Marinheiro

03 de Setembro de 2013 RJ Mendes Contos 886

No oceano
No quarto.
No tapete.
Deitado.
Daqui a uma semana tudo pode mudar, mas nada pode mudar.
Sou homem pra saber o que é melhor para mim.
Podem me arrancar tudo, menos os livros, não se quanto tempo vai levar para tudo se encaixar, ser forte até quando?
Ser forte até o resto da minha vida, em um vagão que não pode dar meia volta que não volta ao tempo.
O momento chegará, aos abraços chegará.
Sob as estrelas e o luar.
Dentro dos sorrisos, mil pensamentos e dentro dos pensamentos mil sonhos.
Atitudes só as seguras.
Só navegar na paz e acordar em outro continente.
Só você me tirou do fundo de onde eu estava.
Só eu sei aonde tudo vai parar.
Marinheiro do outro lado da terra.
Embarco, pois não sou daqui.
Sou de longe, sou do mar.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Bendito Amor Eterno há 9 horas

Quando pensamos que Jesus disse que todo aquele que lhe foi dado pelo Pai, ...
kuryos Artigos 6


"Vendo" há 11 horas

Hoje vendo um corpo sem alma, e um extrovertido coração partido, uma ...
joaodasneves Acrósticos 6


"Te amo vinho tinto" há 13 horas

Tu meu querido vinho tinto, és e serás a minha inspiração, Ter o cop...
joaodasneves Poesias 7


Gradeados há 13 horas

O céu está logo ali, depois dessa janela enjaulada... Meu amor é qua...
a_j_cardiais Poesias 48


Vida Artística há 14 horas

Não quero viver ao Deus dará... Sei que aqui, em se plantando tudo dá....
a_j_cardiais Poesias 38


"Eu sou boémio" há 14 horas

Eu em criança já era rebelde e um pouco vadio. Usufruía da noite, mesm...
joaodasneves Acrósticos 4