Parte 1:                      

( DIA )

Leila acordou não preocupada por Fernando não ter chegado em casa ainda, pois havia dito que se quisesse poderia dormir na casa da tia. Por isso não estranhou que o filho não havia chegado.

Leila: bom dia amor.

Disse beijando o marido Leonardo que já estava acordado.

Leonardo: bom dia.

Nesse momento o telefone tocou, Leila atendeu e era a sua Irma.

Irma: gostei muito da encomenda Leila, ficou bem legal.

Leila: sabia que você ia gostar, o Fernando já esta vindo?

Irma: vindo da onde?

Leila: eu, ele não dormiu ai?

Irma: não, ele saiu daqui ontem a noite.

Leila: ontem? Mas como é possível, ele não apareceu aqui.

Irma: oxente, ele chegou me entregou e foi embora.

Leila: esta bem Irma, vou ver se ele foi dormir na casa de algum amigo.

Irma: me mantém informada, também fiquei preocupada agora.

Leila: pode deixar

Leila desligou o telefone meio confusa e preocupada. Fernando nunca havia ido dormir na casa de alguém sem dizer.

Leonardo: que foi amor?

Leila: o Nando, ele não dormiu na casa da tia. Estou preocupada, Leonardo.

Leila ligou para Theo.

Theo: alo?

Leila: Theo, o Nando esta com você?

Theo: não, que houve?

Leila: eu mandei ele ir na casa da tia ontem a noite, mas ele não dormiu La e nem voltou para casa. Meu Deus, onde esta meu filho?

Leila desligou o telefone e começou a chorar. No outro lado Theo ficou pensativo.

Theo: Meu Deus, o que houve?

HOSPITAL

Carol estava acompanhando Blenda para a ultrasom para ver como vai o bebe, estavam de mãos dadas quando passou pelo corredor com o medico. O medico fez todo o procedimento. Carol sentou segurando a mão de Blenda.

Doutor: e aqui esta o bebe de vocês.

Blenda olhava sorrindo e olhou para Carol.

Carol: ele é lindo, e vai ser muito amado.

Doutor: tem certeza que não querem saber o sexo do bebe?

Blenda: tenho, quero que seja uma surpresa na hora. Quando vou parir doutor?

Doutor: como você quer parir normal, não podemos saber o dia que ele vira, mas será no próximo mês, qualquer dia. Mas precisamente entre 15 a 25 de Setembro.

Carol: e será o dia mais importante de nossas vidas.

Carol falou beijando Blenda e voltando a olhar para o bebe, estava tudo bem com ele.

RESIDENCIA DE RAFAEL, AUGUSTO E DAVI

Os três estavam tomando café da manha na mesa, conversando.

Augusto: como esta indo na escola Davi?

Davi: esta bem, Rafael ta me ajudando em algumas matérias.

Rafael: e esse ano, vai prestar o Enem, também vou, esta na hora de voltar a estudar.

Augusto: que ótimas noticias amor.

Davi: estou muito ansioso. Mas agora tenho que ir pra escola, thau irmão.

Davi levantou e abraçou e beijou Augusto.

Davi: thau pai.

Davi abraçou e beijou Rafael. Rafael sorriu e chorou quando Davi saiu pela porta.

Rafael: eu amo esse menino, tem futuro.

Rafael deu a mão a Augusto e olhou nos olhos.

Rafael: alias, eu amo, os dois.

Continuaram a comer depois de Augusto da um beijo em Rafael. Davi estava passando pela rua, quando passou por um grupo de meninos da rua.

Menino 1: olha gente, o futuro viadinho.

Menino 2: filho de gay, fazer o que.

Davi passava fingindo que não ouvia.

Menino 3: ei, pivete, quando quiser dar, pode procurar a gente.

Os três riram, Davi não dava a mínima para eles. Caminhou para a escola e se juntou com seus novos amigos, Felipe e Julia.

RESIDENCIA DE RICARDO E TONIA

Ricardo ainda dormia, a faculdade estava muito cansativa, quando Theo bateu na porta, Ricardo levantou e atendeu bocejando.

Ricardo: Theo, que foi, algum problema com o Nando?

Theo: ele sumiu ontem a noite Ricardo.

Ricardo: AI meu Deus, por isso nao estava atendendo, será que foi o Pedro?

Parte 2:

Theo: não sei, sinceramente, e se for: eu não acreditei nele, quando ele disse que se sentia vigiado.

Ricardo: precisamos fazer algo. Vou ligar pra Tonia.

Ricardo ligou para a namorada que ainda estava na escola e contou tudo.

Ricardo: deixa eu me arrumar e vamos para casa dele.

CENTRO DE APOIO

Guilherme e Gabriel já estavam no centro, possuíam uma chave também agora, estávamos esperando os outros e conversando.

Gabriel: precisamos de algo, para chamar a atenção ainda mais das pessoas para nos ouvir, não pode ser algo simples.

Guilherme: realmente, mas o que?

Ficaram pensando, quando Miguel chegou e beijou Gabriel.

Gabriel: já estava com saudades.

Miguel: eita não se passou nem 15 minutos.

Gabriel riu e beijou Miguel.

Miguel: estão falando sobre o que?

Gabriel: precisamos de uma idéia para fazer as pessoas nos ouvir.

Miguel: que tal se conseguirmos um trio, podemos falar em cima deles, todos vão ouvir.

Gabriel; mas onde vamos arranjar um?

Guilherme: já sei, a parada gay, esta prestes acontecer, podemos pedir aos organizadores o trio deles depois.

Gabriel: ótimo. Nossa manifestação esta começando a ganhar corpo.

