Cadarços da vida

09 de Novembro de 2013 Elisergiopoeta Contos 747

Quando oportuno o apaixonado e sua amada gostavam de se encontrar, namorar um pouco, matar a saudade e também conversar.Vários eram os assuntos nos quais todos tratados com destreza e para o apaixonado não há nada mais lindo do que para sua amada olhar e em um desses encontros olhando para ela percebe o embaraço, ao passo que era curioso era também delicado, o que sua amada conseguia prender no seu tênis os cadarços.Unia-se as pontas formando um laço que logo se desfazia e logo ela olha para ele e diz: - amor dá-me uma forcinha e se sentido útil se vai o apaixonado, só que antes faz uma pose e em seguida os cadarços corretamente consegue amarrar.Logo, um pensamento o enobrece, e o apaixonado fantasia, queria tanto que aqueles cadarços fossem das suas vidas para que com um nó firme pudesse elas eternamente ligar.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
LUTA ARMADA há 2 horas

LUTA ARMADA Aqueles tidos como imprescindíveis Pelo afã de lutar toda...
ricardoc Sonetos 4


Paz Celestial há 13 horas

Paz na alma é muito mais Do que paz de mente... pois passa desta par...
kuryos Artigos 11


Poema Rosa Para um Dia de Sol há 1 dia

A Rosa Emília A Rosa que an...
a_j_cardiais Poesias 52


Poema Suado há 1 dia

Estou num deserto de inspiração... Nada passa por aqui... Nem ladrão. ...
a_j_cardiais Poesias 44


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 3 há 1 dia

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 19


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 2 há 1 dia

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 12