Descobertas Adolescentes-Reta final-Cap-61:

30 de Julho de 2014 guilherme Contos 892

Parte 1:

A moto cortava a rua como um jato, ele dava cavalos de pau, estava diferente do normal, seu corpo estava mais forte, roupas de motoqueiro fora da maneira que sempre se vestirá. Ricardo sorria enquanto pilotava a moto em direção a casa de Pedro.

*** Ricardo e ANDRÉ estavam a sós olhando o caixão de Sergio, as pessoas ainda não estavam chegando.

Ricardo: André eu vou precisar que você faça uma favor para mim.

André: porque irmão?

Ricardo: Hoje quando o enterro sair, quero que você fale com Fernando e os outros meus amigos sobre armar algo para eu mudar.

André: Mais por qual sentido?

Ricardo: eu me aliar ao Pedro para faze-lo cair. ***

***

Fernando: o que você tem em mente?

André: nada, por isso, preciso que você me ajude, você e os amigos dele. Já perdi minha irmã e meu pai, não quero que Ricardo se afaste da família.

Fernando: você tem razão.

Pedro e Ricardo perceberam a movimentação de André, Fernando, Rafael, Guilherme, Carol, Blenda e Augusto.

Pedro: estranho, não acha?

Pedro falou. Ricardo se aproximou devagar da panelinha junto com Pedro, e ouviu a conversa.

Fernando: gente, precisamos ajudar o Ricardo, ele esta se perdendo de nós, esta indo pelo caminho errado.

Carol: Eu e Blenda vínhamos pensado nisso, iríamos ate falar com vocês. Na quero ser a única restante da minha infância.

André: alguma idéia?

Ricardo interrompeu a conversa.

Ricardo: eu tenho. Pedro esta certo, todos vocês uma hora ou outra trai. Por isso é melhor não ter amigos, Pedro estava certo esse tempo todo. Vocês não prestam, por querem mudar quem eu sou agora? Vocês como gays deveriam saber que não se muda o que você é.

Fernando: Mas se muda o que você se torna, é diferente de ser gay.

Ricardo: sabe de uma, não vou ficar aqui ouvindo vocês, chega.

Ricardo saiu com Pedro. Chegaram no cemitério o caixão foi posto na cova, depois de toda cerimônia era hora de irem embora. Já na casa de Ricardo, para onde todos voltaram. Ricardo pegou a moto.

Zélia: Ricardo? Para onde você vai?

Ricardo: vou sair, vamos Pedro. ***

Ricardo continuava a pilotar, já estava perto da casa de Pedro. E lembrava de seus dois últimos atos.

*** Deise se levantou e em seguida Ricardo.

Ricardo: Mariana, por favor espera lá fora, deixa que eu converso com a Deise.

Mariana achou melhor e saiu da casa, Ricardo se virou para Deise.

Deise: achei que você era amiga da Carol, Ricardo.

Ricardo: Professora, sente-se, tenho uma proposta a qual você não vai recusar.

Ricardo deu um sorriso, e se sentaram.

Deise: por que esta fazendo isso com a Carol?

Ricardo: espere, não julgue antes de eu falar, preste bem atenção. Não estou querendo prejudicar a Carol e sim ajuda-la, existe um grupo que já esta mais do que na hora de saírem do poder, Deise, se alie a mim para derrubar Pedro e Mariana.

Deise parou para processar tudo em cena. Em alguns minutos, Ricardo saiu acompanhada de Deise, ate Mariana.

Mariana: então?

Deise: negocio fechado, parceira.

Deise olhou para Ricardo, que fez um sinal positivo. ***

*** Ricardo estava na delegacia, falando com o policial ao qual perguntou sobre Pedro no dia do seu aniversario.

Policial: então era tudo verdade, so que você não tinhas provas é isso?

Ricardo: exato, e essa é a chance, precisamos de uma câmera, colocamos entre as bolas da festa, daí vocês aqui irão ver e ouvir toda a conversa, o que me dizem?

Policial: Negocio fechado, enviaremos alguem para instalar o equipamento. ***

*** Ricardo que estava sozinho na casa de Pedro arrumando as coisas, bolas. Ricardo passou a amanha toda com alguns ajudantes a arrumar. Ricardo virou para os ajudantes

Ricardo: então, a câmera esta posicionada?

