Como escreve o poeta!

04 de Dezembro de 2013 Elisergiopoeta Contos 862

Passava das doze,o poeta estava ainda acordado,pois não conseguia parar de pensar e isso mantinha o sono muito distante,quando de repente sua mão começou a se movimentar sem querer. Em um passe de mágica ali se iniciava a criação de um poema,um dos mais bonitos porque falava dela,a sua delicada pequena.
Dois quartetos de amor,dois tercetos de beleza e em todos os versos e estrofes sempre trazia ela,sua eterna princesa. Depois de tanta inspiração concretizou-se um soneto,daqueles que muito emocionam e enchem de orgulho o peito.
Ao terminar o poeta resolve ir dormir,para que com ela,a sua amada pudesse sonhar,após uma noite de sonhos ele acorda,pega seu caderno e ela lá está. Depois de na noite o poeta escrever,consegue ela, lindamente eternizar.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Pelo Espírito há 2 horas

Nada do que Jesus cita no Sermão do Monte nos capítulos 5 a 7 do evangelh...
kuryos Acrósticos 4


A Linha da Vida há 5 horas

O futuro é daqui a pouco, mas talvez não possamos vê-lo. A vida é com...
a_j_cardiais Poesias 26


Obedecendo o Vento há 19 horas

As folhas caem, e eu quero falar sobre isso, sem me preocupar com o feiti...
a_j_cardiais Poesias 36


"Verão na Europa" há 21 horas

Hoje começou o verão Mas todos os dias, são dias de verão O verão na...
joaodasneves Poesias 8


"Maria Emília" há 23 horas

Meu amor Antes de tu nasceres Raramente eu pensava em ti Iria com o pass...
joaodasneves Acrósticos 8


"Sou" há 23 horas

Sou o livro sem palavras Sou a historia por contar Sou o céu sem estre...
joaodasneves Acrósticos 10