Hurick sentia por Bela Flor algo tão forte e intenso, que sabia quando nele, ela estava a pensar. Pois eram fortes os pensamentos quando ambos distantes passavam a ficar, em Bela Flor o jovem Hurick tão fortemente pensava que a sentia aonde quer que ela possa estar, o elo nunca quebrara.No entanto, Hurick angustiou-se um dia, pensava ele em Bela Flor, mas ela não sentia, logo sentiu tremer todo seu corpo, a tristeza o invadia fora uma tristeza tão grande aquele dia que Hurick pensou que não iria sobreviver, já não sentia Bela Flor, nem em partes e os esforços para que seus pensamentos a encontrassem sufocavam seu peito, era intenso o sofrer.Pensar em Bela Flor fazia Hurick feliz ficar, pois diminuía a distancia ainda que cada vez mais longe ela pudesse estar, e sem isso poder fazer Hurick resolve ir Bela Flor procurar e ao encontrá-la diz: - de todas as dores que na vida senti, a mais forte foi na ocasião em que perdi você, fora uma dor tão intensa e meu coração sangrava tanto, que me morria ao te ver, longe dos meus braços ficar, seu amor não mais me dar, parecia que estava eu a morrer.Em seguida responde Bela Flor: - não estás tu a me perder, e se desapareci não foi voluntariamente, teu ciúme me afasta de você, ele o faz ficar diferente, impede-te até de pensar mim. Hurick então se explica não algo é que sinto por querer o ciúme, vem imponente e me pune, e de te amar tanto assim, é grande o medo de te perder, que sem perceber estou perdendo, és meu ciúme um veneno que sem querer consumi e que aos poucos me faz fenecer.E agora com minha alma contaminada, tua voz és somente o que me acalma, me perdoe Flor não é por querer, não te afastes de mim, sejas a minha cura, pois de infernais loucuras padece o homem que suspeita, e se tortura pelo que não ver.