Policial: sim, o resto é com você.

Os policias saíram, pouco depois Pedro, Mariana e Deise retornaram.

Pedro: voltamos cheios de Cerveja e churrasco, hoje a festa vai ser boa.

Ricardo. Boa não irmão, Inesqueçivel, estou suado e fedendo, vou para casa tomar um banho, ate a noite. ***

-----------------------------------------

Ricardo chegou ao seu destino na casa de Pedro.

Pedro: demorou.

Ricardo : Fiz o possível.

Os olhos dele estava olhando todos que estavam presentes na sala. Havia um garoto estanho que ele ainda naõ tinha conheçido. Ali tambem, estavam Mariana e Deise. Ele mesmo havia recrutado as duas para o grupo de Pedro.

Pedro: o JP não pode vim, estar de serviço para mim. Esse é o Fred, liguei para ele tres dias depois daquela noite de revelações e pedir para ele vim para cá. Mariana e Deise voce já conheçe.

Mariana: oi

Ricardo: oi

Pedro: então vamos começar a festa ?

Ricardo: sim irmão

Ricardo deu um sorriso sarcástico. Ricardo entrou e olhou para uma câmera escondida entre os balões que ele colocara.

RESIDENCIA FAMILIA MATRAZZO

Fernando havia ficado parado na frente da casa de Ricardo, sem saber o que fazer, estava nervoso pegou o celular e ligou para Guilherme.

Fernando: amor?

Guilherme: Fernando, onde você esta? To aqui te esperando.

Fernando: não poderei ir a formatura, Algo estar prestes acontecer essa noite, vai para o centro de apoio me espera lá.

Guilherme: o que esta acontecendo?

Ricardo: Ricardo armou alguma coisa para o Pedro, estou preocupado,se o Pedro descobre, não sei do que ele é capaz. Vai para o centro e me espera lá, estou indo, vai ligando para o Gabriel.

Guilherme: certo amor.

Fernando desligou o celular.

Fernando:. O que você esta aprontando Ricardo?

RESIDENCIA FAMILIA OLIVEIRA

Cecília e Felipe estavam na porta da casa dos pais de Gustavo, Gustavo não sabia de nada, estava na casa de Julia com a garota e Nicolas.

Felipe: tem certeza mãe?

Cecília: tenho sim filho, se eu mudei, eles também são capazes de mudar

Cecília bateu na porta. Nina atendeu, e olhou para os dois, e ficou paralisada.

Natalício: quem é Nina?

Natalício chegou na porta e olhou também.

Natalício: o que faz aqui?

Cecília: precisamos conversar, sobre o Gustavo.

Nina: O que houve com meu filho?

Natalício:não temos filho Nina, já te falei isso varias vezes.

Felipe: vocês tem sim, e ele é muito especial, e vocês vão nos ouvir.

RESIDENCIA DE FRED

Maicon ainda continuava a conversar em lagrimas com Lucio, após relembrarem tudo o que ocorreu naquela noite.

Lucio: O que você fez é algo que nunca vou perdoar.

Maicon: sobre a morte dele, aceito a culpa, embora tenha sido um acidente, mas eu não deveria te-lo empurrado.

Lucio: Ele caiu de um prédio de 10 andares, quando eu vi o corpo dele, os ossos viram pedaços de vidros, seu sangue manchava todo o chão, aquela cena me enlouqueceu, e você fugiu Maicon, fugiu.

Maicon: eu fiquei com medo de ser preso, não queria, mas saiba aquela cena, o que fiz me perturba todas as noites quando me deito. Mas você precisa saber a verdade Lucio.

Lucio: que você tentou nos separar todas aquelas vezes?

Maicon: não fui eu, foi o Pedro e o Fred, eles armaram tudo para poder me encurralar. Os dois são doentes ,Lucio, eles gravaram tudo aquilo, eles esperavam o que ocorreu, e o Pedro me manteve sobre ameaças para fazer todos seus planos podres, eu tenho testemunhas. Pessoas que o Pedro machucou e ainda machuca, eu mesmo, estou sendo mantido aqui em cativeiro você não percebeu? Olhe minhas roupas, como eu estou.

