Nossos Reflexos

12 de Setembro de 2013 Elias Lima Contos 35

E então cansado de estar preso naquele corpo, Seu Espírito saiu. Queria respirar livremente. Sua Consciência não suportou um corpo sem vida, sem espírito e decidiu sair também.

“Eu sou tão infeliz...” Disse ela se olhando no espelho barroco enquanto penteava os seus cabelos ruivos há mais de 20 minutos. “Eu não estou suportando mais...” Começou a chorar.

Seu Espírito se compadeceu mas ele está preso nas amarras sociais que ela ainda insiste em viver. Sua Consciência é a que mais se angustia. “Se ao menos ela parasse para me ouvir...” Disse baixinho ao Seu Espírito. “Ela não se sintoniza, tem medo de si. Tem medo de saber quem realmente ela é, de quem ela pode vir a ser ou a se tornar. Tem medo do julgo alheio.” “Não vai sair do lugar!” Continuou Sua Consciência.

Ela se olha no espelho mais confusa do que antes. Sente um vazio na alma que cresce desesperadamente e sente vontade de se matar. “Talvez tudo se resolva...” Pensou.
“Não tenha medo.” Sussurrou baixinho Seu Espírito ao ouvido dela. Sentiu um calafrio na espinha dorsal e de repente um gelo na alma, como um alívio e ao mesmo instante, um medo disso.
“Ela tem medo de tudo que é novo para ela. Embora ela se sinta corajosa, sente medo de se machucar. Então acaba por viver mais para os outros do que para si própria. Tem medo do que eu posso revelar a ela. Quer ser aceita pelos outros, ser o padrão de mulher que a sociedade quer mas se sente morta por dentro. Quer estar viva e viver com liberdade mas se recusa a me ouvir. Nada do que ela tentar sem mim vai funcionar...” Disse Sua Consciência ao Seu Espírito.
“Existe um animal feroz, cheio de força e energia criativa capaz de fazer a vida dela mudar em dois segundos, mas sente medo dele...” Continuou. “E eu sou esse animal. Quero dar vida própria a ela. Quero que ela evolua comigo e realize seus desejos e sonhos. Mas ela me mantém preso a este demônio: o medo. Por isso se sente vazia, incompleta e sem vida. Está me sufocando, me matando também...” Disse Seu Espírito.

“Tem dias em que ela fica totalmente deprimida, melancólica e sombria. Quer encontrar a luz, alguma solução ou resposta mas quando sussurro no ouvido dela, insistindo que ela acorde para si e para o destino dela, então ela se fecha e escurece sua alma, me aprisionando junto a este demônio que ela alimenta. Às vezes eu não suporto tamanha infelicidade e fujo deste corpo. Não posso lutar sozinho contra tantas sombras que há neste demônio. Não consigo suportar tamanha escuridão. Ai então, ela se sente vazia, deprimida e quer se matar. Está cada vez mais insuportável existir neste corpo. É minha missão ajudar ela a evoluir, a se encontrar e se descobrir, mas ela te ignora, não me ouve e se aprisiona. O que devo fazer?” Perguntou Seu Espírito a Sua Consciência.

“Ah, isso é um processo por vezes muito lento dependendo da pessoa. Principalmente neste caso. Ela ainda é jovem, só tem 19 anos. Com certeza vai começar a me ouvir a partir dos 23 anos e assim começará a te ouvir também. Mas pode ser que ela nunca me ouça ou te ouça também. Existem pessoas que vivem de medo para o resto de suas vidas, se negando, se anulando enquanto outras vivem de prazer e mais prazer em busca de si e cumprindo seu destino. E até lá ela vai viver de personagens para si e para todos nessa tentativa ilusória de estar fazendo o melhor para si quando ela pode fazer muito mais e viver muito mais que ela pode imaginar.” Disse Sua Consciência ao Seu Espírito.

“E o que nós iremos fazer se ela nunca nos ouvir?” perguntou Seu Espírito. “Iremos fazer o que pudermos e quando tudo estiver muito escuro, partiremos para outro destino, pois isto é uma escolha dela. Pior do que ter medo dos outros é ter medo de si. E ela é covarde de si própria e não há pecado maior neste mundo do que se negar. Mentir para si mesmo é alimentar os piores demônios existentes na nossa existência e com isso involuimos e ficamos perdidos neste labirinto que se torna a vida, que por sua vez se aprisiona em nossos medos e sufocando o nosso “eu” em detrimento da nossa felicidade enquanto podíamos viver em sintonia conosco e com a natureza.
É auto-anulação o pior pecado contra si e com o próprio destino, na qual ele existe na missão de libertar não só o próprio ser mas os outros também.” Respondeu sua Consciência ao Seu Espírito.

