Quem ama uma vez não deixa de amar.

29 de Novembro de 2013 Elisergiopoeta Contos 812

Hurick sempre foi um jovem futurista e por isso sabia o que buscar na vida e o que deveria fazer, apaixonado e dedicado a Bela Flor sempre agiu com extrema probidade, seu caráter fora sempre ilibado e amar Bela Flor e ser fiel aos sentimentos, nunca deixou de fazer.

Porém, agora era insistente e corriqueiro de Bela Flor o passado, e por causa de alguns fatos por ela omitidos fizeram Hurick profundamente se entristecer. As decepções eram agora somadas, fazendo as desinteligências se tornarem diárias, enchendo o peito de Hurick de duvidas e desconfianças e não sabia ele o que fazer. 

Passava o tempo, o amor de Hurick se intensificava, e logo então o passado voltava e as omissões eram constatadas e depois de tantas, já não era mais omitidas e sim mentidas ou ocultadas.

Hurick a cada dia se entristecia, e mesmo com todos o erros de Bela Flor ele sabia, que ela era a sua maior certeza, a mulher da sua vida. As coisas eram agora diferentes, Bela Flor dizia não ter mais certeza de nada, estava distante, indiferente, e sempre irritada.

Hurick sempre e imensuravelmente amou Bela Flor, acreditando piamente  em seu amor imaginava que se o amor que por ele Bela Flor sentia acabasse, o dele em sua totalidade poderia fazer o amor durar. Imaginação de um eterno apaixonado, sempre fora Hurick um sonhador, e seu maior sonho era que Bela Flor estivesse sempre em sua vida, sendo o seu maior legado, mas esse sonho estava cada vez mais propicio a não se realizar. No entanto, em meio a tantas duvidas uma certeza, a de que quem ama uma vez não deixa de amar.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
"Minha humilde casinha" há 1 dia

Tenho na minha casa Quatro cadeiras e um colchão Uma mesa, e roupas pelo...
joaodasneves Poesias 15


Se Poema For Oração há 2 dias

Senhor, este poeta perdido vem Vos fazer um pedido: dai-me Vossa paz. ...
a_j_cardiais Poesias 54


"Bailei com a solidão" há 2 dias

"Bailei com a solidão" A beira do mar espero a Solidão E escuto ja o ...
joaodasneves Acrósticos 13


Perseverar Até o Fim – Parte 1 há 2 dias

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892) Traduzido, Adaptado e Editado por Si...
kuryos Artigos 14


Perseverar Até o Fim – Parte 2 há 2 dias

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892) Traduzido, Adaptado e Editado por Si...
kuryos Artigos 10


Separação há 2 dias

Pensei que separação fosse fácil... Que fosse só deixar seu amor, e ...
a_j_cardiais Poesias 51