Lucio: eu não acredito em nenhuma palavra sua mais, o Pedro sempre foi legal, o Fred foi o único que voltou para me procurar depois que sai do Hospício.

Maicon: Eu ainda vou te provar, que tudo que falo é verdade. E depois vou me entregar para a policia.

RESIDENCIA DE PEDRO

Ricardo, Pedro, Fred, Mariana e Deise estavam se divertindo, quando Ricardo se lembrou que Pedro falou de um tal de JP.

Ricardo: Pedro, quem é o JP que você mencionou?

Pedro que estava beijando Fred se virou para Ricardo.

Pedro: que descuido meu, desculpa por não ter falado sobre ele também, o JP o Fred que encontrou quando eu o chamei para ca, ele parece que estrupou um garoto, como é mesmo o nome dele Fred?

Fred: Felipe, creio eu.

Pedro: não só estrupou como largou o coitado na estrada, somente de cueca.

Ricardo: e onde ele esta agora?

Pedro: bem, você já sabe que o Maicon estava em cativeiro, o JP estava cuidando dele para mim, mas como já terminou essa tarefa, ele agora esta a caminho do mar.

Pedro olhou para Fred.

Ricardo: e o que te no mar?

Parte 2:

Pedro: uma coisa de cada vez, no devido momento você saberá o Que tem no mar.

Pedro e Fred voltaram a dançar. Deise e Mariana conversavam a parte, Deise queria sair para avisar a Ricardo, ou ate mesmo a Carol sobre o que estava prestes a acontecer com Blenda, mas não conseguia sair de maneira nenhuma. E Ricardo não tirava o olho de Pedro e Fred.

CENTRO DE APOIO

Fernando e Guilherme chegaram ao centro de apoio quase juntos, Fernando estava nervoso e Guilherme pediu para explicar a historia direito.

Fernando: o Ricardo, deixou a mídia contando o segredo do Maicon e um bilhete dizendo que fará Pedro cair do império e culminaria na prisão de Maicon também, mas não sei o que ele tem em mente nem o que pode fazer.

Guilherme: Meu Deus, Já liguei para o Gabriel e ele esta a caminho, não vai demorar.

Fernando e Guilherme continuaram a esperar.

RESIDENCIA DE AUGUSTO

Rafael e Augusto estavam na sala assistindo TV quando ouviram um barulho no quarto de Davi.

Rafael: o que foi isso?

Os dois se levantaram rumo ao quarto, bateram na porta mas Davi não atendeu, entraram mesmo assim. E encontraram o garoto desmaiado no chão.

Augusto: Ai Meu Deus, Davi, irmão, fala comigo.

Augusto segurava Davi e batia em seu rosto, o garoto não demonstrava nenhuma reação.

Augusto: o que esta acontecendo com ele Rafa?

Rafael: calma, calma, vou ligar para uma ambulância.

Rafael ligou para a Ambulância, ele também estava nervoso.

Augusto: eu não posso perder você também, não posso. Será que aquele seu problema voltou? Não, não pode ser.

Rafael: que problema.

Augusto: ele tem problema no rins, mas passou por um bom tempo.

Rafael: Calma, vai dar tudo certo, a ambulância já esta chegando.

Passado alguns minutos a ambulância chegou e Rafael e Augusto foram juntos.

RESIDENCIA DE PEDRO

No auge da festa, Pedro que já estava um pouco alterado abriu uma gaveta da mesa da sala, e retirou uma arma.

Mariana: opa, Pedro, para que isso?

Pedro: proteção querida, depois que fui atacado por léo, mantenho isso por perto, se aquele cara não tivesse atirado em meu pé de imediato, eu teria o matado.

Ricardo: Guarda essa arma Pedro.

Disse Ricardo imaginando o que poderia vim acontecer em breve, assim como Deise que ficara mais nervosa. Ricardo olhou desesperado para o vídeo.

Pedro: não tenha medo, não vou atirar em ninguém daqui. Fred, acho que já esta na hora de ir para sua casa não? O maicon e o Lucio podem estarem se matando.

Ricardo: onde fica a casa? Posso dar carona de moto é mais rápido.

