo, queria que você estivesse me dando forças, queria que você estivesse me amando.

RESIDENCIA DE AUGUSTO

Rafael havia adormecido no sofá, após passar a noite toda conversando com Augusto, ainda não conhecera o irmão de augusto, pois já estava dormindo quando haviam chegado. Augusto levantou primeiro e ao chegar na sala viu Rafael deitado, todo enrolando. Augusto se aproximou de Rafael e  ficou o observando, quando Davi, seu irmão também se levantou e viu a cena, Davi tinha 15 anos.

Davi: bom dia irmão.

Augusto: bom dia, faz silencio, o Rafael ainda esta dormindo.

Davi: opa, desculpa.

Augusto: já esta com fome? Vou fazer o café pra nos três. Me acompanha?

Augusto e Davi foram para a cozinha. Davi sentou-se na cadeira do balcão, enquanto Augusto preparava todo o café-da-manha.

Davi: quem é aquele na sala?

Augusto: ah, desculpa, deveria ter falado com você primeiro, aquele é o Rafael, o dono do centro do qual te falei, fomos atacados ontem e ele ficou de dormir aqui comigo, pra me acalmar.

Davi: atacado por quem? Você se feriu?

Augusto: não, deu tudo certo, você não vai perder seu irmão tão cedo.

Davi: não mesmo.

Davi falou olhando Rafael na sala.

RESIDENCIA FAMILIA FERNANDES

Gustavo já havia falado com Julia, Felipe já havia se levantando. Gustavo não havia comentando nada com Felipe, sobre o aniversário de namoro. Julia havia chegado.

Julia: ola meus amores.

Felipe: oi Ju. Cadê o Nicolas? Já que agora não desgruda dele.

Julia: deixei ele la em casa, e vim te buscar.

Felipe: me buscar pra onde?

Julia: passear comigo e ele.

Felipe: ah eu vou sim, vamos amor?

Gustavo: Lipe, to com uma baita dor de cabeça, vai dar não.

Felipe: poxa, então vou ficar aqui com você, vou não, Julia.

Gustavo: vai sim senhor, pode se arrumar e ir, não vou te empatar de nada, so por eu estar doente, já já passa, e vou me encontrar com vocês.

Julia: é, vamos Lipeeee, por favor, faz um tempão que não saímos.

Felipe: então esta bem.

Felipe se arrumou e saiu.

RESIDENCIA FAMILA ALVES.

Carol e Blenda se mantiveram deitadas na cama,, por um bom tempo

Blenda: nossa, é tão bom dormir assim com você.

Carol: verdade, poderíamos repetir mais vezes né?

Blenda: sim sim.

Blenda e Carol se beijaram.

Carol: te amo sabia?

Blenda: sabia

RESIDENCIA DE AUGUSTO

Rafael havia levantando e tomava café com Davi, enquanto Augusto se arrumava para sair.

Rafael: então esses livros é todos seus Davi? Gosta de estudar hein?

Davi: sim, amo Historia, Grécia antiga, roma, essas coisas.

Rafael: Historia sempre foi meu fraco. Kkkkk

Davi: rsrsrsrs

Davi estava todo tímido. Augusto desceu e se juntou a eles.

Augusto: vejo, que estão se conhecendo.

Rafael: sim, seu irmão é muito bacana Augusto.

Davi: obrigado.

Augusto percebeu a timidez que Davi se encontrava.

RESIDENCIA DE GUILHERME

Gabriel foi visitar Guilherme, fazia um tempo que ele não ia na casa do amigo.

Guilherme: e como vai o coração de meu amado amigo?

Gabriel: triste ainda, não consigo aceitar que o Miguel realmente preferiu terminar comigo.

Guilherme: mas ele disse que era para o bem de vocês, quem sabe quando ele voltar a andar?

Gabriel:ele não em ama mias, se amasse, não terminaria por estar de cadeiras de rodas e não poder me ver, ele daria um jeito.

Guilherme: as coisas pode não ser tão simples assim Gabi, ele esta sofrendo com isso tudo também, der tempo ao tempo e você verá.

Gabriel: mas e você, sinto que esta mas feliz recentemente, algum romance?

Guilherme: não, romance nenhum, não posso, ainda me sinto fiel ao Bruno, mas feliz sim, o Nando é gente boa, me faz rir a beça.

Gabriel: hum. Guilherme, você sabe que terá quer seguir em frente uma hora né?

Guilherme: não posso, eu e o Bruno fizermos um pacto que seriamos um do outro para sempre. Não posso quebra-lo.

Gabriel: mais isso era enquanto estiverem vivos. Gui, ele esta morto, você precisa seguir em frente.

Guilherme: não posso.

BOATE

Fernando estava na boate junto de Matt, enquanto teo e Blenda se arrumavam pro ensaio.

Fernando: então, matt, esta se abtuando a boate?

Matt: sim sim, o Theo e Blenda me ajudam muito, e é muito divertido tocar aqui.

Fernando: e seus pais, eles deixam?

Matt: err... sim sim, ate apóiam.

Fernando achou estranho a forma que Matt falou.

Fernando: posso fazer uma pergunta?

Matt: pode.

Fernando:você gosta do Theo?

Parte 4:

Matt: claro, ele é um ótimo amigo.

Fernando: não estou falando como amigo. Pode falar a verdade, não conto a ele.

Matt: bem, ele não é de se jogar fora.

Fernando deu um sorisso.

RESIDENCIA FAMILIA MATARAZZO

Zélia e Sergio estavam na cozinha, fazendo o almoço.

Sergio: o que vamos fazer com essas atitudes do Ricardo?

Zélia: sinceramente, eu não sei.

Zélia se virou para ir para pia e Sergio também, os dois se bateram e ficaram se olhando. Sergio foi se aproximando de Zélia, que desviou.

Zélia: mas vamos dar um jeito.

-----------

Noite

------------

A noite havia chegado e Felipe voltou para casa, estava tudo escuro, quando ele ia ligar a luz. Gustavo falou.

Gustavo: não liga.

Gustavo chegou por trás de Felipe e colocou uma venda.

Felipe: Gustavo, o que esta fazendo?

Gustavo: achou que eu iria esquecer do nosso aniversario de namoro?

Felipe sorriu.

BOATE

Ricardo estava saindo da boate com uma garota. Quando seu celular tocou, ele olhou e tinha numero desconhecido.

Ricardo: quem será?

Ricardo atendeu.

Ricardo: alo?

Só ouviu uma respiração forte, mas nenhum som. Os olhos de Ricardo encheram de lagrimas.

Ricardo: tonia? É você?

Continua.....


Leia também
Equação do Amor há 2 horas

Corre pra mim... Talvez eu ainda não saiba o que é o amor; Não tenha ...
a_j_cardiais Poesias 32


Qual é a Nossa Parte? há 10 horas

O conceito arminiano de que devemos fazer a nossa parte para que Deus pos...
kuryos Artigos 5


"Lagrimas" há 13 horas

Um silêncio triste e profundo Uma lágrima caiu Na tarde fria, e escura ...
joaodasneves Poesias 6


Realidade, Deixe-me Sonhar há 13 horas

Ah, realidade, realidade... Você não respeita minha privacidade. Vo...
a_j_cardiais Poesias 36


"és nada" há 18 horas

Como me pude apaixonar De um alguém como tu Passado pouco tempo pude con...
joaodasneves Pensamentos 9


"Ela mora" há 18 horas

A minha unica paixão é a solidão, ela vive na minha casa, e mora bem ...
joaodasneves Pensamentos 10