O quanto mudará.

09 de Novembro de 2013 Elisergiopoeta Contos 656

Passavam-se as horas, estas dolorosas de tão arrastadas, o apaixonado estava a pensar, sua amada mudara tanto chegando ao ponto de uma foto na sua frente rasgar. Lembrando das coisas que ela falou por querer, do que deixou de fazer e da frieza que o tratava quando os dois passavam a brigar, veio o apaixonado a se entristecer que até as coisas que falava quando não conseguia escrever, ele deixou de falar.Sozinho, sob um gritante silêncio, estava ele em seu apartamento onde os muros limitavam mais do que podiam resguardar, e suas paredes brancas apenas tristeza refletiam fazendo o apaixonado chorar um mar de descontentamento. Dos seus olhos escorriam lágrimas presentes, futuras e até algumas passadas. que cada vez mais forte eram, pois, o lembrava de quanto ela estava diferente, o quanto ela mudara.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
ETERNAL (rondó) há 7 horas

ETERNAL (rondó) Não o poeta, sim a poesia Em cada verso haveria- De ...
ricardoc Poesias 5


Sintomático há 12 horas

Divagando pela favela, penso nela olhando a aquarela do sol se pondo. ...
a_j_cardiais Sonetos 37


"Minha humilde casinha" há 2 dias

Tenho na minha casa Quatro cadeiras e um colchão Uma mesa, e roupas pelo...
joaodasneves Poesias 18


Se Poema For Oração há 3 dias

Senhor, este poeta perdido vem Vos fazer um pedido: dai-me Vossa paz. ...
a_j_cardiais Poesias 78


"Bailei com a solidão" há 3 dias

"Bailei com a solidão" A beira do mar espero a Solidão E escuto ja o ...
joaodasneves Acrósticos 16


Perseverar Até o Fim – Parte 1 há 3 dias

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892) Traduzido, Adaptado e Editado por Si...
kuryos Artigos 31