Fred: a ultima casa no fim da cidade, mas não precisa, vou de carro passeando.

Fred saiu da casa, Ricardo assentiu, tudo bem se não pudesse ser preso agora, a policia o pegaria na sua casa depois. Mariana se levantou para ir no banheiro.

Mariana: vou ao banheiro, vem comigo Deise?

Deise: não, pode ir, estou com dor de cabeça.

Deise olhou para Ricardo, que agora percebeu que Deise queria falar algo. Ricardo olhou de volta para Pedro que se sentou no sofá em frente a eles.

Pedro: Vocês estão muitos tensos, bebam algo.

Pedro olhou a o ensopo que estava vazio.

Pedro: mais já? Vou pegar mais.

Ricardo se levantou

Ricardo: não precisa deixa que eu pego.

Ricardo foi para cozinha.

Deise: espera, vou beber uma água, estou com sede.

Os dois foram juntos. Pedro achou realmente muito estranho.

BOATE

Matt e Theo estavam ainda arrumando a boate que estava uma bagunça.

Theo: nunca mais transo aqui.

Matt: hahaha, nunca mais,tem certeza?

Disse Matt já se aproximando de Theo e o beijando e envolvendo em seus braços, quando alguém entrou na boate.

Theo: quem esta?

Theo falou recebendo uma paulada no rosto e desmaiando, Matt conseguiu correr para o lado.

Matt: Theo?

Matt olhou quem era e viu que era seu padastro Ramon.

Ramon: achou que iria fugir de mim?

Ramon deu uma paulada em Matt também, fazendo o garoto desmaiar.

Ramon: quem brinca com fogo, acaba se queimando, garotos.

Ramon saiu da boate.

RESIDENCA DE MIGUEL

Miguel estava no quarto, tinha dormido e acordou, tivera um pesadelo que no momento esqueçera qual foi.

Miguel: Raiii?

O garoto gritou, mas Rute que apareceu.

Rute: que foi filho?

Miguel: cade a Raí?

Rute: foi dormir na casa da colega, quer alguma coisa?

Miguel: não.

Rute saiu. Miguel sentiu um arrepio.

Miguel: Gabriel.

RESIDENCIA DE PEDRO

Ricardo e Deise fecharam a porta da cozinha. A garota estava assustada, Ricardo manteve a calma.

Deise:por que ele esta com aquela arma na mão? Isso não vai dar  certo Ricardo.

Ricardo: calma Deise, a policia esta observando tudo na sala, eles vão chegar a qualquer momento, vai dar tudo certo.

Pedro estava atrás da porta e escutou toda a conversa, Pedro entrou fuzilando os dois com o olhar de desprezo e apontou a arma para os dois.

Pedro: vocês estão de brincadeira comigo né?

Pedro bufava puxou Ricardo pela camisa e o empurrou para sala,assim também fez com Deise.

Ricardo: calma Ricardo, não foi o que esta pensando.

No lado de fora da casa Fernando, Gabriel e Guilherme chegaram a casa de Pedro, e o gritaram.

TODOS: Ricardooooo?

Dentro da casa Pedro observou os três. E se virou para Ricardo.

Pedro: o que eles estão fazendo aqui?

Ricardo: eu não sei. Abaixa essa arma Pedro, você ouviu errado.

Pedro deu um soco no rosto de Ricardo. Quando seu coração parou, não só o dele, mas o de Ricardo, Deise e Mariana no banheiro. Gabriel, Fernando e Guilherme no lado de fora. As sirenes do que parecia ser dez viaturas estava se aproximando da casa.A policia cercou a frente e atrás da casa de Pedro, saíram do carro e o delegado falou no megafone.

Delegado: Pedro Rocha, a casa esta completamente cercada, solte os prisioneiros e saia com a mão para cima.

Pedro olhou para as viaturas e para Ricardo.

Pedro: vocês vão morrer.

Pedro estava encurralado.

Continua...


Leia também
Lembra? há 4 horas

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 9


Principio há 4 horas

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 8


Viandar há 4 horas

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 7


Fluxo do tempo. há 4 horas

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 9


Sou há 5 horas

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 8


Ame...! há 5 horas

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 6