Porque o homem sem pés comprava sapatos, na Sapata

05 de Fevereiro de 2012 osnofa Contos 1555

Porque o homem sem pés comprava sapatos,
na Sapataria São Luiz.
Tire a sua conclusão!
História Imaginável do Osnofa

A Sapataria São Luiz é uma das Lojas de Calçados mais famosa que existe em Itaúna, e o Sr. Ivan Parreiras é o comerciante mais traquejado que eu conheço. A especialidade da Sapataria São Luiz é de calçados masculino e feminino, mas, também vende acessórios.
Eu trabalhei na Rádio Clube de Itaúna AM, onde o saudoso Radialista Naningo Neto, tinha seu programa sertanejo Alvorada Alegre, diariamente de sete às oito da manhã e sempre aos sábados, eu estava lá pela manhã fazendo a técnica de som para ele.
Lembro bem do Naningo Neto, fazendo a propaganda da Sapataria São Luiz: “você tá precisando de calçado, vai lá, a Sapataria São Luiz tem sapato prá mulher de bico chato, sapato prá menino de bico redondo, sapato prá homem de bico fino” procure lá o Sr. Ivan Parreiras, que você vai sair de lá calçado”.
Outro dia eu estava de prosa com os amigos, Zé Faxineiro e o Plínio que trabalhou no Armazém doRaul, e comentei com eles esta propagando que o Naningo Neto fazia em seu programa Sertanejo. Prosa vai e prosa vem eles me contaram um fato inusitado, que aconteceu com o Sr. Ivan Parreiras, da Sapataria São Luiz e claro que eu acreditei, pois estes dois cabras sabem de tudo, que passou e o que está passando em Itaúna, eles são quase um Jornal Brexó.
Então vou contar prá vocês, como foi o caso que o Zé Faxineiro e o Plínio me contaram.
Um dia o Sr. Ivan Parreiras estava de na porta da Loja São Luiz e um Sr. de muletas, sem os pés se aproximou e começaram uma prosa tão boa que parecia não acabar mais e quase na hora de fechar a loja, a prosa corria solta. Foi nesta hora que o Sr. Ivan mostrou seu traquejo de vendedor, entusiasmado com a boa prosa, nem lembrou que o homem não tinha pés e vendeu para ele um par de sapatos de bico fino. Zé das Moças como era conhecido, acabou levando prá casa um lindo par de sapatos da Sapataria São Luiz.
Passaram dez dias, não é que o Zé das Moças apareceu na loja, querendo falar com o Sr. Ivan, a atendente pediu que ele aguardasse, pois imediatamente ele seria atendido, menos de um minuto lá veio o Sr. Ivan com aquela carinha boa, os dois se ajeitaram num canto da loja e deram início a uma prosa melhor ainda, no final do dia Zé das Moças acabou comprando outro par de sapatos e assim o Zé virou freguês e de três em três meses lá esta ele comprando um novo par de sapatos, cinco anos se passaram e o Zé das Moças se tornou um dos melhores fregueses da loja.
Certo dia, o Sr. Ivan, intrigado com tanto sapato que o Zé das Moças tinha comprado, resolveu fazer uma visitinha de cortesia na casa do freguês e saber que fim estava tendo os vários sapatos adquiridos, como poderia ter tanto sapatos assim se o homem não tinha pés.
Chegando à casa do freguês, o Sr. Ivan foi recebido com muita alegria... O Zé morava sozinho, mas em sua casa ele dava vida aos seus sonhos e assim que entraram na casa o Sr. Ivan se deu conta do que os seus olhos viam, era quase um deposito de sua loja de tantas caixas de sapatos empilhadas. Zé chamou o amigo para um cafezinho e começou a contar sua história...
A primeira vez que fui a sua loja, o Sr. tratou-me tão bem, que nem me dei por conta que eu havia perdido os pés... Aí eu comecei a comprar sapatos de três em três meses e isto me fez sonhar e lembrar os tempos que eu tinha os meus pés. E daí me reencontrei com a vida, ou melhor, com os pés que eu tinha perdido.
Sr. Ivan por um momento ficou pensativo, mas na sua sabedoria logo entendeu porque o homem sem pés comprava sapatos na Sapataria São Luiz.

[email protected]

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Paz Celestial há 5 horas

Paz na alma é muito mais Do que paz de mente... pois passa desta par...
kuryos Artigos 5


Poema Rosa Para um Dia de Sol há 20 horas

A Rosa Emília A Rosa que an...
a_j_cardiais Poesias 38


Poema Suado há 20 horas

Estou num deserto de inspiração... Nada passa por aqui... Nem ladrão. ...
a_j_cardiais Poesias 34


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 3 há 23 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 12


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 2 há 23 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 10


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 1 há 23 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 10