Luz escura

08 de Fevereiro de 2012 Doug Mota Contos 955

Dois meninos, gêmeos, idênticos por fora, completamente diferente por dentro. Enquanto um brincava sorridente como uma criança normal de sua idade, o outro era calado, sério, aparentava tristeza profunda.

Quando um dos dois chegava ao ápsie do espírito de sua personalidade, o outro sugava o excesso dele derramado.

A vida deles separados não seria possível. Se solitários, morreriam de overdose de seus bons ou maus sentimentos. Equilíbrio é sinônimo de vida para eles.

Esses dois meninos moram dentro de mim.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Circunstâncias há 1 hora

Não quero me perder, procurando a perfeição... Ser perfeito em quê? ...
a_j_cardiais Sonetos 30


"A maldade" há 13 horas

De que me serve escrever, inventar, sonhar sem pensar No meu interior me a...
joaodasneves Poesias 7


"Não sei" há 20 horas

Hoje tenho vontade de rir Mas também tenho vontade de chorar Ja nem sei ...
joaodasneves Pensamentos 5


Domínio do Pecado ou da Graça há 2 dias

Se é impossível não pecar enquanto estivermos neste mundo, por que J...
kuryos Mensagens 16


Ventinho Delicado há 2 dias

Uma mulher passa com seu rebolado... Um ventinho delicado faz seu vestid...
a_j_cardiais Poesias 46


Mortos Vivos, Vivos Mortos há 2 dias

O que é viver? Tem gente que tem tudo, e não se sente feliz... Fica as...
a_j_cardiais Poesias 47