Diderot observou a face do velho e em seguida analisou a fisionomia de seu adversário.Ele tinha a face pálida e profundos olhos verdes, seu corpo era esguio, pernas e braços finos, trajava uma roupa incomum para aquela região da Europa, calças de couro e uma camiseta branca, tinha na cabeça um chapéu de Cowboy e seus cabelos eram negros e longos.O que mais chamava atenção era o rabo de cavalo sobre o ombro direito.- Eu aceito - soltou Jean.- Pense bem garoto, Gerrard não é qualquer um - disse o ruivo alertando Diderot.- Pois bem - interpelou o velho, e prosseguiu - Não percamos tempo, a arena será de vocês, quanto a nos só observaremos sem interromper, o primeiro que beijar o solo ou morrer será o perdedor.As palavras ecoaram na mente de Jean, principalmente a palavra "morrer" que rodopiou dentro de sua cabeça, porem já era tarde o ruivo e o velho já se distanciavam diante de seus olhos restando apenas ele e o garoto de olhos verdes e rabo de cavalo.-Bem, vamos brincar então? - se pronunciou o garoto chamado Gerrard se posicionando em guarda.Observando de longe o velho e o ruivo conversavam.- Pai tem certeza disso?- Hulm não me questione, se ele quer saber o que somos tem de se provar digno de estar entre nós, e não conheço jeito melhor que lutando contra o Gerrard.- Mas pai tinha que ser o Gerrard? - questionou Hulm - Ele é um dos mais habilidosos entre os zoantropos.- Exatamente, sinto algo nesse garoto que você trouxe, quero testa-lo ao máximo.No ringue, os adversários começavam os ataques um contra o outro. Jean avança com os punhos erguidos sobre o franzino Gerrard e desfere um soco em direção ao rosto do rapaz que se esquiva habilmente e se afasta.- Ok, vamos começar a festa pra valer - falou Gerrard mudando de semblante.Os profundos olhos verdes mudam de cor se tornando amarelos, garras afiadas surgem nos dedos finos de Gerrard, os pelos grossos preenchem o corpo todo do rapaz, o corpo agora cria músculos antes inexistentes, esticando a roupa ao máximo, porem ele para antes de rasgar se tornando meio homem e meio lobo.Jean observa atônito o atual homem lobo à sua frente e apenas um pensamento passa por sua mente, "como vou derrotar isso?". Gerrard corre para cima de Jean que tenta acompanhar os movimentos do lobo com os olhos, porém em um instante ele desaparece bem na sua frente. Jean olha para os lados buscando seu adversário.- Aqui novato!Quando Jean vira-se para olhar já é tarde o soco de Gerrard já o havia atingido e seu novo destino era o solo. Ele cai no chão de forma desajeitada e tenta reerguer-se rapidamente antes que a fera o ataque novamente. De pé Jean observa o sorriso na face de Gerrard que corre em sua direção com velocidade. Diderot tenta acerta-lo com um chute, mas Gerrard é mais rápido e se esquiva sumindo novamente da visão de Jean.- Pai por que ele não se transforma e luta por igual com o Gerrard? - Pergunta de longe o ruivo para o velho.- Ele não deve saber como se faz isso filho.- Então ele vai morrer? - Observe, se precisar vamos interromper - diz o velho calmamente.O lobo aparece sobre Jean.- Aqui em cima frangote!Ele fecha as garras e da um soco certeiro na cabeça de Jean que vai ao solo desacordado. - Ele não teve chance - Diz sorrindo o jovem de olhos verdes enquanto observa o corpo imóvel de Jean.Ele vira de costas e sai caminhando para fora do ringue, voltando lentamente à forma humana.- Ei Cowboy - diz uma voz atrás de Gerrard - Eu ainda não terminei.Gerrard se vira e vê Jean se erguer lentamente, seus olhos brilham em um tom amarelo furioso e o pelo negro cresce descontroladamente rasgando a pele do rapaz a assim como suas roupas devido à violência com que os músculos crescem, as patas destroçam os sapatos.- Não devia ter batido no garoto - diz uma voz rouca vinda da boca de Jean - Eu vou vinga-lo.O ser dentro de Jean despertou enquanto o rapaz estava inconsciente e partiu em disparada na direção de Gerrard que já havia se transformado novamente em contrapartida, os dois se chocam no meio do ringue rasgando a pele um do outro, gotas de sangue mancham a arena, Jean joga Gerrard no chão e começa a soca-lo furiosamente no rosto.O ruivo salta de onde esta se transformando no enorme lobo ruivo e corre para a arena para tentar impedir que Jean mate o jovem Gerrard, mas ao chegar perto Jean vira e o soca lançando-o longe.- Isso esta fora de controle - fala o velho que a tudo observa - vou precisar intervir.O velho desaparece do local onde estava aparecendo na arena.- Ei menino lobo, você precisa aprender modos.- Desculpa velho, o menino não esta em casa - fala o lobo Jean saltando contra o velho.- Que bom assim não preciso me segurar - responde o velho socando Jean na face e lançando o lobo ao chão.- Como você fez isso velho desgraçado - diz o lobo.- Você vai precisar de mil anos para descobrir, mas ate lá durma - o velho avança e soca novamente o lobo lançando-o contra uma parede que é rapidamente destruída pelo impacto.Jean volta ao normal lentamente, seu corpo esta inconsciente, Gerrard desmaiado sangrando com as roupas rasgadas e o ruivo com um olho roxo.- Isso foi perigoso pai - fala o ruivo levando a mão ao rosto.- Vamos leva-los para a enfermaria Hulm - diz o velho, em seus pensamentos a imagem de Jean "será ele aquele que eu esperava para por um fim nesta guerra?" pensa o velho carregando o corpo do jovem que já havia voltado completamente ao normal para a enfermaria.