O Escuro da noite - Parte I

17 de Agosto de 2013 FKarvalho Contos 1689

O escuro da noite
“Éramos quatro estávamos fadados a escuridão da noite, a vida havia presenteado cado um com um dom, o mais velho a destruição, O segundo a pura empatia , O terceiro a genialidade da loucura, O quarto o controle sobre todos os outros. E o destino deles? O fim de tudo que acreditamos!”

Capitulo I
O chamada de Tersália
(Destruição – Parte 1)

“Cry little sister
Thou shall not fall
Come, come to your brother
Thou shall not die
Unchain me sister
Thou shall not fear
Love is with your brother
Thou shall not kill”

-Cry Little Sister - Lost Boys-
Clip: //migre.me/fJcSx


Não faço idéia de quando tudo começou apenas senti a mudança no dia que Helena faleceu. Em cada momento feliz da minha vida ela estava presente e sempre havia o seu sorriso, suas palavras, suas vontades, a boas memórias. após o fatídico vermelho começaram a esmaecer se torna distantes. A lembrança do seu corpo frio fazia um caos em minha mente e aos poucos uma parte de mim ia morrendo. Segui os dias fugindo da realidade, duarante meses percorri o caminho de todos os vícios, mas no fim das contas era inevitável me entregar ao sono eterno, pedi que o escuro da noite viesse e a mim ela apareceu.

- É você meu querido Thiago? Você me chanmou e aqui estou! Sinto sua dor e a mim ela entristece vejo você sofrendo. Passando por esta angustia vim te oferecer um alento algo que posso acalmar teu espírito um fim a tudo isso. Eu posso lhe tirar todo o mal e toda agonia em pequenos cortes que delicadamente desenharei na tua alma e logo em seguida tudo vai fazer sentido, a vinho tornara a ter sabor, a musica o alegrara novamente a única coisa que lhe peço em troca e uma parte sua e um voto de lealdade, eu quero todas as saus preciosas lembraças que envolva a sua idolatrada Helena.
- Estaria delirando? Sim estaria. depois de um caminho tortuoso percorrido pelos vícios minha mente estaria me pregando uma peça. Havia uma mulher esguia e extremamente branca de cabelos lisos caídos pelos ombros, vestindo um longo vestido escuro. E que chamava atenção pois não tinha o branco dos olhos era totalmente negros que passavam uma frieza sem igual, ali ela estava perante a mim falando sobre Helena ; Me seduzindo prometendo o fim da ausência marcava a cada segundo os meus caóticos pensamentos.

- Te darei um titulo Thiago será meu caçador, levarei comigo todas as lembranças de Helena e não mais sofrera e quando eu te chamar vira a mim sem questionar e iras obedecer fielmente as minhas vontades.

- Não havia mais a diferença entre a realidade e o sonho tudo estava misturado sentia-me tentando a tirar essa dor do peito e voltar a respirar aliviado sem os soluços. Mas como me desfazer dela, ela é tudo para mim o que seria de mim sem as lembranças de cada momento que passamos juntos. Eu me nego a entregar, mas me questiono se quero continnuar a viver; mas naquele momento já havia me decidido havia escolhido deixar esse mundo aos tolos que seguem a esperança e a Fé firmando a minha crença em não acreditar na vida após a morte, céu e inferno. Não me custaria nada esquecer a dor da ausência dela. Naquele exato momento eu já gavia decidido e ja não mais estava em mim. Senti os lábios do escuro da noite tocando os meus foi mágico, a dor começara a sumir, o pulso estava cortado, eu começava a ir e vim e o escuro tomava minha mente me dizendo, - durma bem meu querido Thiago, durma! – olhei Além da janela vi as estrelas elas começavam a ficar mais distantes. Enovamente ela sussurrava em meus ouvidos. – Durma meu querido Thiago e acorde em outra vida!

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
CIDADE DOS PATOS (cordel infantil) há 8 horas

Vivia na bela cidade dos patos Um velho pato que contava fatos De uma fam...
madalao Infantil 5


"Feliz...dia...de...São João" ... há 15 horas

Quem dera ir mais além, cantar mais alto Sobre esse chão salgado onde na...
joaodasneves Poesias 5


No Vento da Literatura há 16 horas

Gosto da poesia quando chega de surpresa... Pode não ter beleza, mas q...
a_j_cardiais Poesias 30


Bendito Amor Eterno há 2 dias

Quando pensamos que Jesus disse que todo aquele que lhe foi dado pelo Pai, ...
kuryos Artigos 13


"Vendo" há 2 dias

Hoje vendo um corpo sem alma, e um extrovertido coração partido, uma ...
joaodasneves Acrósticos 7


"Te amo vinho tinto" há 2 dias

Tu meu querido vinho tinto, és e serás a minha inspiração, Ter o cop...
joaodasneves Poesias 10