RESIDENCIA FAMILA FERNADES

Ricardo e Theo estavam na casa de Nando consolando Leila e Leonardo. A policia já havia sido acionada e estavam a procura de Fernando.

Ricardo: mas como será que ele sumiu assim, Theo, parece realmente coisa do Pedro.

Ricardo falava somente para Theo, realmente preocupado.

Theo: se foi Pedro, ele vai ligar pra um de nos para fazer alguma ameaça, lembre-se a vingança dele não é so comigo, e Nando, é com você também, agora mais do que nunca, já que você pos ele na prisão.

Ricardo: não havia nem pensando nisso.

Ricardo realmente se deu conta do quanto ele estava em perigo.

Theo: e se for, espero que ele não tenha feito nenhuma loucura com o Fernando.

ESCOLA

Julia estava saindo da sala com Felipe. O sinal já havia batido liberando eles.

Felipe: me espera, vou no banheiro.

Felipe saiu e Julia ficou sozinha, quando viu Andre apontar no portão esperando ela, a garota deu um sorriso e foi ate o namorado e o beijou.

Julia: amor, que surpresa boa.

Andre: vim te buscar, vamos passear um pouco?

Julia: aham, o Lipe pode ir?

Andre: claro, cadê ele?

Julia: foi no banheiro, já vem.

Andre e Julia ficaram namorando enquanto isso.

Felipe estava saindo do banehiro quando se bateu com alguém e o derrubou no chão.

Felipe: desculpa, eu não te vi.

Felipe ajudou a se levantar quando percebeu que era Gustavo.

Gustavo: ahhh, não foi nada não. Beleza?

Parte 3:

Felipe: ah, ok, xau.

Felipe saiu, Gustavo ficou o olhando correr e se lembrou que ali naquele banheiro os dois já se beijaram tanta vez, mas passou quando Nicolas entrou no banheiro junto com ele.

RESIDENCIA FAMILIA FERNANDES

Tonia havia chegado na casa deles e com uma surpresa, trazia Fernando junto com eles, Fernando estava muito estranho. Todos respiraram aliviados quando viram Fernando.

Leila: filho, pelo Amro de Deus, onde você se meteu?

Fernando: eu, eu estava escondido.

Tonia: encontrei ele la na porta de casa, ele esta muito assustado gente.

Theo e Ricardo olhavam Fernando com muita pena, mas aliviados, por que realmente Pedro não o pegou.

Ricardo: Nando conta o que aconteceu.

Fernando começou a contar.

*** Começou a chover, Fernando correu e virou a esquina. Na virada da esquina, o celular de Fernando tocou, o garoto viu o carro que havia acabado de passar e se assustou quando o celular tocou e o deixou cair e saiu correndo, pois o carro ligou e estava saindo do local. Fernando entrou por um beco e ficou la escondido a noite toda atrás de uma cesta de lixo.

***

Fernando: se eu saísse ele poderia me pegar, ele tava no carro eu sei disso.

Theo olhou para o amigo com mais pena ainda, Pedro estava deixando ele louco. Teria que ser pego logo.

Fernando: entao, quando o dia amanheceu e começou a ter mais movimento na rua eu fui para casa de Ricardo, que era a mais perto, mas não tinha ninguém e eu fiquei esperando ate que Tonia chegou.

Leila: meu filho, venha, vamos tomar um banho.

Leila retirou Fernando da sala e deixou os outros.

Leonardo: obrigado por traze-lo de volta.

Leonardo agradeceu a tonia.

Ricardo e tonia saíram, Theo havia ficado ate mais tarde.

-------------------

NOITE

---------------------

Fernando estava mais calmo e se sentia mais seguro agora deitado na cama assitia ao noticiário.

Repórter: e temos mais noticias, Policiais encontraram uma casa queimada e um corpo, não se sabe ainda de quem é, mas a suspeitas de que seja um dos três fugitivos.

Fernando ouviu aquilo e não sabia por que sentiu um alivio, seria Pedro? Será que alguém o pegou? Talvez o cara que fez Matt torturar Pedro o havia finalmente capturado?

Fernando: ou talvez pode ter sido ao contrario, e alem do mais tinha os outros dois que fugiram. Fernando só estaria em paz se Pedro fosse preso ou confirmassem que aquele era Pedro.

FACULDADE

Ricardo estava chegando na faculdade, quando desçeu da moto, tonia estava cansada demais para leva-lo hoje, ao sair, desequilibrou e deixou a moto cair.

???: opa, deixa eu te ajudar

Um cara levantou a moto para ajudar Ricardo. era alto e forte, cabelos quase que todo raspado. Abriu um sorriso, Ricardo apertou as mãos dele.

Ricardo: obrigado, meu nome é Ricardo.

???: prazer Ricardo, acho que você já esta atrasado para aula.

Ricardo: vixe verdade, xau.

Ricardo entrou correndo, na escada lembrou que não perguntou o nome do cara.

Fora da Faculdade, o cara de cabelo quase raspado, observava Ricardo intrigado e se lembrou por que estava ali.

*** Mascarado estava Jogando gasolina pela casa enquanto Pedro se debatia para se soltar.

Pedro: por favor, o que eu fiz pra você? Me conta pelo menos por que estou morrendo.

O mascarado acendeu o palito de fósforo. Enquanto contava o por que estava matando Pedro, Pedro arregalou os olhos e pensou rápido.

Pedro: Não fui eu que a matou, foi o Ricardo, o Ricardo Matarazzo.

Macarado: quem é Ricardo?

Pedro: eu juro, não fui eu foi ele. ***

O cara que era na verdade Mascarado, olhou intrigado para Ricardo.

Mascarado: Será que ele estava falando a verdade?

Continua...