“Enquanto isso, ela só enxergará um reflexo embaçado de si mesma no espelho todos os dias enquanto podia estar brilhando com sua própria luz.” Concluiu Seu Espírito.

“Sim, exatamente. E enquanto ela não nos ouvir e se aprisionar nas trevas que há aqui na Terra, voaremos longe de sua alma na tentativa de não morrermos precocemente junto ao corpo dela. Se algum dia ela procurar luz, então podemos vir ao seu encontro e resgatá-la, mas pode ser que seu corpo não esteja mais em condições de cumprir o seu destino e ela viva a se lamentar, só que agora não alimentando as sombras que há no demônio do medo e sim, nas sombras do demônio que vivem do amargo e escuro arrependimento.” Finalizou Sua Consciência.

“É triste, mas só depende dela.” Disse Seu Espírito. “É triste para nós também que um dia voltaremos em uma missão neste mesmo corpo talvez mais limitado e as dores possam ser mais intensas e a sua escuridão mais forte e destruidora. A vida é uma dádiva e temos de vivê-la com ética e responsabilidade. Há muita dor aqui na Terra e os seres humanos ainda se covardeiam?
É injusto com a sua própria existência e uma falta de amor tão imensa consigo e com os outros que dependem de nós. Não vivemos sós aqui, embora a sociedade caminhe assim não podemos nos possuir deste espírito de rebanho para um percurso tão auto-destruidor. Nossa vida não pode ser vivida em vão e estes que vivem por viver padecem na escuridão de seus vazios que esmagam sua alma lhe tirando o desejo de viver, lhe tirando a beleza que há e que ainda nos resta aqui. Viver não pode se resumir em nascer, trabalhar, casar e morrer. Cada um carrega em si um destino a cumprir e é deslealdade não cumpri-la. Muitos são os que adoecem em sua existência por não se ouvir, se permitir ou se encorajar. A covardia num mundo tão cheio de possibilidades ainda é tão grande como o tamanho do mundo. Quanto mais caminhamos para a evolução das máquinas, da tecnologia mais involuimos conosco mesmo e com o nosso destino. O vazio se torna tão presente nos dias atuais que há mais mortes por suicídio que antes na história. Esse é o preço de uma vida tão cheia de tecnologia mas sem afetos, sem vida, sem sentimentos de verdade. É preciso tomar a vida como um dever e não como uma obrigação. Viver com amor, que é a ética por excelência é o nosso dever e não uma opção.” Concluiu Sua Consciência.

Seu Espírito entendeu e se emocionou e dando-lhe suas mãos a Sua Consciência e foram em busca de outros corpos em busca de luz para cumprir seus destinos. E a moça foi dormir depois de pentear seus cabelos por 40 minutos sem saber o que fazer. Tomou os seus calmantes e foi dormir cheio de medos e de sombras para tudo se repetir no dia seguinte. Viver para ela é repetir tudo. Viver não tem nenhum sentido para pessoas assim. E eu sonho por um dia em que podemos evoluir nossas consciências para mais de si e do próximo e paremos de repetir tudo feitos robôs com destinos pré-destinados. Sonho com a vida cheia de amor e liberdade. Sonho com o existir se exercendo de forma ética e justa, sendo cada vez mais humana e afetuosa. Sonho e acordo do sonho para cumprir. Este é o meu dever. Este é o nosso dever.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
"Feliz...dia...de...São João" ... há 1 hora

Quem dera ir mais além, cantar mais alto Sobre esse chão salgado onde na...
joaodasneves Poesias 4


No Vento da Literatura há 2 horas

Gosto da poesia quando chega de surpresa... Pode não ter beleza, mas q...
a_j_cardiais Poesias 27


Bendito Amor Eterno há 22 horas

Quando pensamos que Jesus disse que todo aquele que lhe foi dado pelo Pai, ...
kuryos Artigos 11


"Vendo" há 1 dia

Hoje vendo um corpo sem alma, e um extrovertido coração partido, uma ...
joaodasneves Acrósticos 7


"Te amo vinho tinto" há 1 dia

Tu meu querido vinho tinto, és e serás a minha inspiração, Ter o cop...
joaodasneves Poesias 9


Gradeados há 1 dia

O céu está logo ali, depois dessa janela enjaulada... Meu amor é qua...
a_j_cardiais Poesias 60