Nascido e criado na repressão, jamais esqueceu suas primeiras palavras: "Nâ, nãni, nãnão"!