Demais para suportar

08 de Fevereiro de 2012 Doug Mota Contos 862

Odiado por todos. Querido por quase ninguém. Por que odiá-lo? Nunca passara de um garoto calado e pensativo. Pensava demais para causar algum dano a qualquer outro ser, vivo ou não. Incompreendido por sua filosofia de vida que pregava o desapego aos prazeres mundanos, o que para os outros era a razão da vida. Por que praticar atos nocivos a si mesmo se podia ajudar-se, ajudar os outros e ainda sentir-se ótimo no final? A sensação de produtividade e dever cumprido o viciava. Dever que ninguém o impusera. Seja informando ou entretendo, sentia orgulho do que produzia. Nada mais o entristecia mais do que suas limitações de habilidade, que um dia sonhava em despedaçá-las. Chamavam-no de hipocondríaco, mas se recusavam a sentir seus sintomas, covardes. Era procurado por muitos, não pela popularidade, mais sim por ajuda. Tinha o dom de ajudar, mesmo com má-vontade fazia um bom serviço. Passou a sentir que não pertencia àquele planeta, àquela gente. E era realmente essa a verdade. Fechou os olhos e voltou ao seu lugar.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 6 há 2 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 8


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 5 há 2 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 5


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 4 há 2 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 8


"Chorar por um amor" há 10 horas

Quando conquistamos um amor, e o nosso coração chora, não há ningué...
joaodasneves Poesias 10


"tantas vezes" há 10 horas

Tantas vezes sou o homem mais forte do mundo Outros sou o mais fraco, si...
joaodasneves Poesias 10


"Naveguei" há 18 horas

Naveguei entre mares, e tempestades, ninguém me acompanhou, Meu sofriment...
joaodasneves Poesias 11